MISS BRASIL, JÚLIA GAMA, DISSE QUE FOI BARRADA NA COROAÇÃO DE SUA SUCESSORA POR SER ANTI-BOLSONARISTA

Uma notícia deixou o brasil espantado com a atitude da organização do Evento “Miss Brasil”, pois Júlia Gama, Miss Brasil e vice-Miss Universo 2020, disse que não participou na coroação da sua sucessora neste sábado (6) porque, segundo a modelo, o motivo seria seu posicionamento contra o presidente Jair Bolsonaro.

Segundo o site Poder 360: “em nota oficial, a organização afirma que a modelo quebrou o contrato ao fazer denúncias contra regras que considerou “machistas” no concurso”.

O site ainda diz que: “segundo a miss, a equipe enviou um e-mail dispensando sua presença do evento. “Como eles não deram explicações do porquê de tal decisão me resta respeitar a decisão deles mesmo sem entendê-la.”” (Com informações do Poder 360)

Sem comentários.

Deixe um comentário