PROFESSOR NETO SOBRE CRIMES DE CONQUISTA: “HOUVE UMA POLÍTICA DE GENERALIZAÇÃO CONTRA A COPORAÇÃO”

Prezados amigos leitores

Estou terminando meu curso de Direito na Faculdade Fainor em Vitoria da Conquista e estou acompanhando o caso em que a Força Tarefa apura o envolvimento de Policiais Militares na morte de 11 pessoas e agora a investigação sobre ao “Atentado” sofrido pela promotora Genisia Oliveira, onde é valido ressaltar que na cidade todos já sabem que os supostos tiros dados no carro da promotora não foram ratificados pela pericia técnica.Onde o marido da mesma, levou o carro para consertar sem ter feito de imediato a comunicação na policia judiciaria, tornando o local desta forma inidôneo para pericia.

E conhecedora das normas jurídicas como é a nobre promotora sabia qual era o procedimento Legal a ser adotado.A pericia a principio informa que se trata de marcas no pára-choque de uma eventual colisão.

Segundo Valmar Hupsel Filho | A TARDE O Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Vitória da Conquista não encontrou projétil nem vestígios de disparos no veículo do marido da promotora Genísia Oliveira.

“Até o momento, não podemos afirmar que o veículo foi alvo de um atentado”, informou um graduado policial (Perito) que participou da perícia e pediu para não ser identificado.

Segundo ele,um pedaço do para-choque do veículo foi retirado e está em poder da promotora para ser utilizado como prova. “Ela não quis ser ouvida hoje. Aguardamos sua presença e que ela nos traga o material para análise”, disse.

Em Gravação o citado policial informou ainda que foram analisadas as câmeras de segurança de um supermercado localizado em frente ao local onde teriam acontecido os disparos, na Avenida Rosa Cruz, por volta das 23h30. O local e hora são indicados como os do suposto atentado. “Vemos o veículo passando, mas sem moto por perto”, disse. FONTE: http://www.blogdoanderson.com/v2/?p=15602#more-15602

O próprio Secretario de Segurança Publica Dr.Cesar Nunes refutou a afirmação de atentado contra o membro do Orgão do Ministério Publico:

“O secretário de Segurança Pública do estado falou sobre o caso. ‘Até agora, não há nenhuma evidência concreta, nenhuma evidência firme de que ela esteja sofrendo ameaças. Determinamos de imediato que ela fosse ouvida, que fossem ouvidas as testemunhas desse suposto atentado. O carro não tem marca de bala nenhuma. As diligências estão sendo realizadas também pela Polícia Civil de Conquista’, afirmou o secretário de Segurança.

A promotora Genísia Oliveira contestou as declarações do secretário e apresentou o para-choque do carro com as marcas dos tiros. ‘Ele foi incauto quando ele disse que a perícia do meu veículo não constatou nenhum tiro. O tiro não foi no veículo, foi na lataria do carro e essa retirada foi feita do veículo porque logo depois dos tiros meu marido bateu o carro, em virtude do susto que ele tomou. Para cautelar provas, nós tiramos a parte desse material da lataria do veículo, que está aqui conosco. Portanto, os dois tiros estão aí. Se foi atentado, se foi tentativa de assalto ou se foi uma brincadeira, eu não sei’, afirma a promotora.

O secretário de Segurança Pública César Nunes disse hoje, por telefone, que vai esperar pelas provas que a promotora vai apresentar para voltar a falar sobre o assunto.O procurador geral do estado, Wellington Lima e Silva, disse que também vai esperar a conclusão dos laudos da perícia técnica para voltar a falar sobre o assunto. FONTE: http://www.blogdoanderson.com/v2/?p=15575#more-15575

Nesta ultima afirmação da promotora podemos perceber que a mesma não sabe se foi uma brincadeira, uma tentativa de assalto ou atentado,ou seja não tem certeza do fato, e por isso mesmo não poderia afirmar anteriormente que foi atentado por parte dos policiais ou que teria ligação direta com o caso em que figurava como chefe da força tarefa que apurava crimes cometidos por policiais.

Este fato de supervalorização da Ilustre promotora de Justiça causou revolta na sociedade de V.da Conquista,visto que em comentários na cidade é que se a mesma tivesse sofrido um atentado por parte de policiais não iria ser de um calibre pequeno (32) declarado pela mesma e muito menos os supostos autores iriam errar o alvo,além do mais metralhariam o veiculo e não apenas dariam 2 tiros.

Um outro o fato que repercutiu mal foi o tipo e forma de escolta policial vinda da capital do Estado digna de cenas cinematográfica Hollywoodiana, pois para conduzir 08 policiais Militares que se encontravam já detidos no Batalhão, não havia a necessidade de uma escolta armada com mais de 20 viaturas, com as sirenes ligadas,Giroflex,faróis, amedrontando toda a cidade e engarrafando o transito da BR-116-Rio Bahia.Parecia filme Americano.

Mas como sabemos tinha que se fazer algo para dar o que falar, ou seja o governo do Estado tinha que dar uma satisfação a sociedade e a pressão da imprensa, afinal é ano de Eleição. Não sou contra a apuração dos fatos e punição dos responsáveis pelos crimes praticados,visto que o Direito a vida é um dos princípios precípuos cominados em nossa Constituição Federal, e quem cometeu os crimes devem ser punidos, contudo fazer disto um CIRCO é no mínimo engraçado para não dizer triste.

Outro fato interessante é que existe também um outro promotor de justiça que fazia parte da Força Tarefa na apuração desses crimes, Dr.Marcelo Pinto e que agora assumiu a titularidade do caso em Vitoria da Conquista e o mesmo não sofrera nenhum constrangimento nem ameaças e olhe que este ultimo membro do MP é muito mais popular ,ou seja anda pelas ruas, vive normalmente do que a citada promotora.

Bom, veremos agora o que acontecerá ,pois Vitoria da Conquista está a toa, pois a violência aumenta a cada dia, roubos, arrombamentos, homicídios e a policia está desmoralizada e desestimulada, pois houve uma politica de generalização contra a corporação.

4 Respostas para PROFESSOR NETO SOBRE CRIMES DE CONQUISTA: “HOUVE UMA POLÍTICA DE GENERALIZAÇÃO CONTRA A COPORAÇÃO”

  1. inusitado maio 14, 2010 às 12:33 pm #

    Concordo plenamente, tambem estive em Vitoria da Conquista na semana passada e todo mundo fala lá que esta historia da promotora está muito mal contada…nao constataram nenhum tiro no carro dela…é somente para denegrir a imagem que já é ruim da policia e deixar todo mundo ainda mais desprotegido

  2. Neuza maio 14, 2010 às 12:37 pm #

    Sou de Conquista e transfiro meus comentarios do blog do Anderson para o de Pelegrine!
    Isso é simplesmente uma palhaçada.
    Polícia presa…Bandidos soltos…E a sociedade a mercê dos bandidos.
    Veremos agora se o ministério público irá tomar conta da cidade, enquanto pessoas de bem pagam com a própria liberdade por proteger a cidade. Onde iremos parar Vitória da Conquista? Já foi realizada uma manifestação dos familiares e amigos dos policiais detidos, contando com a participação de quase 500 veículos, motos etc. INDIGNAÇÃO!!! Esse é o sentimento de todos.

  3. Coutinho Filho maio 17, 2010 às 12:14 pm #

    Sou Valenciano e residente temporariamente em Conquista e estou acompanhando de perto os acontecimentos, por isso decidi fazer algumas ponderações:
    … além do mais metralhariam o veiculo e não apenas dariam 2 tiros. Será essa a real atitude de policiais? Muito me assusta um professor, Policial e estudante de direito fazer um comentário desse. Será que já fizeram isso…metralharam?
    … escolta armada com mais de 20 viaturas. Onde eestavam todas essas viaturas? No 9º BPM onde os policiais da escolta ficaram alojados temporariamente, não cabem essas mais de 20 viaturas juntamente com as já alocadas no BPM. A título de informação foram 10 viaturas do BP CHOQUE e um ônibus da mesma.
    …policia está desmoralizada e desestimulada. Desmotivados até podem estar os policiais, pela pressão que estão sofrendo, mas desmoralizados não! A cidade está repleta de faixas em apoio a PM que é a direta envolvida nos fatos. A prova da moral da PM na cidade, foi demonstrada na manifestação com mais de 500 veículos. Onde está a desmoralização???

    Vamos com calma nas publicações…

  4. Prof.Francisco Neto maio 17, 2010 às 11:56 pm #

    Prezado Coutinho Filho

    Como pode ver em minhas palavras apenas reproduzi o que ouvi nas ruas de conquista e em momento algum falei que a populaão está contra a policia ao contrario está solidaria,fazendo manifestaçoes de apoio.O que falei é que a houve uma politica de generalização por parte de orgãos e da midia no que se refere a estigmatizar que todo policial ou a corporação não presta.

    Sobre “metralhar ao invez de dar dois tiros” quiz dizer e ficou bem explicito que ,não é que a policia faz isso, mas “se fosse caso de atentado” por policiais maus ou por bandidos não se usaria um calibre pequeno e não se daria apenas dois tiros…essa afirmação é obvia e em momento algum disse que a policia o faria…é por essa e outras distorçoes no que as pessoas falam que estigmatizam a imagem da policia, pois como o proprio amigo, falou ao alegar minha condição de policia….
    Ressalto tambem que não falei que haiva 20 viaturas dentro do batalhao, o que Eu vi pessoalmente foi a referida quantidade de VTR na escolta ,pois passei pelo comboio poximo a Poçoes.
    O nobre cidadão é que deveria ver o que fala para não querer colocar palavras na boca,ou melhor frases onde não foi escrita.
    A policia encontra-se sim desestimulada e sente-se desmoralizada com a má imagem em que fora colocada a coorporação, a sociedade graças a Deus está dando apoio,mas o ultraje da generalização da parte pelo todo é realmente sentimento que abalou o amago dos policiais na cidade, afirmaçoes feitas por eles proprios em conversas tidas comigo.
    E para finalizar tudo que fora falado foi mostrado a fonte, ou seja não sou eu que estou dizendo, mas fatos que aconteceram e que não podem ser refutados, criticados sim, mas nunca desconsiderados
    Abraço do conterraneo !

Deixe um comentário