AQUARELA DE EDMAR

“Numa folha qualquer
Eu desenho um sol amarelo
E com cinco ou seis retas
É fácil fazer um castelo”…   Toquinho/Vinicius

Em minha cidade Itapetinga, castelo é casa de mulheres, onde os bacanas tiravam o fim de semana pra se divertirem, levou o nome de “Castelo” porque diziam eles; ter muitas princesas. É… eram mulheres muito lindas mesmo, mas não deixava de ser uma casa de meretrizes, que por sinal as donas de “Castelo” diziam não ser fácil de conseguir, ou seja, não era fácil montar um “Castelo”. Mas ali havia respeito por parte dos frequentadores, pagavam-se as mulheres dignamente, não tinha calote. A dona do “Castelo” era uma mulher respeitada, exigia ordem de todos ali, não deixava acontecer bagunça, a prefeitura cobrava os impostos devidos, os fornecedores de bebidas recebiam o pagamento direitinho, os senhorios nem lá precisavam ir pra receber o aluguel (as esposas exigiam que o pagamento fosse feito em casa, ninguém sabe porque…  risos).

Ouvindo a música de toquinho, Aquarela, é possivel imaginar como é fácil fazer um castelo, mas levar ao pé da letra como fez o Corregedor da Câmara, Edmar Moreira…  ai é demais, desafiou as casteleiras de Itapetinga, montou um com no máximo “seis retas”, agora só faltam as mulheres.

País sério é assim mesmo.

5 Respostas para AQUARELA DE EDMAR

  1. Oliveira fevereiro 6, 2009 às 1:45 pm #

    Será que Ramiro foi pra Brasília para uma consultoria de como montar um castelo do primeiro time? Sim, pq ele não gosta de qualquer castelo, já que fechou o do Sonrizal, não é mesmo?

  2. pelegrini fevereiro 6, 2009 às 2:24 pm #

    É verdade Oliveira, o único “Castelo” que nós tinhamos, nossa maior alegria, o maluco fechou.

    Abraço.

  3. francisco carlos almeida fevereiro 8, 2009 às 9:19 am #

    verdade pelé, agora AQUELE CASTELO, ficou a cara do tio,sem as princesas, e ouvi falar que ele vai acabar com o do porto azulão,agora te pergunto onde o povo vai ver suas princesas nas noitadas valencianas,ouserá que o tio gosta de desmanchar o gosto dos outros, aconteceu com a pça da independencia,claudio fez ele tirou,lembra do jardim novo em 2002 ele desmachou e fez aquele palco que era a cara dele,e ja se fala que ele foi a brasilia pedir ordem pra consertar o jardim,que n esta do jeito dele,brincadeira com o dinheiro do povo,agora falando de saúde pelé mande o ciro dar uma paulada nos criadores de cavalo da bolivia,ou será que o tio esta alugando para os ciganos criar animais avontade,ah será que este secretário de saude não sabe que animais tem grandes doenças e causas mais na população de baixa renda,será que ele não sabe se eleminar animais na ruas fazendo sujeiras melhora qualidade de vida para o povo e diminue nas compras de remedios,mais como o povo valenciano sabe, ramiro é o secretario dos secretarios, olha não se ver um secretario nas ruas ou distritos,só o tio,mais lhe digo nenhum destes secretario aí tem voz ou manda em nada,vejo que vamos a 4 anos só tapando buracos,o povo mais ainda não sabendo votar, daqui a 4 anos vai ter a campanha do vote no ´vovo,rsrsrsrs,e valença a cada dia descendo a ladeira de pior cidade do interios da bahia, no crime ja é, na corrupção a 5 em prefeito sem qualidade a primeira, e o povo pagando,

  4. pelegrini fevereiro 8, 2009 às 11:57 am #

    Acho que o do “Posto Azulão” ele não fecha, lá não tem lugar para fazer balneário… risos.

    Abraço.

  5. Marcelo Feitosa. fevereiro 8, 2009 às 1:07 pm #

    A prostituição, efeito da fragilidade humana e outras causas que bem se podem considerar ocasionais, é um fato real, que reside na sociedade a mais civilizada, e cuja origem se perde na obscuridade dos tempos. Das eras remotas a atestam os livros sagrados, e as tradições dos Gregos e Romanos, monumentos incontestaveis da depravação dos costumes e falsa civilização daqueles povos. Assim o Levitico proibe ás mulheres de se entregar aos animais. Na Grecia a prostituição não era considerada uma profissão desonrosa, e as maiores personagens frequentavam as mulheres do mundo. Nota-se mesmo que Socrates cortejava muitas destas mulheres.

Deixe um comentário