Como se moverá a oposição em Valença? PRIMEIRA PARTE

Por Paulo Ferraz

A vitória de Jairo Batista (PP) lançou sombra sobre o futuro politico das oposições.

Inicio pelo PT que saiu mutilado dessa última eleição em Valença.

O PT iniciou queimando a largada ao afastar de seus quadros Adailton Francisco agora no PSB. Adailton ajudou a eleger dois vereadores e compôs a chapa de Jucelia Nascimento como Vice, e juntos tiveram gloriosos 13.500 votos.

Voltando a vacas frias, o PT atraído por uma estratégia acrítica se aliou à Ricardo Moura (55), que vinha de um governo mal avaliado (ver relatório TCM das contas 2019). Um abraço de afogado? Talvez.

Ricardo tentou surfar no bom nome da professora Flôr ao mesmo tempo tentando esvaziar os apoios do Governo do estado para Jucélia que era natural, até com o senador Wagner se estranharam em nome de Ricardo.

E o PT?

A agremiação por sua vez se esforçou em incorporar um discurso historicamente diferente do seu aliando-se a nomes de caráter duvidosos que compunha o governo de Ricardão, um receituário que estava escrito nas estrelas vermelhas da legenda que iria dá ruim.

Resultado, a derrota foi retumbante, humilhante, com cacos para todos os lados.

Agora espera-se que antigos caciques abram espaço para renovação sob pena do PT desaparecer na cidade.

Para os próximos 4 anos, espera-se renovação por um lado ou que o PT municipal possa ser mais democrático, comportando os diverso discurso que lhe deram alma desde anos 80. Além de Flôr, o PT deve apostar em Argileu e na repactuação com grandes militantes históricos também afastados por divergência internas. Contradição, não! Isso é dialética!!

A era de Martiniano como cartola do partido, certamente, chegou ao final, outros devem vir como curso natural dos acontecimentos. Martiniano conduziu a legenda a humilhação pública esse ano, apesar de seu passado de lutas.  

2 Respostas para Como se moverá a oposição em Valença? PRIMEIRA PARTE

  1. Ramiro Gogoboy dezembro 6, 2020 às 2:18 pm #

    O PT de Valença está morto, velado, enterrado e com uma manta de cimento por cima. O despota Mor-tiniano conseguiu o que tanto sonhou que era o controle total do partido e depois disso o que fez? Nada. Transformou o partido em uma célula cartorial. O partido foi humilhado na eleição com uma votação pífia perdendo para partidos sem tradição alguma na política. Não espere renovação. Isso é o mal do PT como um todo, o PT parou no tempo, enquanto estava no poder não soube utilizar isso para renovar o quadros ou fortalecer sua base, mas priorizou cooptar os espaços de poder apenas pelo poder. Quanto a oposição em Valença como um todo, tudo vai depender dos dois primeiros anos de mandato de Jairo, se ele for bem, neutraliza a oposição e se for mal abre o campo para alguém surgir. Aí eu pergunto: quem? Jucélia mesmo com o aumento de sua votação tem uma rejeição ainda alta. Ryan ainda é um nome novo e que mesmo com o deputado capitalizando ele politicamente não sabaemos ainda como será sua desenvoltura. Além de Ryan os dois vereadores com base para uma possível candidatura são Clóvis e Reginaldo, mas será que topariam essa empreitada? Resumindo tudo vai depender de Jairo e seu grupo, que na minha humilde opinião não dura dois anos e de lá sai um outro candidato a prefeito.

Deixe um comentário