O MEDO DOS COMERCIANTES E A FALTA DA POLÍCIA

ornamentação do calçadão pela cdl 008

Incrível como estão os comerciantes em Valença, principalmente os meus vizinhos, estamos preocupados com a insegurança na cidade. No centro os bandidos agem pouco por causa da movimentação e ação dos policiais. Onde tem bancos, lojas de eletrodomésticos e supermercados a polícia está mais próximo. Canso de passar pelo calçadão da Governador Gonçalves e próximo ali do Bradesco chega a ficar uma viatura da PM parada sobre a calçada. Já nós, que estamos mais distantes, não temos esse privilégio, temos que pagar segurança para nos proteger.

Estamos muito preocupados com estas festas que vão acontecer aqui em Valença. Primeiro, não sabemos se terá policiais para combater o grande número de marginais soltos na cidade. Segundo, quando se concentra a polícia em um só lugar os outros cantos ficam vulneráveis. E aí? Os bandidos vão atacar onde tem polícia ou onde não tem?

O grande número de marginais, menores de idade, é que está assustando. Esses são presos e logo em seguida são liberados. As vezes tomam as armas que eles portam, mas depois aparecem com mais. É uma guerra civil!

10 thoughts on “O MEDO DOS COMERCIANTES E A FALTA DA POLÍCIA

  • junho 17, 2010 em 4:36 pm
    Permalink

    Pelegrini, sempre visito o blog, porem fico apenas a observa e me abstenho a comentar.

    Você Pele se lembra muito bem disso, que quando nós falávamos da Segurança os defensores de Wagareza saiam em defesa, diziam que falávamos prq somos oposição, que isso era fruto de uma herança maldita e etc e tal…

    No entanto, o que eles dizem agora? a violência em Valença esta assustadora, e para completar a Secretaria de Segurança diz que não vai mais divulgar os dados da violência no estado, ou seja, vai tentar esconder do povo a realidade? vai continuar tentar enganar os baianos com a propaganda mentirosa?
    Gostaria de ouvir agora os defensores de Wagareza.

    Saudações;

    Ítalo Azevedo

  • junho 18, 2010 em 1:13 am
    Permalink

    FESTA NENHUMA

    Pelé, eu não irei a festa nenhuma. Vou ficar como a cidade toda tem ficado a partir das 19 horas: trancado em casa.

    Esta situação é horrível, amigo. Como pode um povo belo, cheio de potencial, de cultura, de intelectualidade ficar à reboque de uma situação que poderia/pode/poderá ser controlada!?

    A questão de Valença só é grave porque o ESTADO faz questão de ser ausente.

    Quer receber bala à toa ou correr risco só por causa do seu celular? Vá e leve sua família para ver a decadente banda Cheiro de Amor e Cia!!!!

    Estamos em ESTADO DE SÍTIO. A que ponto chegamos. Mesmo de dia, nas ruas, as pessoas olham para outras sem esconderem uma certa desconfiança…

  • junho 18, 2010 em 1:27 am
    Permalink

    Estamos em ESTADO DE SÍTIO. A que ponto chegamos. Mesmo de dia, nas ruas, as pessoas olham para as outras sem esconderem uma certa desconfiança…

    QUEM É BANDIDO, QUEM É DO BEM!!? Diante da inoperância do Governo do Estado (Governo este QUE não receberá mais o meu voto!) perdemos esta noção, a noção de confiança… de acreditar num amanhã melhor…

    EU QUERO NOSSA VALENÇA DE VOLTA! E se não formos pras ruas caminhar em protesto para resgatar a luz do dia que nos assaltaram iremos fenecer.

    Não podemos continuar como expectadores dessa situação. Ou a gente se organiza, enceta um movimento pela vida, pelo desenvolvimento, pela volta dos nossos jovens aos estudos, pela paz, pela alegria de sermos comunidade… ou tchau valença!!!!

  • junho 18, 2010 em 8:10 am
    Permalink

    Humberto, concordo com você, estarei em casa também trancado. Não farei cobertura desse São João como no ano passado fiz, não farei propaganda de festas onde não terá segurança, não estarei esperando por balas perdidas, não trocarei minha vida por um celular. Deixarei que o quinto poder se divirtam a vontade. Ver TV em casa é mais lucrativo, de preferência procure um canal educativo, assim como TV Futura.

  • junho 18, 2010 em 10:08 am
    Permalink

    Me solidarizo com a insegurança de vcs, mas por mais real que seja essa violencia, me recuso a viver acoada, sou uma cidadã assim como vcs e tenho que viver, ñ podemos elevar a ousadia desses monstros, ñ podemos ceder e entregar a eles a direção de nossas vidas, eu preciso ter contato com pessoas, preciso sorrir e respirar, sei que existe perigo, pois devido a um acontecimento recente me sinto injustiçada, com tristeza na alma, inconformada, enfim, sentimentos ruins, mas mesmo assim ñ irei ficar assim, pois sou alegre, vou morrer alegre e sempre me recusando a deixar minha vida na mão desses lixos!!!! Vamos nos divertir, vamos sorrir e brincar, a praça é do povo e o povo somos nós!!!!!
    Quero vê-los lá, sorrindo, conversando , enfim manifestando sua indignação e mostrando ao mundo que vcs são merecedores da vida!!!!
    Abraço,

  • junho 18, 2010 em 8:55 pm
    Permalink

    O blog deveria falar de outras coisas… Se fixou nesta coisa da segurança e parou. estaguinou. Existe outros temas. Existe otras realidades que devem ser comentadas e divulgadas. Seja dinamico, se nao ficamos só falando de uma coisa.
    Fred

  • junho 18, 2010 em 11:22 pm
    Permalink

    Pois é caro Fred, você falou uma verdade, não devemos ficar só em um assunto. O problema é que a insegurança desvia nossas atenções.

    Pelegrini

  • junho 19, 2010 em 4:55 pm
    Permalink

    Para FRED – Nós escrevemos um comentário que Pelegrini colocou como post principal… Talvez fosse interessante vc ler, pois lá falamos da diferença de um blog, que é uma página pessoal para um jornal… Se viver interesse: http://pelegrini.org/politica/2699

    Saudações verde musgo! Verde bandeira, Verde pistache, Verde banana… SEMPRE VERDE!

  • junho 19, 2010 em 6:42 pm
    Permalink

    Hoje houve a convenção do PV. Gostaria de saber como foi em Salvador.

    Sds,

    Fred

  • junho 19, 2010 em 8:17 pm
    Permalink

    Pessoal, esperem que um pouco de reação já está à caminho. Soube que houve na quarta uma reunião secreta com a Juíza de Direito no Fórum juntamente com diversos deputados que vieram até nossa cidade preocupados com a violência. Vieram ver o que poderiam fazer para mudar a situação (se é que estavam sendo sinceros desta vez)…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *