A GUERRA DA UCRÂNIA É POR IRRESPONSABILIDADE DO PRÓPRIO PAÍS

Por Pelegrini

Zelensky, o presidente que ficou popular com a destruição do seu país, selfies e discursos nos fóruns do mundo

Caso a Russia ou Estados Unidos resolvam dizimar a raça humana na terra um não precisa do outro pra isso, bastam acionar cem ogivas nucleares para que isso aconteça, cada pais tem mais de 3 mil delas, são 15.000 unidades dessa peste no mundo.

Qual é o pais no Planeta Terra que não está sob a tutela dos EUA ou da Russia? Quem pode dizer que tem soberania ampla geral e irrestrita, a não ser eles dois?

Vamos começar pelo Brasil que sempre babou o ovo dos americanos, nunca faz nada que possa ferir os princípios dos ianques, sempre os respeitou (subservientemente) principalmente na época do golpe militar de 1964, orquestrado por eles para derrubar Jânio Quadros que condecorou Che Guevara com a Ordem do Cruzeiro do Sul.

O comando para dar o golpe veio do presidente americano que tinha medo que o Brasil se aliasse à Russia (questão de demarcação de território), a única nação no mundo que tem soberania, e os Estados Unidos respeita.

Assim é a Ucrânia que, descaradamente queria se aliar à OTAN que é nada mais nada menos que um órgão criado pelos EUA, para conspirar contra os russos

O presidente ucrâniano é um reles comediante que nada entende de política e muito menos de guerra, soube dar um golpe interno, que também deve ter sido orquestrado pelos Estados Unidos, e agora vê o povo ficar sem casa, sem expectativa de vida e morrer por pura irresponsabilidade dele.

Seria tão simples ceder para os russos e continuar com uma vida tranquila, sem precisar tanto sofrimento, mas preferiu respeitar a quem nunca lhe respeitou só e simplesmente para ficar famoso, como está, falando em todos os fóruns do mundo.

Com isso, cria-se uma crise que nunca jamais atingirá os americanos, pois se faltar algo a eles, eles invadem os países e pegam; seja petróleo, carne ou grãos.

Para os americanos o que importa é o bem estar do seu povo, o resto que se f… frite.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *