O ADIVINHO

Meu sogro é uma das pessoas mais importantes na vida da minha família, maior exemplo de honestidade, simplicidade e bom caratér que eu conheci. Já foi músico (o melhor trompetista de Valença, ou talvez do Brasil). Hoje é viúvo, aposentado, mora sozinho em uma casa na Moenda, onde tem vários amigos. Gosta de tomar umas e outras, mas não perturba ninguém… Só eu (risos).

Sempre preocupado com a família, liga pra saber notícias de todos, Atendo o telefone; -Alô!

-Alô, Washington?

-Fala seu Ivan.

-Como estão todos?

-Tudo bem seu Ivan.

-E Marivan, como vai?

-Bem, graças a Deus.

-Mariana, Dani, tudo bem com eles?

-Tudo na paz.

-E Sida ligou?

-Ligou; Theo, Thaís, Cristophe e ela estão bem.

-E Vaninha, Lore e Nara?

-Estão todas bem, com saúde.

-E Ivamar e Itinho

-Tudo em paz seu Ivan.

-Certo, então tá, viu fio?

-Viu seu Ivam.

-Ei, Washington?

-Oi seu Ivan.

-Adivinha o que eu vou fazer agora? (Pergunta com ironia)

-Vai tomar uma “61” (respondo com tom de sacanagem).

-Iiiiiii rapaz! Voce adivinhou até a marca! (E morre de rir)

-Tchau viu fio? (Ainda rindo)

-Tchau seu Ivan.

Vida longa pro senhor seu Ivan, porque sabe viver cada minuto da vida. Vai tomar suas “61”, “51” e mais outros uns. Com moderação viu?

Aposto que terminou de ler e foi tomar uma.

21 Respostas para O ADIVINHO

  1. FACOM dezembro 14, 2008 às 2:04 pm #

    Gente sábia é outra coisa… Vida longa para sr Ivan… Estávamos conversando aqui e ninguém sabe a diferença de som de piston, sax e trompete… Quando formos a Valença, queremos tirar a dúvida com sr Ivan, mas para isso teremos que nos “COMPORTAR” bem, rsrs! E ai está a parte mais difícil… Vamos tentar, viu, sr Ivan? Queremos muito lhe conhecer! Imaginamos a pessoa rara que é o sr é! Senão a sra Pelegrini, sua filha, não teria escolhido nosso amigo para dar continuidade a bela família que vocês possuem, não é mesmo?

    Pelegrini, diz ai para sr Ivan que a gente briga, mas no fundo, é tudo gente boa! Risos! Sabemos amigo Pelegrini, que com esse nosso histórico, é difícil acreditar, rs!

    Bom domingo para vc e sua família!

  2. FACOM dezembro 14, 2008 às 2:19 pm #

    Pelegrini, é impressão nossa ou Lex (o lobo sabido) acha que a forma LOURA para designar LOIRA é errada? Manda ele consultar o dicionário… Esse é o problema de loira/loura falsa… Risos! Vá estudar com as LOIRAS/LOURAS LINDAS e autênticas do grupo que você pode passar em uma federal ou concurso público sem essa vergonha das cotas, vai minha flor!

  3. pelegrini dezembro 14, 2008 às 3:22 pm #

    Essa turma sempre gentil e amavél, obrigado pessoal por todos esses elogios, sei que não mereço, mas vindo de voces fico feliz e agradecido.
    É verdade o nome do meu sogro está escrito com “m”, errei, vou consertar.
    Seu Ivan perdeu a embocadura (devido ao tempo que ele não pega num instrumento), mas disse que quando voces vierem aqui, ele dará uma explicação das diferenças de instrumentos de sopro, já é um bom começo não?

    Um abraço!

  4. Vaninha dezembro 14, 2008 às 9:09 pm #

    Não há nada melhor na vida do que fazer aquilo de que se gosta.Sem censura, sem cerimônia. Quantas vezes paramos para recordar os momentos em que mais fomos felizes e percebemos que foram justamente aqueles momentos em que nos entregamos a pequenos prazeres? Pois é, o meu avô é uma dessas pessoas que, na simplicidade do seu dia a dia, sabem que o mais importante de tudo é ser feliz…”como der, ou puder ou quiser”. Eis uma grande alma.
    Um grande abraço.

  5. Lucas Reis dezembro 15, 2008 às 1:46 am #

    Alex, olha o que disse o sociólogo Gilson Caroni Filho:

    Vamos esperar para ver as teses estapafúrdias, usadas pelos “cientistas políticos,” em plantão permanente, para explicar os índices de aprovação do presidente Lula. Reconhecer que em algumas áreas este governo acertou e que o Brasil está melhor, está descartado de antemão. É preciso esconjurar o demônio barbudo.
    O momento parece indicar que o melhor é manter as táticas do passado. As mesmas que levaram um presidente ao suicídio e, depois, o país a décadas de ditadura militar. A estratégia udenista da oposição cheira a guardado, a fundo de armário, a século XX. Não perceberam, embora se auto-intitulem bem-informados, que os anos 90 foram o canto do cisne da sociedade de privilégios. E, ao se descolarem de uma realidade que lhes é incômoda, o diagnóstico está na corruptela presidencial: Sifu. É o que parece dizer a pesquisa Datafolha.

    Parece que ele tem razão viu…kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    O “Demônio Barbudo Assusta a burguesia brasileira”

    forte abraço companheiro!!!!!!!

  6. Lina dezembro 15, 2008 às 4:58 am #

    Ser feliz como der, ou puder ou quiser… Realmente, uma sábia forma de ver o mundo e viver a vida!
    Sr Ivan sabe das coisas!

  7. Leo dezembro 15, 2008 às 6:20 am #

    Vaninha, que bom que você apareceu… Estava lhe esperando!
    Pelegrini, adoro seus posts sobre o cotidiano… Toda vez que isso acontece, aparecem as MINAS… Vaninha por exemplo, é uma MINA de ouro – Preciosa e rara! E para um coração solitário como o meu, é um achado!
    Apareça sempre querida! E saiba, admiro muito o filosofia de vida de sr Ivan!
    Beijos!

  8. Mário dezembro 15, 2008 às 6:55 am #

    Pelegrini, estava sentindo falta do correio sentimental que as meninas tanto brincam… E que agora o Leo está retomando, risos!

    Realmente os posts soobre política são muito áridos e as meninas tendem a se afastar… As normais, né? Por que as da turma e as das nossas famílias, estão longe, muito longe…

    Vou contar-lhe o me aconteceu outro dia nesse quesito… Estava eu “investigando” os caminhos da política e caí no blog de Zé da Hora… Daqui a pouco, minha tia, que estava ao meu lado, suspirou e disse : “Que côroa!” Eu estava tão concentrado que me assustei e disse, minha tia, ele é político… E ouvi a seguinte resposta: “Querido, na minha idade, eu não dispenso nem político!”… Pode? E ela acrescentou: “Essa cabelira mista é linda!”… Eu não entendo essas coisas de mulher e perguntei – Que cabeleira mista, o que é isso? E ai eu soube que “cabeleira mista” é grisalho, ou seja, cabelo preto, cabelo branco… Meu irmão, eu já tinha visto de tudo… Sanduiche, escola, mas cabeleira mista é a primeira vez…

    Pelegrini, essas nossas amigas e tias, estão demais… Eu quero protestar! A tia de Nana é fã de Ricardo Moura (PMDB), a minha de Zé da Hora(PSDB), Mille já foi apaixonada por Daniel (que vota em pessoas e não em partido), Marcinha já se interessou por Martiniano (PT), Beto (que não sabemos qual a agremiação carnavalesca, pois o cara sumiu quando viu “o rabo de foguete” que ia se meter), e um tal de Chateado lá no mural(o cara era ramirista de carteirinha), além de Alex Paixão (PT que critica posturas e não pessoas) e agora Lina, que está apaixonada pelo Bardo Celta ( o verdadeiro PT na Veia)… Nossa sorte é que Elena é noiva e casa esse mês e a Nana disse que está concentrada para “fisgar” em Brasília um petista do primeiro escalão, pq quer continuar na “maciota”… Assim não dá… E ainda por cima, quando aparece um garota, Leo já se escala, ai é duro!

    Meninas Já!

  9. Luís dezembro 15, 2008 às 7:07 am #

    Lucas, o Caroni está na lista dos beneficiados do mensalão, não imaginava que ele pensasse diferente… Quanto ao seu recorte de “cientistas políticos”, não me incomoda, pois segundo Kadu, somos analfabetos políticos e como a palavra de Kadu para nós é lei, acreditamos realmente que somos analfabetos políticos!

    Ah! Meu avô é banqueiro, ele adora o Lulla Marollinha e toda hora diz que nunca ganhou tanto dinheiro… Como vê, a BURGUESIA ADORA O LULA… Ou vc acha que esse índice tão alto de popularidade é só do Bolsa Família?

  10. Luís dezembro 15, 2008 às 7:12 am #

    Pelegrini, que história é essa de botar essa figura do “capeta” no lugar da minha foto? Rapaz, essa é a face do SATANGROSS, risos! Ou do marido da Furisteca Baixastrante Mocréia Baranga, que está incomodada com o fato das críticas ao seu marido na Câmara… Eu tô fora!

  11. Elena dezembro 15, 2008 às 7:38 am #

    Mille, dentre os embates online, vc esqueceu de elencar o seu com Sr. Jones…

  12. A tia de Mário dezembro 15, 2008 às 10:44 am #

    Caro Sr Pelegrini,

    O sr bem conhece meu sobrinho e essa sua turma, sabem que adoram uma piada e os políticos são seus alvos preferidos… Peço licença para me desculpar com o distinto vereador Zé da Hora, pois a ÚNICA coisa que comentei foi: Hoje é raro um homem não pintar os cabelos, só disse isso, só! Em uma referência ao fato do execesso de vaidade masculina… Mais uma vez, despeco-me com um pedido de desculpas.

    Cordialmente agradeço,

    A tia de Mário, que não vai dizer o nome pois já está bastante humilhada!

  13. Nick Ridículo dezembro 15, 2008 às 10:56 am #

    Mário, vc está esquecendo que as meninas viviam suspirando pela possibilidade de um irmão, primo ou amigo de infância de Pelegrini? Não esqueça dessa parte… Aqui, quem menoscorre, voa, tenha medo!

  14. pelegrini dezembro 15, 2008 às 11:04 am #

    Para: Tia do Mário

    Sabemos que é brincadeira dessa turma, não se preocupe Tiad do Mario, o vereadot Zé da Hora deve estar vaidoso uma hora dessa, afinal quem não gosta de um elogio destes?
    Com certeza ele deve comentar sobre isso depois… Vamos esperar!

    Um grande abraço.

  15. Tia de Luís dezembro 15, 2008 às 11:20 am #

    Eu sou mais uma tia nesse universo de titias e quero reivindicar uma cota para as mulheres de meia idade que não casaram, maldosamente chamadas de solteironas… O mercado dos namoros é muito competitivo e o culto a juventude é muito grande… A concorrência é desleal… Não tem plástica, botox e silicone que dê jeito… Nem mesmo aquela música “panela velha é que faz comida boa”…

    Soube por meu sobrinho que esse blog se caracteriza por ouvir todos os clamores dos oprimidos e quero deixar registrada aqui minha indignação e aproveito para dizer que estou disponível para relacionamentos, mas que envie foto na primeira carta. Obrigada!

  16. Cabeça Branca dezembro 15, 2008 às 11:59 am #

    Quero defender meu direito de ter cabelos brancos e não tingí-los… Acredito que esse papo de CHEGA DE CABEÇAS BRANCAS NA POLÍTICA BAIANA (ACM e Wagareza), é lobby de indústrias de cosméticos, que são primas-irmãs das instituições particulares de ensino que financiam a farra das cotas nas federais… Tô fora, não pinto cabelo e sou a favor do ingresso dos estudantes nas federias por mérito, não cor da pele ou poder aquisitivo!

  17. Mulher de 40, informa dezembro 15, 2008 às 12:13 pm #

    Eu sou uma mulher madura de 40 anos, uma LOBA e soube que aqui nesse distinto blog tem uma alcatéia… Informo aos LOBOS interessados que estou recebendo currículos.

    Aproveito ainda para dizer que o vereador Zé da Hora é tio do Bardo Celta, ou seja, a tia de Mário e Lina possuem muito em comum… Ah! Para terminar, existe uma sra da Hora, viu?

  18. Até aqui? dezembro 15, 2008 às 1:53 pm #

    Bastou a Tia de Mário aparecer, ai veio a de Luís e agora essa mulher de 40… Será que nem aqui nesse blog essas LOBAS dão folga? Quero começar a campanha, FORA LOBAS!

  19. Nara dezembro 26, 2008 às 7:44 pm #

    Queria poder saber expressar precisamente a grande satisfação de ter Sr.Ivan como meu avô…Mas prefiro deixar a critério de meus gestos, de meus olhares e de meus sorrisos, pois a carga de alegria transbordadom em mim.

    Outro dia fui visitá-lo e faltavam poucos dias para o Natal.Com um imenso entusiasmo pediu que eu fizesse uma decoração em sua casa,com direito a árvore e luzes!Nossa, foi delicioso…eu percebi que aquilo o fazia feliz!Foi delicioso…eu fazia parte daquela felicidade!

    “Pois é, o meu avô é uma dessas pessoas que, na simplicidade do seu dia a dia, sabem que o mais importante de tudo é ser feliz…”como der, ou puder ou quiser”. Eis uma grande alma.”

    Um abraço.

  20. Fábio abril 17, 2009 às 10:19 am #

    Ótima idéia esta de Pelegrini em homenagear o patriarca dos “Ivs…” Ivamar, Marivam e, principalmente, minha esposa Ivana, que assina Vaninha.
    É comum homenagearmos as pessoas depois que elas não estão mais entre nós e, não é o caso de Ivan, até algumas que não valeram muita coisa em vida. Entretanto, no seu retiro, na Moenda – às margens da BR 101-“seu” Ivan nos dá uma lição, mesmo sem ter esta pretensão, do que realmente importa nesta vida: a família e os verdadeiros amigos, ainda que poucos. Ao chegar à sua casa, a dele, o visitante é recebido com uma dose da famosa “61”, alguma moqueca bastante apimentada feita por sua filha Marivam e que deve estar guardada há pelo menos um mês na geladeira, uma cerveja gelada e,principalmente, muito amor de pai, avô, bisavô do meu filho Arthur e de João Pedro, e uma dose de simplicidade e de paz existente apenas naqueles que sabem que cumpriram o seu papel nesta vida: levar amor ao outro sem nada cobrar como recompensa. Vida longa a ele e que pensemmos em homenageá-lo pessoalmente, até porque ele não usa estas ferramentas da modernidade.

  21. chaguinha abril 15, 2011 às 12:52 pm #

    queria saber o que é furisteca obg!!!

Deixe um comentário