Autor: pelegrini

SIN PERDER LA TERNURA: GALINHA DA TERRA SE COME É DE MÃO

Daquelas terras onde o vento sussurra histórias antigas e o chão guarda segredos de gerações, veio o empresário Marcos Medrado. Ele é um daqueles que não se esquece das suas origens, que carrega consigo a simplicidade e a autenticidade do sertão.

Marcos Medrado, com seu boné de aba curva e olhar sereno, caminha pelas trilhas da zona rural. Ele não é apenas um visitante; é parte daquela paisagem, como as árvores retorcidas e os riachos cristalinos. O povo o conhece bem, e ele retribui o afeto com sorrisos e abraços.

Hoje é dia de galinha da terra. A panela fumega no fogão a lenha, e o aroma se espalha pela casa simples. Medrado se senta à mesa, rodeado de amigos. Não há talheres aqui; apenas as mãos da luta que sabem o valor do trabalho.

Ele pega um pedaço de galinha, ainda quente, e leva à boca. É como se o tempo parasse. Os olhos fecham, e ele se lembra dos índios e nativos que ensinaram a arte de comer com reverência. Uma pimentinha verde acompanha o bocado, e o sabor explode em sua língua.

É assim que Medrado celebra a vida: com simplicidade, com alegria. Ele não precisa de luxos; a galinha da terra é o seu banquete. E todos ao redor já se acostumaram com essa cena: o homem que se alimenta com gratidão e que, entre um punhado e outro, compartilha histórias e risadas.

Que a Chapada Diamantina continue a abençoar esse homem simples, que nos ensina que a verdadeira riqueza está na conexão com a terra e com as pessoas.

RENÚNCIA DO PRÉ-CANDIDATO CLAUDIO QUEIROZ À PREFEITURA DE VALENÇA

Ao lado da esposa Laura, Claudio disse que não concorrerá mais às eleições de Outubro

O pré-candidato a prefeito de Valença pelo PSD, Claudio Queiroz, acaba de gravar um vídeo anunciando sua renúncia à pré-candidatura e explicando os motivos por trás dessa decisão.

Em suas palavras: “Verdade e respeito não podem andar separados. Ontem, fui informado pelo meu partido sobre a data da convenção, marcada para o dia 4 de agosto. Nessa mesma convenção, será oficializado o apoio do partido a outro candidato, não à minha candidatura.”

Claudio reconhece a legitimidade da decisão do diretório partidário, mas afirma que não possui as condições políticas necessárias para manter sua candidatura. Ele destaca: “Os valores, propostas e ideias que defendemos ao longo dos últimos meses permanecem fortes em minha mente e coração como o melhor caminho para nossa cidade.”

O pré-candidato expressa gratidão ao Senador Otto e ao Deputado Paulo Magalhães pela acolhida no PSD. No entanto, é interessante notar que Claudio omitiu o nome do presidente do partido, Luis Dáttoli, em seus agradecimentos.

Além disso, Claudio anuncia que se recolherá um pouco para refletir com a família e conversar com amigos. Seu objetivo é avaliar qual deve ser sua decisão pessoal, buscando alinhar-se aos valores e projetos de mudança que acredita serem essenciais para a cidade.

ESTREIA DAQUI A POUCO: O PODCAST DA TV COSTA DO DENDÊ, COM O TRIO, ADEMILTON, CIRO, E PELEGRINI

Pessoal, preparem-se para uma estreia que promete agitar Valença! Hoje, dia 24, a TV Costa do Dendê apresenta um programa de alto nível, repleto de comentários polêmicos e notícias fresquinhas sobre política e o cotidiano da nossa cidade, Dendê Cast TV.

E quem são os protagonistas desse novo projeto? Nada menos que o trio dinâmico: Ademilton, Ciro e Pelegrini. Juntos, eles prometem trazer uma abordagem única e envolvente para os ouvintes e telespectadores.

Ademilton, com suas notícias bombásticas, vai nos manter atualizados sobre os acontecimentos mais relevantes em Valença. Se algo está fervendo na cidade, ele estará lá para contar tudo, sem papas na língua.

Ciro, conhecido por sua irreverência política, vai provocar reflexões e debates. Preparem-se para opiniões contundentes e análises afiadas. Ele não tem medo de cutucar os poderosos e questionar o status quo.

E, claro, temos Pelegrini, o comentarista das eleições. Com sua perspicácia, ele vai dissecar os bastidores políticos, os candidatos e as estratégias. Se você quer entender o jogo por trás das urnas, Pelegrini é o cara.

Esse podcast é um “must” – algo que Valença nunca viu e nem esperava. É como se o trio da comunicação tivesse se unido na TV do Roberto Marinho, aqui mesmo em Valença, representado pelo Silvanio Vídeos.

Então, não percam! Sintonizem na TV Costa do Dendê e acompanhem essa estreia explosiva. Vamos juntos descobrir o que esse trio tem a oferecer. Te espero lá! 

A INELEGIBILIDADE E A PRÉ-CAMPANHA: A CONTROVÉRSIA EM TORNO DE CLAUDIO QUEIROZ

Hoje, algo inesperado sacudiu os bastidores políticos de Valença: uma notícia vinda da capital baiana trouxe à tona a situação do pré-candidato Claudio Queiroz. Segundo o Site Se Ligue Bahia, ele estaria inelegível, e os detalhes são intrigantes. Vamos analisar o que está em jogo.

De acordo com o Tribunal de Contas do Estado (TCE), Claudio Queiroz figura em uma lista de gestores públicos considerados inelegíveis. Essa inelegibilidade está fundamentada em duas reprovações: uma ocorrida em 2016 e outra em 2017. O que isso significa exatamente? Bem, é uma questão séria para alguém que almeja um cargo público.

No entanto, Claudio Queiroz não se calou diante das acusações. Ele respondeu ao site, alegando que está sendo perseguido e que essa suposta inelegibilidade é uma manobra para minar sua pré-campanha. Suas palavras foram firmes: “São falsas as notícias de inelegibilidade. Estou anexando certidões do Tribunal Superior Eleitoral que garantem meus plenos direitos políticos.”

É interessante notar que Claudio não negou a existência de processos. Pelo contrário, ele mencionou que há processos em seu histórico, mas enfatizou que não houve dolo nem desvio. Alega-se que a notícia sobre sua inelegibilidade é infundada.

Agora, nos resta acompanhar como essa controvérsia se desdobrará. A política é um terreno movediço, e as estratégias de pré-campanha podem ser tão intensas quanto a própria eleição. Claudio Queiroz está no centro desse furacão, e sua resposta determinará o rumo de sua jornada política.

E você, o que acha dessa reviravolta? Acredita que as certidões do Tribunal Superior Eleitoral serão suficientes para dissipar as dúvidas?

PREFEITOS VIRTUAIS E A BELEZA EFÊMERA DAS CIDADES REPAGINADAS

O vídeo do Calçadão de Valença mostrava uma coisa encantadora, mas no fim a realidade era outra

Em Valença, há uma tendência preocupante: candidatos se preparando para serem “prefeitos virtuais”. Esses aspirantes ao cargo fazem promessas mirabolantes, como a construção de shoppings, quebra-mares e pontes com viadutos. No entanto, o que mais chama a atenção é a maneira como eles apresentam suas visões: através de vídeos que mostram a cidade completamente repaginada.

Esses vídeos são verdadeiros espetáculos visuais. Ruas, praças e feiras são recriadas com detalhes impressionantes, e a beleza capturada nas imagens é de tirar o fôlego. No entanto, há um problema: a duração desse trabalho virtual é muito diferente da realidade. Enquanto o vídeo pode ser produzido em algumas horas, a transformação física da cidade leva muito mais tempo.

O dilema surge quando os cidadãos, inspirados por essas visões virtuais, desejam experimentar essa beleza pessoalmente. Eles querem pisar nas ruas recém-imaginadas, frequentar as praças revitalizadas e desfrutar das feiras renovadas. No entanto, a realidade muitas vezes não corresponde à fantasia. As promessas feitas nos vídeos não se traduzem facilmente em infraestrutura duradoura.

Lembro-me do caso do Calçadão de Valença. A prefeitura divulgou um vídeo virtual deslumbrante, mostrando um calçadão moderno e movimentado, com pessoas felizes passeando e lojas vibrantes. O acesso ao vídeo foi tão intenso que a página da prefeitura travou. No entanto, quando o calçadão foi finalmente construído, a experiência não foi a mesma. Problemas de manutenção surgiram, e a realidade não correspondia à visão virtual.

Aqui está o cerne da questão: qualquer projeto, seja virtual ou físico, deve ser planejado com cuidado, incluindo considerações de manutenção a longo prazo. Infelizmente, muitas vezes negligenciamos esse aspecto. Os encantadores de serpentes virtuais, com suas ideias grandiosas, podem conquistar a imaginação das pessoas, mas a gestão efetiva requer mais do que promessas vistosas.

Então, sim, vamos ficar de olho nesses candidatos. Afinal, há uma diferença entre ser um gestor de ideias e ser um gestor da realidade. E, como já mencionamos, até mesmo a cidade virtual tem seu preço – e não é apenas monetário.

BANCO CENTRAL ANUNCIA NOVAS REGRAS DE SEGURANÇA E DATA DE LANÇAMENTO DO PIX AUTOMÁTICO

Banco Central faz ajustes em segurança do Pix – Marcello Casal Jr/Agência Brasil/MArcello Casal Jr/Agência Bras

O Banco Central divulgou ajustes na regulamentação do Pix com o objetivo de aperfeiçoar seus mecanismos de segurança. Além disso, foi definida uma nova data de lançamento para o Pix Automático: 16 de junho de 2025.

Aqui estão os principais pontos:

  1. Dispositivos de Acesso e Cadastro:
    • A partir de 1º de novembro deste ano, a iniciação de transações Pix por meio de dispositivos de acesso não cadastrados poderá ocorrer apenas para transações de até R$ 200, desde que o limite diário não ultrapasse R$ 1.000.
    • Para transações acima desses limites, o dispositivo de acesso deve ter sido previamente cadastrado pelo cliente. Essa exigência se aplica apenas a aparelhos que nunca foram usados para iniciar uma transação Pix.
    • Essa medida visa reduzir a probabilidade de fraudadores utilizarem dispositivos diferentes dos que o cliente normalmente usa para gerenciar chaves e iniciar transações Pix.
  2. Segurança e Gerenciamento de Risco:
    • Os participantes do Pix devem utilizar soluções de gerenciamento de risco de fraude que considerem as informações de segurança armazenadas no Banco Central. Essas soluções devem identificar transações Pix atípicas ou não compatíveis com o perfil do cliente.
    • Além disso, os participantes devem verificar, pelo menos a cada seis meses, se seus clientes possuem marcações de fraude na base de dados do BC.
  3. Pix Automático:
    • O Pix Automático será disponibilizado para a população em 16 de junho do próximo ano.
    • Essa ferramenta facilitará cobranças recorrentes e poderá ser utilizada como forma de recebimento por uma variedade de empresas.
    • Com o Pix Automático, após autorização prévia, o usuário permitirá débitos periódicos de forma automática, sem a necessidade de autenticação a cada transação.

MARCOS MEDRADO: A FORÇA TRANSFORMADORA DE CAJAÍBA

Ontem, dia 20, Marcos Medrado visitou a Comunidade de Cajaíba e descreveu a experiência como proveitosa. Ele afirmou: “Quem deseja conhecer Valença deve começar por Cajaíba, pois esta comunidade representa a abertura do progresso para toda a região. Foi aqui que os primeiros europeus se estabeleceram para povoar o município.”

Os moradores de Cajaíba têm uma forte conexão com Marcos Medrado. Eles relatam que, desde que ele começou seu programa de rádio, as questões locais passaram a receber mais atenção. Um morador comentou: “Hoje, quando reclamamos de algo, a prefeitura envia imediatamente funcionários para resolver a questão.”

Medrado conquistou muitos amigos no distrito, e sua influência é tão significativa que algumas pessoas já o consideram o “rei” de Cajaíba. Além disso, graças a Medrado, as festas populares ganharam força na região, incluindo o tradicional Arrastão de Cajaíba, que já acontece todos os anos durante as festividades de São João.

PAULO MARTINS, PRÉ-CANDIDATO A PREFEITO DE VALENÇA, DESMISTIFICA O SONHO DA PONTE ESTAIADA

Paulo com seu fiel escudeiro, Victor, prontos para mais um desafio

O pré-candidato a prefeito de Valença pelo PP, Paulo Martins, trouxe à tona uma análise detalhada que esfriou o entusiasmo de seu colega, também pré-candidato a prefeito, Valdemar da Conect, em relação à construção de uma ponte estaiada sobre o Rio Una.

Paulo apresentou argumentos sólidos para sustentar sua posição de que tal empreendimento é inviável naquele local:

  1. Topografia Desafiadora: Paulo destacou que a topografia do terreno não favorece a construção de uma ponte elevada. Segundo ele, engenheiros consultados em 2019 já haviam concluído que a inclinação do terreno exigiria que a ponte começasse a cerca de 250 metros de distância do Rio Una. Essa distância significativa tornaria o projeto impraticável.
  2. Restrições de Espaço: A Rua Marechal Floriano Peixoto, por onde a ponte estaiada passaria, possui apenas 7 metros de largura. Essa limitação de espaço inviabilizaria a construção de um elevado para dar continuidade à avenida.
  3. Impacto nos Imóveis e Comércio: Além disso, Paulo alertou para as consequências negativas após a construção da ponte. Os imóveis no entorno seriam desvalorizados, e o comércio local sofreria. Essa preocupação com o impacto econômico é crucial ao considerar projetos urbanos.
  4. Alternativa Inteligente: Como alternativa, Paulo sugeriu que, se houver a necessidade de construir outra ponte em Valença, ela deveria sair em frente ao GBarbosa. Essa localização não atrapalharia a paisagem e manteria intacto o cartão postal da cidade: os barcos ancorados em frente ao Prédio da Câmara de Vereadores.

Em resumo, Paulo Martins, com base em análises técnicas e considerações práticas, desmistificou o sonho da ponte estaiada sobre o Rio Una, propondo uma solução mais sensata para futuros projetos de infraestrutura em nossa cidade.