AGORA É A VEZ DE ENGOLIR CASCA E CABEÇA DE CAMARÃO

image

Ontem na sessão da Câmara Municipal de Valença, a presidente senhora Diana Farias, falou que o deputado Heraldo Rocha, convidou o deputado Fábio (Presidente da Comissão de Educação da Assembléia Legislativa da Bahia), para vir a Valença fazer uma audiência pública na Câmara de Vereadores de Valença em defesa da implantação da UFRB aqui na cidade.

O deputado Heraldo Rocha que no passado na própria Assembléia Legislativa defendeu a implantação da UFRB para Santo Amaro, descartando a cidade de Valença que estava em disputa, agora vem querer salvar o leite derramado em cima das eleições.

Deputado, acho melhor o senhor se contentar dessa vez com as cascas e cabeças dos camarões que o senhor já comeu por aqui. Quando o senhor tinha o governo na mão o senhor não fez, piorou agora. Conte outra.

23 thoughts on “AGORA É A VEZ DE ENGOLIR CASCA E CABEÇA DE CAMARÃO

  • dezembro 16, 2009 em 2:51 pm
    Permalink

    Esse Deputado é tão legal, sério e porreta.

    Deputado quando vier à Valença, pode me trazer um saco de bala juquinha, uma mariola, e um pote de doce de laranja?

    Quero também 5 cadernos de 200 folhas cada um, 2 lápis, 04 canetas na cor azul, 2 canetas na cor vermelha, 01 caneta na cor preta, uma mochila escolar com a foto do palhaço Bozo, 2 borrachas branca para apagar, 1 tabuada, um caderno de caligrafia, 2 réguas, 1 transferidor, 1 revistinha do patolino, 1 livro com o título como enganar o eleitor, 1 apontador em forma de carrinho, 1 agenda do BEN 10, 3 cartolinas(as cores o sr. pode escolher tá?), 2 resmas de papel A4, 1 lanterna do Bob Esponja, 2 uniformes tamanho P da UFRB, 1 par de tênis tamanho 39, 3 pares de meia, 1 formulário de matrícula na faculdade que o senhor vai trazer para Valença, 1 estetoscópio e um nariz de palhaço para eu usar na faculdade.

    Entregue tudo na sorveteria, depois eu pego tá deputado?
    Olha lá, estou aguardando viu?
    Deixe tudo na sorveteria, depois eu pego.

  • dezembro 16, 2009 em 3:27 pm
    Permalink

    Cabeça e casca de camarão quando secos e moídos dão uma excelente farinha, deputado. E pode ser usada para comer moqueca de pipira, por exemplo, que tal?
    Se quiser uma farinha mais “encorpada” deputado, acrescente conchas de sururu, lambreta e mexilhão. Ponha também espinha de bagre seca, cascas de siri, guaimum e caranguejo (também secas), uma pitada de sal e uma siriguela média. Moa tudo e coma uma colher de sopa uma vez ao dia, sendo que no dia em que vier à Valença, coma 3 quilos dessa farinha e beba óleo de peroba.

  • dezembro 16, 2009 em 7:35 pm
    Permalink

    Deputado ACM Neto (DEM) reescreve a história do Brasil
    Para se defender das críticas do jornalista Fernando Rodrigues, da Folha de S. Paulo, no artigo “Como nasce um coronel”, o deputado federal ACM Neto (DEM) não vacilou em reescrever a história do Brasil, em carta publicada terça-feira (15).

    “Meu avô, Antônio Carlos Magalhães, rompeu com as oligarquias, modernizou a Bahia e foi fundamental para a democratização do país, enfrentando os militares e ficando ao lado de Tancredo Neves”.

    ACM não rompeu com as oligarquias. Ele traiu seu padrinho político, Juracy Magalhães, passou-lhe a perna e tomou o lugar dele criando um coronelismo urbano. Se modernizou a Bahia esqueceu de dizer isso aos baianos, porque depois de 40 anos de autoritarismo político, deixou um estado atrasado, péssima educação, campeão de analfabetismo, pior sistema de saúde pública. A menos que modernizar signifique construir um centro administrativo a preços zzzzilionários. Antes da jogada oportunista de aderir à democratização, quando a ditadura estava no fim, é preciso lembrar que ACM participou do golpe militar, dele foi beneficiário, prefeito e governador sem voto indicado pelos generais. Ah! E ninguém sabe de onde veio o dinheiro para montar a Rede Bahia e seu complexo de comunicação, que, aliás, ACM Neto é herdeiro.

    “O colunista se esqueceu de citar o papel combativo que eu e meu partido tivemos no caso do “mensalão” do PT”.

    Papel combativo que nada. O deputado ACM Neto ficava histérico por uma câmara de TV. Queria apenas aparecer. Não foi ali que o baixinho disse que ia dar uns tabefes no presidente Lula? Na verdade, aproveitava-se do cenário para difamar o PT.

    “O DEM foi ágil no caso do governador Arruda. Abrimos processo de expulsão, demos direito à defesa e, se o governador não se desfiliasse, seria expulso”.

    ACM Neto deve achar que o jornalista Fernando Rodrigues é muito burro. Ou está escrevendo para a arquibancada do circo. O PT expulsou quem tinha que expulsar. Uns saíram por conta própria e outros nada tinham a ver com as acusações do pilantrão Roberto Jefferson. O governador Arruda, do DEM, na verdade, saiu do DEM para tentar ficar no poder. Perde o dedo para não perder a mão de contar dinheiro. Isso é a cara do DEM. Aliás, o avô dele ensinou o caminho. No escândalo do painel do Senado, ACM renunciou para não ser cassado, e depois voltou eleito pelo curral eleitoral da Bahia, berço do coronelismo carlista.

  • dezembro 16, 2009 em 10:05 pm
    Permalink

    A ACM Neto tentando explicar o inexplicável e vai conseguir, infelizmente.
    É o Brasil da impunidade e 2010 tem eleição…

  • dezembro 16, 2009 em 10:42 pm
    Permalink

    Ô deputado, cê mais parece o pinóquio. Mentirooooooso.
    Não vou votar em vc.

  • dezembro 17, 2009 em 6:38 pm
    Permalink

    A pedidos, segue a receita de doce de BATATINHA para ser publicado no jornaleco do Rodrigo Mário.

    Receita de doce de Batatinha ao modo FM.

    Os ingredientes são:

    3 quilos de batata doce soteropolitana
    2 quilos de açúcar cristal
    1 litro de leite
    4 lascas de canela em pau

    MODO DE PREPARO:

    O primeiro passo é espremer as batatas já cozidas e reservar. No tacho quente, o leite, a canela e o açúcar. Mexa até misturar tudo e coloque a batata doce (tem de ser soteropolitana). Continue mexendo até engrossar.

    “A gente deixa até a hora de dar o ponto quando desprende da panela e pode tirar”.
    Aí, é só deixar a massa esfriar de preferência numa pedra de mármore. Enrole as bolinhas, passe no açúcar e decore com cravinhos.

    ***E…, batatinha quando nasce esparrama pelo chão!***

  • dezembro 17, 2009 em 10:11 pm
    Permalink

    Qual é canica pombo sujo tá tirando onda comigo Doutor Pardal, quero a sua cara e deste, soveteiro fofo lindo e que faz um sorvete maravilhoso! ,

  • dezembro 17, 2009 em 10:17 pm
    Permalink

    Agora o bicho vai pegar o Batata ,entrou na area se cuidem pombinhos

  • dezembro 17, 2009 em 11:43 pm
    Permalink

    Ái mo deusu, o batata tá na área. Quem poderá nos salvar, quem?
    Eu!!!!!!! Chapolin Colorado, não contavam com minha astúcia.

  • dezembro 17, 2009 em 11:47 pm
    Permalink

    Decifrando o que o Rodrigo Mário escreveu com o nome de Batatinha: “Qual é Carniça, pombo sujo, tá tirando onda comigo Doutor Pardal? Quero a sua cara e deste sorveteiro fofo e maravilhoso!

  • dezembro 18, 2009 em 11:35 am
    Permalink

    Batatinha, pelo que entendi, você é uma batata DOCE.
    Chamando o sorveteiro de lindo e fofo, isso é coisa de batata DOCE.
    Como diria o Severino: Isto é uma BATATONA DOCE!

    Batatinha DOCE quando nasce, também se esparrama pelo chão?

  • dezembro 18, 2009 em 11:52 am
    Permalink

    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKkk…. Boa Pardal!!!!!

  • dezembro 18, 2009 em 12:05 pm
    Permalink

    Estava demorando, mas a tal GVF pelo que parece já amordaçou a Lina outra vez.
    Que democracia é essa?

    Recado para a Lina: rala peito daí mulher e venha para a liberdade.

  • dezembro 18, 2009 em 2:41 pm
    Permalink

    Pois é Clone,

    pelegrine cadê a foto de lina?

  • dezembro 18, 2009 em 2:52 pm
    Permalink

    Lina foi sumariamente suspensa do blog de Pelegrini. Está em reclusão e sem prazo de retorno.

  • dezembro 18, 2009 em 4:02 pm
    Permalink

    Ixi! Porque Leo?

  • dezembro 18, 2009 em 4:04 pm
    Permalink

    deve ser porque estavamos negociando uma aproximação pacifica com ela e GVF tolheu a iniciativa da moça, que pena, Pele arruma a foto dela pra nós a revereciarmos aqui, pelo menos tem atitude a moça.

    Ismario

  • dezembro 18, 2009 em 4:34 pm
    Permalink

    Pq está muito assanhada!

  • dezembro 18, 2009 em 4:45 pm
    Permalink

    Pelegrine e Ismário.

    Qual a novidade sobre a suspensão da Lina, pela GVF (Grupo de Violentos Fascista)? Inclusive deve estar sendo torturada, sendo obrigada a ler o Jornal Rolando na Orla e ouvir o programa do Batatinha e outras coisas mais.

    Cadê a Nana? Será que foi amordaçada e suspensa também?

    Fica a pergunta!

  • dezembro 18, 2009 em 5:02 pm
    Permalink

    Poderia até arranjar, mas não sei onde encontrá-la… E agora?

  • dezembro 18, 2009 em 5:03 pm
    Permalink

    Pelamordeus né clone! Ai é castigo demais.

  • dezembro 18, 2009 em 10:50 pm
    Permalink

    Andam dizendo por aí, que a Lina e a Nana estão confinadas no calabouço da GVF e que além do que o Clone citou (sendo obrigadas, a chibatadas, lerem o Rolando na Orla e ouvindo o programa do POTATO CHIPS todos os dias durante 5 meses) estão também bebendo água do Rio Una, sem nenhum tratamento.
    E que , a cada dia, são obrigadas a acompanharem o Rodrigo nas suas reportagens, bem como atuarem no programa do Batatinha quando nasce esparrama pelo chão, como contra regra.

    O próximo castigo das duas, será lavar a roupa do titio com sabão de pedra lá no manguezal.
    Dura a vida de quem entra para o tal GVF – Gosma, Vômito e Flatulência.

  • setembro 9, 2010 em 1:22 pm
    Permalink

    EUVOTO EM MS NO MOA HOMEM HONESTO E BOM NAQUILO QUE FAZ, MS PRECISA DE HOMENS COMO ELE.

    EU VOTO MOA 5077 – MEU DEPUTADO FEDERAL

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *