NÃO TEM IMPORTÂNCIA MORRER POR IRRESPONSABILIDADE DO PODER PÚBLICO

image

As contradições no dia a dia da vida do brasileiro é uma coisa lamentável. Vejam que o MP mandou prender policiais em Vitória da Conquista pela execução de pessoas no caso da morte de um policial. O caso tomou uma repercussão tão grande, que até a promotora já foi ameaçada de morte, quase um exército de policiais estão dando cobertura ao processo.

Nesta mesma cidade, outro caso rola sem ao menos o poder público tomar conhecimento, apenas a imprensa na sua obrigação de divulgar é que faz uma pequena parte. O A Tarde on line divulgou que pacientes do SUS levam até dois anos esperando por uma mamografia: “O caos na saúde pública de Vitória da Conquista, a 509 km de Salvador, tem punido quem depende de marcação de consultas e atendimento de média complexidade. Além de ser obrigado a aguardar por até dois anos por atendimento, os pacientes são discriminados em clínicas conveniadas ao Sistema Único de Saúde (SUS)”.

Quem paga em dinheiro tem o direito de ser logo atendido, e os que vão pelo SUS podem até chegar mais cedo, mas não são atendidos. Uma paciente relata que: “Fiz a marcação dia 28 de fevereiro de 2008 no Posto de Saúde Régis Pacheco e só fui atendida dia 3 de março deste ano”.

Sabem quantas pessoas morrerão por falta desse atendimento? Muito mais do que os 11 supostos bandidos que a policia deu fim. Se o MP não se preocupar também com esse caso, teremos centenas de mulheres mortas por câncer de mama.

Fonte: A Tarde on line

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *