E NÓS, AONDE VAMOS ?

image Todos os dias temos notícias de violência em nossa cidade, nem quero falar das que ouço de outras cidades. Meus funcionários moram em lugares distintos aqui na cidade, e sempre chegam aqui contando dos tiroteios que acontecem onde moram. Hoje um vendedor de picolé disse: “Ontem foi a vez do meu bairro, com troca de tiros”, o outro retrucou “Então foi a vez do meu também, porque lá houve troca de tiros” e um terceiro disse: “O meu bairro é premiado, todos os dias tem troca de tiros”.

O Radialista Ciro Pimentel, falou ontem comigo aqui na porta, que um homem numa moto no bairro do Tento sacou de uma arma e deu um tiro para cima, causando pânico a todos.

A cidade vive um clima de apreensão, medo, insegurança. As pessoas já não andam mais nas ruas tranquilas, quando vêem uma moto já ficam imaginando que pode ser alguém para dar uma rajada de tiros. É inadmissível tudo isso, ninguém se manifesta para dizer o que está acontecendo, parece terra de ninguém.

O delegado escalado pelo governo da Bahia para conter a violência na Ilha de Itaparica, o senhor José Magalhães, pediu exoneração do cargo por motivos de “falta de apoio”, não conseguia fazer um trabalho de contenção à violência sem apoio da secretária de segurança pública (SSP-BA), o que ele ouviu do governador foi a seguinte declaração: "O que estranhei é que parece que o delegado em vez de querer trabalhar, está querendo aparecer. Ele é uma pessoa controversa. A própria nomeação dele para a delegacia foi motivo de muitas reclamações dirigidas ao governo por conta de um perfil que se alegava ser truculento”. É melhor ouvir um deboche desse a ficar sem prestar um bom serviço a comunidade por falta de apoio, e depois ter o nome queimado.

Assim como o delegado Magalhães, todos podem tomar a mesma posição e se unirem por um mesmo motivo; “Falta de apoio”. E ai podem ficar livres de qualquer acusação. Agora o que não pode é deixar as coisas acontecerem, e não dar explicações à comunidade.

Sei o quem tem por vir, com certeza perto das eleições o governo da Bahia irá aumentar o efetivo da polícia, comprará muitas viaturas policias, abrirá diversos módulos policiais, fará blitz em diversas bocas de fumo e mandará exterminar muitos bandidos, afinal isso é uma demanda pelo voto.

10 Respostas para E NÓS, AONDE VAMOS ?

  1. Marcelo Feitosa. abril 6, 2009 às 4:27 pm #

    Pelegrini eis o depoimento de um morador da Ilha de Itaparica, senhor Stolze.

    “É triste ver que as situações políticas estão acima dos interesses e bem estar da população. Um delegado que chega e resolve o problema que já estava muito grave em Itaparica e agora tem que deixar pra trás o que ja fez. E a população em pânico com a saída dele e com a represália da bandidagem pelo tempo que ficou sem poder atuar…Francamente, só se vê na Bahia!!! Magalhaes, Itaparica precisa de gente como você…Repense sua decisao que o povo Itaparicano saberá reconhece-lo”

  2. Marcelo Feitosa. abril 6, 2009 às 4:30 pm #

    Outro desabafo de morador da Ilha, desta vez o senhor Paulo Camelier Tavares.

    “Sou testemunha do grande trabalho que o delegado Magalhães vem realizando em Mar Grande. A bandidagem e o tráfico de drogas reduziram consideravelmente na Ilha, a ponto de os chefes da máfia baiana mandarem quatro pessoas para matar o delegado. Não entendo porque o governador está agindo contra o policial ao invés de lhe dar o apoio necessário que o mesmo está pedindo. Será pressão da máfia?”

  3. Renata Costa abril 6, 2009 às 4:38 pm #

    Valença sempre foi considerada uma cidade tranqüila. Os moradores sempre viveram com calma e serenidade. Era difícil acreditar que a violência chegaria por aqui também. Hoje podemos observar que muitos valencianos andam com medo pelas ruas da cidade. Mesmo que alguém ainda não tenha sido vítima, é fácil encontrar um amigo ou até mesmo um parente que já tenha passado por uma situação difícil. A população até parece acostumada a ver diariamente as notícias policiais serem destaques nas rádios da cidade.

    A polícia Militar do estado sofre os mesmos problemas que enfrentam outros estados brasileiros. Faltam carros, equipamentos, verbas, pessoal treinado e melhores salários para os funcionários. Essa falta de organização e investimentos fez surgir um ciclo vicioso onde cresce a cada dia, a impunidade e a corrupção.

  4. jair do sds abril 6, 2009 às 8:05 pm #

    Realmente a segurança nossa anda de mal a pior. os bandidos mais armados do que a policia porque tem um ponto a favor a infame das drogas principalmente o crack -o pesadelo de quem é usauario- e se beber, o cara pode ir a pique a qualquer momento ,ja que o coração bate mais que bebo quando não acerta a porta de casa e ai já sabe(+) sifu.
    quero parabenizar o amigo pellegrini pelo este espaço sensacional. hoje ao estar no sdfs um fato inusitado um cidão me liga -sabe jair que mataram um lobisomem no jacaré -eu falei não sei de nada amigo, ele explicou mataram de facadas , tinha olhos de gente unas de gente ,bicho muito grande. eu ai. liguei pra radio valença, e a menina se limitou a falar -é vi ese comentario em minha casa pela manha, e cade o reporter roberto melo – fala eu –
    ele não esta ,e ai liguei pra rio una e augusto cesar me passa todas coordenadas -era um cão (cachorro) mortor ha uns doias e estava putrefetado e em estado de gigantismo devido as a ação das bacterias em ação . a noticia corre mas corre mas core de vez em quado sempre aumentada que se não parar daqui pouco a gente vai ter um tsunami do guaibim.. etc etc .

  5. pelegrini abril 7, 2009 às 9:18 am #

    Olha ai o nosso querido Jair do SDS postando em nosso blog. Esse é um homem da comunicação de Valença. Valeu Jair, um grande abraço, e não esqueça, primeira… segunda… terceira….

  6. Silvana Dória abril 7, 2009 às 10:55 am #

    Kd a coerência, competência e sensibilidade do nosso governador para essas questões? Segurança Pública é direito do cidadão e DEVER do Estado… Mas o dia do URSO BRANCO sair do Palácio de Ondina está chegando… Nem mesmo alavancado pela campanha petista para Presidência da República e regado a muitos milhões, esse “bundão” escapará – VERGONHOSO!

  7. Wanderson abril 8, 2009 às 8:09 pm #

    acho que a policia de Valença é vitoriosa,pelo fato de não ter apoios que precisam para dar um bom trabalho e pelo números de policiais ser bastante pequenos se esforçam e dão o máximo possível para combater o crime nessa cidade.só que precisamos de mais policiais que as autoridades vivem prometendo que iria trazer os policiais filhos de Valença que se formaram em dezembro do ano passado,parece que foi só da boca para fora…vamos espera até quando.

  8. Yuri Almeida abril 9, 2009 às 7:22 pm #

    Boa Boa!

    O tema de segurança pública está recorrente nos espaços de debates, talvez seja pelo fato da publicidade com que a mídia vem dando as noticias de sangue, que chamam mais atenção, ou pq vivemos num tempo onde reina o medo(de perder um celular, uma bolsa, um carro, ou pior, a vida).

    Da forma como for, deixo aqui minha manifestação, sem entrar no mérito do debate político partidario, de que o problema da seguranção pública não vai ser resolvido com delegado truculento, ou tão pouco, com o aumento do efetivo policial. Afinal, segunda a experiencia da minha avó, D. Nitininha, nunca se ouviu dizer que fogo se conbate com fogo.

    Vejam bem, que o problema de segurança, ou melhor, insegurança está diretamente ligado a quem causa a insegurança e pq causa. De modo que não acredito que algum ser humano educado, alimentado, saudavel e detentor dos direitos fundamentais elencados na CF/88 cause qualquer transtorno a um semelhante de bom grado.

    Logo, devemos cobrar, num contexto democrático, do estado e de nós, sociedade, que os tb cidadãos das periferias, favelas e demais marginalizados tenham acesso a seus direitos básicos.

    Afinal, todos temos direito a “comida, diversão e arte”, como já dizia o saudoso Cazuza.

    Yuri Almeida
    D.A. JJ CALMON DE PASSOS
    D.C.E. UNEB

    “eu sou efeito colateral do seu sistema” – Marcola, em entrevista, respondendo pq ele era bandido.

  9. Lina abril 10, 2009 às 2:33 am #

    Caro Yuri, essa frase: “A gente não quer só comida, a gente quer comida diversão e arte…” é dos Titãs, não de Cazuza e acho-a genial.

    Que bom ver alguém da UNEB acreditando que a educação é o grande caminho para o combate a vilência. Tenho visto manifestos explícitos de “pena de morte” como solução que me preocupo muito…

  10. jaio março 18, 2010 às 5:54 pm #

    ta tudo uma vergonha. tudo!!!!!

Deixe um comentário