Começa hoje o julgamento de Hildebrando Pascoal no Acre

image

No Acre, após 13 anos de espera, começa nesta segunda-feira (21) o julgamento do ex-deputado federal Hildebrando Pascoal. Ele é acusado de comandar um grupo de extermínio que agia no estado entre 1995 e 1999. Pascoal já é condenado a mais de 80 anos de prisão por outros crimes. Pela primeira vez, vai ser julgado pela Justiça acreana, podendo pegar mais 30 anos de prisão no caso que ficou conhecido como o "crime da motosserra".

São 28 volumes do processo produzidos pelo Ministério Público Estadual (MPE)que investigou o assassinato do mecânico Agilson Firmino dos Santos, mais conhecido como “Baiano”. De acordo com os promotores, ele foi torturado várias horas e depois teve corpo cortado por uma motoserra.

O crime foi cometido por vingança pelo ex-deputado federal Hildebrando Pascoal e sua quadrilha. Agilson teria ajudado na fuga do assassino do irmão do ex-deputado federal Hildebrando Pascoal. O Ministério Público pede pena máxima de 30 anos para o crime.
“Acredito que se deva levar em consideração a periculosidade dessas pessoas, a gravidade do crime, a desumanidade e a crueldade com que foi praticado”, afirma o procurador de Justiça Sammy Barbosa.

O advogado de defesa de Hildebrando Pascoal, advogado Sanderson Moura, nega a versão. “A perícia não constatou isso. Mas criar uma espécie de marketing que ensejasse uma condenação da opinião pública era interessante para eles e não condiz com a serenidade e com a imparcialidade que nós esperamos das pessoas que são envolvidas nesse caso”, diz.

Fonte: G1

Sem comentários.

Deixe um comentário