Archive | Política RSS feed for this section

Prefeitura de Taperoá diz que iniciará uma obra a cada semana

TOINHO DO BANCO -12.07.2011 A Prefeitura de Taperoá vem adquirindo produtos da merenda escolar produzidos por agricultores familiares do município através do programa federal PNAE e estimulando os pequenos agricultores a vender sua produção para o municio. Na semana passada o prefeito Antonio Brito, Toinho do Banco, PT, participou de uma reunião com a Associação de mulheres do bairro da Escadinha, tendo o objetivo de ampliar a aquisição desses produtos para a merenda escolar. Durante a reunião o prefeito anunciou o inicio da construção de uma cozinha comunitária que deverá produzir doces e alimentos em geral para servir aos alunos daquela comunidade.

A administração municipal também desenvolve diversas ações voltadas para o homem do campo, como a recuperação das principais estradas, farta distribuição de sementes de milho, feijão, mudas frutíferas e presta assistência técnica, através de cursos e orientações ao produtor.

OBRAS DE CALÇAMENTO – A Prefeitura de Taperoá acaba de concluir os calçamentos da Rua do Patchulí e do largo da igreja de Bom Jesus. Segundo o prefeito, na próxima semana serão iniciadas as obras de calçamento no bairro do Cajueiro, na Rua de Carmosina; Na semana seguinte será concluído o calçamento da Rua das flores na Baixinha (pavimentação da Rua da fábrica); Uma antiga reivindicação dos moradores. Essas obras fazem do inovador “projeto Lama Zero”, lançado no mês de Maio e que objetiva calçar 100% das ruas sede do município. Cinco ruas já foram concluídas. A Prefeitura de Taperoá cumpre a meta audaciosa de iniciar uma obra por semana e concluir duas obras por mes. (Por Carlos Alberto P. Santos)

Comentários { 5 }

“Projeto Eu Adoro Ser Criança” participa do 1º Renova Valença nos Bairros na Baixa Alegre

renova baixa alegre O IDES – Instituto de Desenvolvimento Sustentável do Baixo Sul da Bahia – confirmou, nesta quarta-feira, a participação especial da troupe do “Projeto Eu Adoro Ser Criança”, no lançamento da grande ação social do Renova Valença nos Bairros, que será realizado no próximo domingo, na comunidade da Baixa Alegre.

O projeto incentiva o despertar das crianças de 5 a 12 anos para a arte e cultura, promovendo a integração dos quatro pilares da educação, que são o aprender a ser, aprender a conviver, aprender a fazer e aprender a aprender. O seu maior propósito é proporcionar um ambiente acolhedor e estimulante, onde a criança torna-se capaz de aprender, comunicar, conhecer e valorizar a si mesma e aos outros.

O “Eu Adoro Ser Criança” é um baú de criatividades, com suasapresentações de teatro, capoeira, pintura, contação de estórias, oficina de bonecos e música. Nele, cada criança é estimulada a identificar o seu desejo e exercitar a sua autonomia, escolhendo a oficina de arte em que gostaria de participar.

Fawaz Abdel, coordenador da vertente infantil e diretor executivo do grupo Flor de Serinhaém, destaca que despertar o autoconhecimento da criança faz com que ela se perceba e perceba os outros a sua volta, contribuindo para a formação de cidadãos fortalecidos e conscientes. “O lúdico é indispensável na formação e desenvolvimento do público infantil. É no brincar que a criança se expressa e aprende”, afirma Fawaz.

Para a diretora executiva do IDES, Liliana Leite, a razão de ser do instituto está focada no desenvolvimento das pessoas e das nossas comunidades. “Nosso objetivo social é promover a integração e coordenação das ações de interesses comuns, que visam o desenvolvimento social, cultural e econômico sustentável da população do Baixo Sul da Bahia e em torno disso que nos alegramos em apoiar esse modelo de intervenção proposto pela organização do evento”.

“A criançada da Baixa Alegre e adjacências vai adorar!”, disse o entusiasmado Adonai Cardoso, membro da Comissão de Educação do Renova Valença nos Bairros.

Railton Ramos

Porta-Voz

Comentários { 18 }

INCÊNDIO DESTRÓI DEPÓSITO DE LOJA DE MÓVEIS EM ITUBERÁ

Ituberá - incendio Por volta das 14h desta terça-feira, 19, a população de Ituberá foi surpreendida com um incêndio de grandes proporções que consumiu o depósito da loja de móveis Lojas Santo André, que fica no 1º andar da loja Karlos Modas, na rua 13 de maio no centro da cidade. Uma coluna de fumaça gigante era vista por toda a cidade devido a queima de colchões, estofados e eletrodomésticos, que foram consumidos em menos de uma hora de incêndio. Moradores e funcionários das lojas vizinhas tiveram bastante trabalho num corre-corre para tentar salvar os objetos e colocá-los na rua. Toda a área próxima a loja Karlos Modas foi rapidamente isolada pela Polícia Militar que junto com o Grupo Anjos da Vida prestaram apoio as pessoas que se encontravam em estado de choque. André Luis, proprietário das Lojas Santo André, chocado com a cena, informou que estava perplexo e que ainda não podia avalia o tamanho do prejuízo, já que o depósito de sua loja estava cheio de mercadorias. A policia militar fez um cordão de isolamento no local e a Prefeitura enviou funcionários da secretaria de infraestrutura para auxiliar no combate as chamas. Também foi solicitado a empresa Michelin, o envio de um carro pipa para auxiliar na operação de rescaldo. Esse caminhão pipa, até 15h30 não havia chegado ao local. Comerciantes e populares auxiliaram na retirada de mercadorias das lojas laterais ao prédio atingido, temerosos de que o incêndio se propagasse. No baixo sul não existe guarnição do corpo de bombeiros. A guarnição que deveria existir em Valença, foi deslocada pelo Governo Estadual para funcionar em Santo Antonio de Jesus, deixando o Baixo sul descoberto em caso de incêndio ou catástrofes. Felizmente ninguém saiu ferido e os prejuízos foram apenas materiais.

ituberá - incendio 2 AUSÊNCIA DO CORPO DE BOMBEIROS

Mais uma vez a pergunta volta à tona… Por onde anda a viatura do Corpo de Bombeiros que viria para Valença a fim de prestar socorro nas cidades da Costa do Dendê? (Por Carlos Alberto e Marcelo Dutra)

Comentários { 3 }

ZÉ DO PÃO PRECISA DE AJUDA

zé do pão 006 Meus amigos, uma das coisas que mais me deixa indignado são os chamados atos de banalidades que se comete contra pessoas humildes, nossa polícia talvez seja a que mais desacerta no mundo com esses atos, quando não é matando inocente é perseguindo.

Em 1985, quando ainda era funcionário do extinto BANEB (Banco do Estado da Bahia), participei de um curso de caixa executivo, onde desempenhei a função no Banco. E uma das coisas que mais massificavam em nossa cabeça era o conhecido termo: “use o bom senso”. O Banco não queria ver cliente insatisfeito e por isso nos pedia que antes de recusar um cheque, não receber um título, ou até mesmo um depósito que nós usássemos o “bom senso” e tudo poderia resolver de uma forma que o cliente ficasse satisfeito. Assim nós fazíamos antes de tomar qualquer decisão.

zé do pão 002 Não é isso que acontece com a nossa polícia e, ao invés de usar o bom senso, eles perseguem, matam e não dão chances de nenhuma pessoa humilde se explicar. Foi o que aconteceu com o senhor Zequirino dos Santos. Homem trabalhador conhecido na cidade pelo nome de Zé do Pão, sempre sobreviveu e criou uma filha acometida de uma doença rara aqui no Brasil, Anemia Falciforme, trabalhando vendendo pão na cidade e em alguns locais na zona rural, em cima de uma motocicleta velha.

Zé do Pão depois de um dia de trabalho, ia pra casa com sua motocicleta quando foi abordado pela polícia numa blitz e recolheram seu instrumento de trabalho (uma motocicleta velha caindo aos pedaços), e conduziram até o pátio da CIRETRAN, porque sua motocicleta estava muito velha. E para complicar mais ainda, conduzia o veículo sem sua habilitação.

zé do pão 001 É correto quando a polícia toma um veículo sem documento, a lei é clara e ninguém tem que dirigir um veículo sem os documentos necessários para isso. Agora, esse policial que prendeu a velha motocicleta do “Zé do Pão”, deveria usar o bom senso e ver que aquele cidadão estava trabalhando. Será que no momento que ele abordou o pobre “Zé do Pão”, quantas motocicletas potentes e carregando drogas não passaram por ali? E eles com certeza nem sequer olharam para os seus pilotos.

Zé do Pão foi no outro dia tentar recuperar o seu veículo para voltar à sua atividade, pois precisava sobreviver, e encontrou outra barreira na CIRETRAN, de um Capitão que diz trabalhar sério e acabou por enterrar de vez a esperança de Zé do Pão, de obter de volta seu veículo para trabalhar.

zé do pão 004 Hoje se passaram dois anos e Zé do Pão teve que voltar a trabalhar a pé porque não conseguiu rever seu veículo. Tudo por causa de um policial que não sabe usar o bom senso e que ao invés de perseguir bandidos, persegue trabalhadores, deixando assim a grande dúvida sobre os treinamentos que eles tomam na Academia. Quem será que treinam esses policiais? Depois, ainda encontra um capitão linha dura que não mede se tem que matar um pai de família, tirando sua atividade, para mostrar serviço.

O Zé do Pão nos procurou hoje porque está passando dificuldades. Como já disse: ele cria uma filha que tem uma doença rara, vive de aluguel em um pequeno quarto com essa filha e está querendo comprar uma outra motocicleta para tentar recuperar seus ganhos já que a filha precisa de tomar muitos remédios e ele perdeu seus ganhos.

Vamos ver uma forma de tentar ajudar o Zé do Pão. Conto com vocês.

Comentários { 20 }

Cairu fez bonito no 6º Salão Nacional de Turismo em São Paulo

Cairu - 6º salão de turismo Cairu mais uma vez teve uma brilhante participação no 6º Salão do Turismo, realizado entre os dias 13 e 17 de julho no pavilhão do Anhembi, São Paulo.CAIRU - 6º SALÃO DE TURISMO 2No meio de uma estrutura gigantesca onde o visitante podia passear por pontos turísticos de todos os estados brasileiros, o pedacinho da Bahia que estava presente no evento ganhou destaque com a participação de Cairu. A presença do município, que se destaca com suas 26 ilhas como um dos destinos mais procurados da Costa do Dendê estava ao lado de outros roteiros turísticos oferecidos no stand da Bahia. As principais atrações levadas pela Secretaria de Turismo de Cairu à feira foram Morro de São Paulo com suas belezas naturais e agitada vida noturna, em contraponto ao ar bucólico e tranqüilo de Boipeba.

“Além da promoção de destinos já consolidados como Morro de São Paulo e Boipeba, foram divulgado os demais destinos turísticos, como Gamboa, Garapuá, a sede (Cairu), São Sebastião, Galeão. Mostramos que Cairu é muito mais, são vários destinos em um só lugar” ,afirmou o Prefeito Hildécio Meireles.

A Bahia participou do Salão de Turismo com dois stands, um institucional organizado pela BAHIATURSA e outro comercial promovido pelo SEBRAE, onde os empresários poderão comercializar pacotes e roteiros turísticos.

“Durante o Salão tivemos a oportunidade de mostra para o Brasil por que Cairu fascina os mais de 150 mil turistas que visitam o município durante todo o ano. Fizemos contato com mais de 7 mil pessoas, distribuindo folheteria. Mais de 300 operadores de turismo também passaram a conhecer o Festival de Primavera do Morro de São Paulo e todos os demais atrativos turísticos do município” completa Júlio Oliveira ,Secretário de Turismo de Cairu.

Como não poderia deixar de ser, o 6º Salão do Turismo foi encerrado com a animação da capoeira da Bahia, que reuniu o público presente. Nos cinco dias de evento, gastronomia, comercialização de roteiros turísticos, atrações culturais, rodadas de negócios e mesas de debates deram um panorama geral do turismo brasileiro.

CAIRU - 6º SALÃOJúlio e equipe da SETUR com representante do setor privado do Morro – Claudia BritoCAIRU - 6º SALÃO 2Domingos Leonelli – Secretário Estadual de Turismo e Júlio Oliveira – Secretário de Turismo de Cairu

Jamille Soares
Assessora de comunicação/PMC

Comentários { 8 }

#homofobiatôfora

Amig@s,

Sempre usei meu facebook e meu twitter para brincadeiras e piadas, mas agora a coisa é séria.

Acabo de assistir no jornal que somos campeões nacionais (a Bahia) e mundiais (o Brasil) em crimes contra homossexuais. Um absurdo sem precedentes.

Vivemos numa sociedade democrática e somos livres para fazermos as nossas escolhas, independente de quais sejam. Sou hetero por opção, porém não seria melhor ou pior do que sou hoje se optasse por ser homossexual. Isso não muda em nada o caráter de ninguém. Somos obrigados a ter cuidado ao escolher seu time de futebol, sua orientação política, religiosa e sexual, sob pena de sermos agredidos gratuitamente, como foram pai e filho pelo simples fato de estarem abraçados, por quem não comunga dos mesmos pensamentos.

Por tudo isso, gostaria de iniciar uma corrente nas redes sociais: vamos usar as hashtags #homofobiatôfora, para combater esse mal que cessa mais de 200 VIDAS por ano, e #forabolsonaro, por entender que este “parlamentar” é hoje o maior símbolo homofóbico do país.

Contra a intolerância, pela liberdade de escolha…

André Maron

Comentários { 8 }

FUNDAÇÃO JOSÉ SILVEIRA INSTALA TRÊS UNIDADES MÓVEIS DE SAÚDE NO 1º RENOVA VALENÇA NOS BAIRROS

Unidade Móvel de Saúde FJS 3 Com o firme propósito de levar saúde e assistência social a quem precisa, o Grupo Renova Valença conseguiu com a Fundação José Silveira (FJS) suas três Unidades Móveis de Saúde para atender a população da Baixa Alegre e adjacências, no lançamento do mutirão Renova Valença nos Bairros.

As unidades são equipadas e preparadas para realizar diversos tipos de atendimentos e até exames preventivos. Elas percorrem, anualmente, comunidades de Salvador e do interior do Estado, além de integrar e ajudar outros programas sociais da FJS.

Antes, com duas unidades funcionando, a FJS realizava 11.800 atendimentos por ano, além de 1.677 exames preventivos. No final de 2009, outro veículo foi colocado em funcionamento, esse com capacidade para 7 mil atendimentos médicos, de nutrição e enfermagem.

A novidade, de lá pra cá, é que a terceira Unidade Móvel é destinada especialmente à saúde da mulher e irá oferecer, também aqui em Valença, exames de ultra-sonografia dos tipos mamária, pélvica, trans-vaginal e abdômen total. Uma outra boa novidade é que as mulheres, após realizarem os exames, vão receber o laudo impresso na própria unidade.

É o Grupo Renova Valença e a Fundação José Silveira dando acesso à saúde para quem mais precisa.

Railton Ramos

Porta-Voz

Comentários { 22 }

Reginaldo Araujo: Sei que irão aparecer vários pais e mães da GM, mas, é fácil fazer o teste de DNA…

Prezado Pellegrini

Há, aproximadamente 5 anos, eu e a Guarda Municipal estamos lutando para conseguir melhorar as condições de trabalho da corporação. Realizei projeto de Lei criando a GM, pois a mesma só existia de fato, mas, não de direito. À época, houve resistência, por parte de alguns vereadores, na aprovação da Lei, haja vista que tal projeto deveria ser oriundo do executivo; contudo, o projeto foi aprovado e sancionado pelo então prefeito Cláudio Queiroz. Nestes cinco anos, já aprovamos mais três projetos de Lei beneficiando a GM entendendo que a GM deveria ser valorizada pelos gestores públicos e pela sociedade.

Posso dizer-lhe que a maior conquista da GM foi a criação de sua própria identidade, enquanto segmento que, além de proteger o patrimônio público, pode/deve exercer outras atividades que proporcionem mais tranqüilidade à nossa comunidade. O Projeto que libera recursos para equipar a Guarda Municipal é fruto de muitas lutas e vontade da corporação GM. Sabemos que o Estado tem sido incompetente para cumprir com suas funções constitucionais para garantir a segurança pública e, por isso, o Ministério da Justiça tem incentivado que as Guardas Municipais auxiliem na segurança pública. Desta forma, entendo que, a GM tem uma função importante a desempenhar, mas é preciso compreender que os recursos liberados não são suficientes para a formação de uma Guarda Municipal forte e competente. É preciso compreender de que forma estes recursos serão administrados. Não basta injetar recursos, é preciso conscientizar a comunidade sobre a importância da GM; é preciso que a GM compreenda quais são suas atribuições, é preciso que a GM esteja unida em só propósito e, principalmente, é preciso que os gestores públicos cumpram o plano de trabalho traçado no projeto que realizamos para Guarda Municipal.

A GM pode e deve atuar em diversas áreas como: ronda escolar, fiscalização ambiental, apoio ao setor turístico, controle do transito e várias outras ações que podem ser desenvolvidas em parceria com as Policias Militar e Civil.

Concluo, dizendo-lhe que é fundamental que a corporação continue unida e disposta a travar todas as lutas que forem necessárias para terem seus direitos garantidos. Os recursos já estão liberados. Agora, a Prefeitura deverá realizar o Edital de licitação para compra dos equipamentos e, principalmente, para a capacitação dos componentes da GM. Trata-se de uma corporação jovem e que não teve, por parte do Poder público, o preparo necessário para atuar nas áreas de segurança, por isso, a necessidade de uma capacitação competente e responsável. Tenho ouvido muitos comentários sobre a “lisura da utilização dos recursos” e acho prudente que tenhamos esta preocupação! Temos que nos preocupar e fiscalizar a correta utilização destes recursos. Para conseguir a liberação destes recursos foram muitas as dificuldades e eu – que estou nesta luta há tanto tempo -, não serei estúpido em não fiscalizar um projeto que nasceu da vontade da GM e da minha disposição em formar uma Guarda Municipal forte e atuante (sei que irão aparecer vários pais e mães da GM, mas, é fácil fazer o teste de DNA…).

Assim, peço-lhe que mais do que nunca, continue a ser um ferrenho defensor de sua cidade. Critique, fale, denuncie… Ajude a Guarda Municipal. Essa é a minha contribuição para minimizar os problemas de (in) segurança que temos em nossa cidade.

Saudações

Reginaldo Araújo

Comentários { 25 }