MORADORES DO BAIRRO DA GRAÇA CULPAM AO PREFEITO POR EVENTOS MUSICAIS CAUSAREM INTRAQUILIDADE: “RESPONSABILIDADE DE UMA FESTA ILÍCITA”

Por *Wolf Moitinho

A irresponsabilidade cabe, em princípio, aos empresários e promotores do evento. Mas, creio que o ilícito é também da responsabilidade do senhor Prefeito Jairo de Freitas Baptista, dos secretários do Meio Ambiente e, principalmente, o da Saúde, porque poderiam, no mínimo, exigir certos procedimentos importantes, porém foram omissos quanto a acústica prejudicial a vizinhança, esqueceram da aglomeração, a falta de utilização de álcool em gel, e, principalmente, o uso de máscaras.

Uma verdadeira aberração é a permissão das Secretárias do Meio Ambiente e a inoperância da Secretaria de Saúde, a mesma que produz a cada período um boletim epidemiológico e que, contrariando a ciência, permitiu um amontoado de pessoas transmitindo não só o vírus da COVID19, também outros como H1N1, H3N2 e tantos outros que matam.

É difícil entender em Valença o porquê do uso de máscaras no comércio, nas instituições financeiras, nos órgãos públicos. Como entender a exigência de mostrar nas instituições estaduais públicas o certificado de vacinação se o próprio Estado não tomou as atitudes cabíveis?

Como deve portar agora o Secretário do Meio Ambiente diante das ações de combate a ilícitos cometidos contra o meio ambiente se o próprio não se manifesta com relação ao sofrimento das pessoas com sons que não permitem uma noite de sono tranquilo?

Quantas crianças, anciãos, doentes e trabalhadores sofreram na noite do dia 04 e durante as primeiras 5 horas do dia 05 de dezembro?

Será mesmo que se fosse uma festa defronte a residência de qualquer um desses figurões seria realizada?

Seria de bom alvitre que cada um dos envolvidos respondessem a estes questionamentos.

Ora, temos a certeza que se um cidadão valenciano qualquer colocasse um “paredão” defronte a residência do senhor Prefeito, ou de quaisquer dos secretários, é certo que uma guarnição seria deslocada da 33a. Cia. Independente da Polícia Militar para “acabar” com a “bagunça”.

A aparelhagem seria apreendida e o seu proprietário levado à Polícia Civil para o registro de um Boletim de Ocorrência.

Mas, no caso de uma festa tal qual a que aconteceu na “Arena Música”, o resultado é totalmente adverso. Nada acontece!

Ao final do evento, muitos bêbados, arruaceiros, gritarias, zuada de motores de veículos diversos, xingamentos ouvidos por moradores que não conseguiram uma noite de sono com os seus familiares e os senhores responsáveis pela manutenção da ordem e harmonia dormindo em “berços explendidos”, claro que em detrimento do sono e bem-estar da população de um bairro.

Nenhum deles agiu conforme os ditames das leis, foram omissos.
Resta aos moradores apenas apelar para o Judiciário exigindo que os empresários respondam na justiça, inclusive com indenização remunerada em favor dos moradores do bairro da Graça.

*Wolf Moitinho é Servidor P´´ub.lico e faz parte de um grupo de moradores do Bairro da Graça

3 Respostas para MORADORES DO BAIRRO DA GRAÇA CULPAM AO PREFEITO POR EVENTOS MUSICAIS CAUSAREM INTRAQUILIDADE: “RESPONSABILIDADE DE UMA FESTA ILÍCITA”

  1. assinante dezembro 8, 2021 às 9:29 am #

    Bairro da graça estar virando um bordel de baixo da cara lisa desse prefeito Jairo e secretarios incompetentes,cheio de irregularidades. Votar nesse jairo foi a pior coisa. Nunca mais.

  2. Santos dezembro 19, 2021 às 12:58 pm #

    Natal de baxaria virou a casa da mãe juana de vez. Depois esse Jairo Safadão vai pra igreja bater foto pra posar de santo. Né só a graça q esse nojento vai enfiar o brega não. E quem tem doente em casa q se lasq.

  3. PDT dezembro 23, 2021 às 11:04 pm #

    Passa na casa dele perto da policlinica na noite do puteiro de natal pra ver se ele e a jurema foi pra longe, mandou todo o mundo tomar no cuscuz. Prefeito de bosta.

Deixe um comentário