MAIS UMA VEZ O SUPERMERCADO MEGA-BOM MALTRATA CLIENTE

image

Acho que a vinda das grandes redes de supermercados para Valença não deve ter afetado os pequenos, que bom isso, porque o mal atendimento do supermercado Mega-Bom continua do mesmo jeito. Outro dia denunciei aqui maus tratos com uma cliente desse supermercado (CLIENTE É MALTRATADA NO SUPERMERCADO MEGA-BOM), desta vez, outra cliente foi reclamar na gerência, de um carrinho com mais de 10 itens na fila exclusiva para até 10, e a gerente disse em tom de quem não estava muito preocupada: “É assim mesmo”.

Se existem regras é para ser respeitada, ou então não coloquem. A nossa disciplina depende as vezes da ajuda um do doutro, às vezes a pessoa que entra na fila da caixa de um supermercado faz sem notar as placas que chamam a atenção para tal serviço, resta à direção ou gerencia do estabelecimento alertar ao cliente, sem constranger, de que ele está fora do seu tipo de atendimento. Porque também não é justo a pessoa entrar na fila errada e quando chegar a sua vez de ser atendido a caixa recusar, então: é preciso que se comunique antes.

Quem não tem competência para ter uma ouvidoria é melhor não fazer propaganda enganosa, porque o carrinho só vai sair cheio se o cliente for bem tratado. Caso contrário o carrinho vai continuar vazio.

One thought on “MAIS UMA VEZ O SUPERMERCADO MEGA-BOM MALTRATA CLIENTE

  • março 10, 2010 em 2:15 am
    Permalink

    Infelizmente, alguns comerciantes da cidade de Valença não perceberam que estamos recebendo um fluxo muito grande de pessoas que tem uma outra cultura. Hoje é muito fácil ir a Salvador e perceber a organização das grandes redes de supermercados, a variedades de produtos e serviços. Em Valença tentam copiar a fachada e esquecem do principal que esta no tratamento ao cliente. Depois ficam com medo das grandes empresas que desejam se instalar na cidade. Quem tem um bom atendimento, oferecem bons produtos não tem o que temer. Se fizessemos uma pesquisa dos estabelecimentos em que os clientes não são tratados como deveriam a lista seria grande.
    É por isso que eu não volto ao estabelecimento quando sou maltratado. O que não faltam hoje na cidade são concorrentes interessados na pequena parcela financeira que posso deixa-la. Além da boa propaganda de boca em boca.(risos)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *