A QUEM INTERESSA A PRIVATIZAÇÃO DO SAAE? A CERTEZA É QUE, SE ISSO ACONTECER, DEIXARÁ UNS CINCO MILIONÁRIOS EM VALENÇA

Sobre a visita que Claudio Queiroz fez ao SAAE no dia de ontem (09), para conversar com os funcionários, referente a um levantamento que é feito por uma empresa dentro da autarquia para diagnósticar despesas e orçamentos para melhorar o serviço, é apenas o início do golpe para tentar privatizar.

Na verdade, pelo processo natural, o SAAE deverá cair no colo da Embasa no futuro, e o que Claudio Queiroz tenta é apenas atrapalhar esse processo para que isso não aconteça. Uma empresa será colocada para administrar o esgoto da cidade após o diagnóstico, para no futuro tomar o SAAE de vez.

COMO ISSO PODERIA ACONTECER?

Existe uma empresa que está fazendo esse levantamento/diagnótico, mas isso não quer dizer que será dado a ela uma concessão, depois desse diagnóstico pronto é que eles vão tentar justificar essa concessão para um empresa privada

Com esse levantamento a empresa vai tentar administrar o esgoto da cidade que não terá nada a ver com o SAAE, pra isso, a prefeitura deverá ceder essa concessão.

O correto seria a prefeitura liberar para o SAAE cobrar essa taxa de esgoto sem colocar na mão de empresa privada, porque eles, a empresa, vai cobrar entre 80% a 100% do valor da taxa da água e caso seja o SAAE esse Valor ficará em torno de 25%.

É claro que o prefeito não tem interesse em liberar que o SAAE administre a taxa de esgoto, mesmo tendo um valor abaixo de 75%, porque deve existir interesse dele na venda da autarquia.

Pelo gosto do SINDAE o SAAE continuaria como uma empresa vinculada à prefeitura, porém é quase que impossível segurar que não vá.

Entre ir para a EMBASA e ficar na mão de uma empresa privada o SINDAE sinalisa que é melhor ficar com o governo e pra isso vão lutar.

3 thoughts on “A QUEM INTERESSA A PRIVATIZAÇÃO DO SAAE? A CERTEZA É QUE, SE ISSO ACONTECER, DEIXARÁ UNS CINCO MILIONÁRIOS EM VALENÇA

  • março 10, 2022 em 6:44 pm
    Permalink

    Prezado Senhor Pelegrini,

    O que estamos vendo em Valença é um verdadeiro acinte a tudo que permeia a moralidade, a ética, a legalidade, a impessoalidade e a publicidade. Valores estes, inerentes a atividade pública. Pelo contrário, o que vemos é uma cidade decadente, não só do ponto de vista estrutural, como politico e administrativo.
    Se já não tínhamos orgulho da nossa querida cidade por ela estar feia e maltratada na sua infra estrutura, Valença hoje vive um colapso político e administrativo. Nunca vi uma gestão tão incapaz do ponto de vista de gestão administrativa. Pequenos atos e processos do dia dia não possuem nenhum andamento. Está tudo em compasso de funeral.
    À revelia disso, vemos crescer o patrimônio de homens alheios à lei. Sim. Cresce em Valença o patrimônio de pessoas ligadas à atividades ilegais, como o jogo de azar e a agiotagem. Sem falar no tráfico de drogas, roubo entre outras atividades ilícitas.
    Valença está doente. Cancerosa. Precisa urgente dos remédios da justiça. Conclamo o Ministério Público, o Exmo. Sr. Juiz de Fazenda Pública, a Defensoria, os Órgãos de Controle como TCM, CGU, etc., assim como os cidadãos de bem dessa cidade a se levantarem contra isso. A fazerem um tratamento contra essas células cancerígenas que estão se apropriando de todas as esferas de poder, governança e da economia dessa cidade.
    É preciso dar um basta nisso, antes que essa cidade se torne uma terra sem lei e sem destino como nos filmes de Velho Oeste.

  • março 10, 2022 em 8:56 pm
    Permalink

    Água como um serviço e um bem essencial não pode ser tratada como mercadoria. Há anos o SAAE sofre com a falta de cobrança de uma tarifa de esgoto (legalmente autorizada por executar a coleta e manutenção da rede) e com a realização de um ajuste em seu modelo tarifário e isso não foi colocado em prática não por falta de interesse da autarquia mas por falta de vontade dos prefeitos que alisaram as cadeiras do município. Vir agora com o pretexto de ceder para a concessão para que se possa fazer os investimentos é conversa para boi dormir. O SAAE tem até 2033 para alcançar as metas de universalização exigidas pelo novo marco do saneamento, com uma cobrança e os ajustes administrativos necessários não há necessidade alguma de conceder a autarquia para a iniciativa privada. Várias experiências mostram que privatizar o saneamento é prejudicial para a população. É só olhar o que está acontecendo com a recém privatizada a CASAL de Alagoas e fora o desastroso serviço de Manaus. O SAAE precisa de ajustes e investimento como o que há em sua lei de criação, um repasse anual por parte da prefeitura, coisa essa, que nunca foi realizada, fora o maior devedor do SAAE que é o próprio município. Agora os midas da administração pública que vem transformando Valença em uma zona de guerra acham que a solução é dar de graça para o setor privado o que é do povo. O SAAE tem deficiências? Sim, mas entre o público e o privado eu ainda prefiro o público porque no público a população não é vista como uma fonte de lucro. se querem exemplo é só olhar a qualidade dos serviços da COELBA.

  • março 11, 2022 em 7:20 am
    Permalink

    SAAE É UMA MERDA!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *