VEREADOR CRISTIANO DEIXOU O CORPORATIVISMO DE LADO E REGULOU O PRESIDENTE FABRÍCIO LEMOS EM PLENA SESSÃO POR TENTAR PASSAR PROJETO SEM ESCLARECER O TEOR

Ainda na Sessão de ontem (28), o vereador Cristiano do Taxi enquadrou o Presidente da Câmara, Fabrício Lemos, por tentar passar um Projeto de Lei sem que ninguém conhecesse o teor do mesmo, o edil disse ser uma indicação para a própria Casa.

O vereador falou que na Sessão anterior (22/06), onde foi apresentado um Projeto de auxílio alimentação para os servidores da Câmara, o presidente sequer colocou em apreciação o projeto e imediatamente fez a sua primeira votação, dizendo estar aprovado.

Creio que o edil quis dizer que o presidente deu uma de “malandro”, tentou esconder o conteúdo do Projeto, não colocou em apreciação e fez a votação de forma relâmpago. Tudo leva a crêr que é do interesse do presidente aprovar o projeto de auxilio alimentação para os servidores da Casa.

Quero solicitar a Mesa Diretora que ao fazer a leitura de qualquer Projeto, que seja na íntegra, até porque, na semana passada teve a votação de dois Projetos aqui, inclusive o de número 29, onde Vossa Excelência, nas pressas, não colocou nem mesmo em apreciação e anuncio a votação dando em seguida como aprovado.

Quero que esse Projeto, como qualquer outro que venha a esta Casa seja lido à exaustão, pois esse projeto de numero 29 sequer foi citado o teor, refere-se a um projeto de auxílio alimentação para os servidores desta Casa. Devendo-se falar para que a comunidade tenha ciência.

Também gostaria de deixar gravado e registrado em ata que esse vereador que aqui vos fala é contra esse projeto, porque todos os funcionários que trabalham aqui na Câmara são do município e eu não vejo a necessidade desse auxilio”, esclareceu o vereador.

O presidente Fabrício Lemos apenas comentou que todo Projeto da Casa são colocados em apreciação e em votação, mais nada.

Sem comentários.

Deixe um comentário