PREFEITO DE SALVADOR, BRUNO REIS, DISSE QUE EVENTO DE PAREDÕES JÁ ACONTECEM DE MANEIRA IRREGULAR

Em evento nesta semana, Rui aproveitou para declarar guerra às festas de paredão, a quem ele creditou como motivo de boa parte da violência no Estado por serem eventos que, segundo Rui, atraem muitas pessoas armadas e/ou consumindo bebidas alcoólicas. Com isso, Rui disse que as festas estão proibidas no Estado e, para as suas realizações, os produtores dos eventos precisam comunicar com antecedência às prefeituras locais e Polícia Militar para conseguir liberação

A decisão foi informada após a morte de seis pessoas em um tiroteio em uma festa do tipo no bairro do Uruguai, na noite da terça-feira.

“Não vamos permitir mais nenhuma festa de paredão na Bahia. Para festas serem realizadas fechando ruas, as prefeituras precisarão autorizar e comunicar à Polícia Militar previamente. Caso não haja autorização prévia, a PM deverá apreender os equipamentos sonoros”, disse Rui. 

Paredões já acontecem de maneira irregular, diz Bruno Reis sobre proibição

O prefeito Bruno Reis comentou nesta sexta-feira (15) a situação dos paredões em Salvador, dias depois do governador Rui Costa declarar que não vai mais permitir realização desse tipo de festa nas ruas. Bruno lembrou que os paredões já acontecem de maneira irregular. 

“Qualquer evento para ser realizado depende de autorização prévia da prefeitura, seja na rua ou no ambiente fechado, público ou privado. O que ocorre com os paredões é que eles são eventos irregulares, que acontecem sem registro perante o poder público ou autorização”, destacou. (Correio)

Sem comentários.

Deixe um comentário