VALENÇA EM PRIMEIRO LUGAR

image

A cidade de Valença não é a que fica sempre em segundos, terceiros e quartos lugares. Aqui ficamos em primeiro lugar também, só que em números de violência, somos a cidade mais violenta da “Costa do Dendê”, ganhamos inclusive para Santo Antonio de Jesus e de muitas outras cidades com população bem maior, que ficam fora da Costa do Dendê. Santo Antonio de Jesus é uma cidade que tem um comércio frenético, onde passa uma das rodovias mais importantes do Brasil, a BR 101, e que por isso deveria ser mais violenta e não é. Deve ser muito sangue ruim e incompetente que tem no comando da nossa cidade.

13 Respostas para VALENÇA EM PRIMEIRO LUGAR

  1. visão politica 2012 maio 11, 2010 às 9:48 pm #

    Câmara conclui votação e projeto ficha limpa vai ao Senado
    Destaques que faziam alterações no projeto foram rejeitados no plenário.
    Texto veta candidatura de condenados em decisão colegiada.
    Eduardo Bresciani
    Do G1, em Brasília

    imprimir
    Plenário da Câmara durante a votação do projeto
    ficha limpa, nesta terça (11) (Foto: Agência Câmara)A Câmara dos Deputados concluiu nesta terça-feira (11) a votação do projeto ficha limpa. A proposição segue agora para análise do Senado Federal. O projeto surgiu da iniciativa popular do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE). Foram reunidas mais de 1,6 milhões de assinaturas em favor da proposta, que chegou ao Congresso em setembro do ano passado. O texto segue agora para o Senado Federal

  2. visão politica 2012 maio 11, 2010 às 9:56 pm #

    Unica coisa que a cidade de valença não venceu foi com os maus administradores do dinheiro publico,se não formar um grupo de pessoas sérias, podemos até perder para cairu,aí aqueles que fica cantando este hino,dizendo que valença não será vencida, esta sendo enganada e enganando quem ouve, o maior poblema é que a população não toma conhecimento dos acontecimentos administrativos, existe a lei, mais os vereadores nem o prefeito coloca para a população da uma olhadinha nos gastos do executivo,aqui é uma cidade sem comandos, unica coisa que tem comando é com os gastos abusivos, e a sociedade valenciana dando risadas e o prefeito gostando.

  3. roque campelo maio 12, 2010 às 8:33 am #

    PELEGRINI – Valença amanheceu mais pobre. Um dos seus filhos pelo coraçao, parte do nosso convivio para um plano especial. COM verdadeiro sentimento de perda e que lhe coloco a par do falecimento do valenciano IDIVALDO MONTEIRO. Acredito que assim como eu muitos reconhecem o seu valor no desenvolvimento de nossa cidade. UM abraço Roque

  4. Observador maio 12, 2010 às 8:35 am #

    Pelegrini,

    Essa questão não só envolve o gestor atual, mais também os que passaram, e por sinal o que está ai, também já foi e continua sendo a maior decepção que eu já ví, pois diziam: Empresário; Não precisa de Prefeitura; Um visionário; Agora sim vocês vão ver o que é prefeito (palavras do meu amigo (in-memorium) Marcelo Queiroz), pois, até ele acreditava e teve uma grande decepção.
    Mas, comparando Valença com Santo Antonio de Jesus, podemos destacar algumas diferenças:
    – Lá, elege-se deputados estaduais e federais da terra;
    – Aqui, trabalha-se para eleger deputados copa do mundo;
    – Lá, além do comercio forte, ainda há um programa para se atrair industrias;
    – Aqui, além de não haver incentivo para o comercio, nem sequer tem um parque industrial (perdemos até para Tancredo Neves), no orçamento plurianual apresentado pelo prefeito não contemplou nem um parque industrial e nem um anel viário;
    – Lá, há uma melhor distribuição de renda;
    – Aqui, somos uma das ultimas cidades em renda per-capta (perdemos até para Caírú;
    – Lá, tem um batalhão da P.M.;
    – Aqui, temos uma companhia de polícia totalmente desestruturada e sem comando, e um presídio que foi rejeitado por Santo Antonio e trazido por Agenildo, sendo uma industria do crime implantada em nossa cidade;
    Lá, varias repartições a nível estadual e federal funcionam;
    Aqui, as que funcionavam foram para lá, até a 5ª DIRES perdemos para Gandú (por força política);
    Lá, a cidade recebe benefícios constantes dos governos estadual e federal, como por exemplo o alfalto em quase toda a cidade, hospital, etc;
    Aqui, nem operação tapa buracos existe.
    É Melhor pará por aqui, pois, ficariamos horas e horas enumerando o nossos fracassos.
    Se vocês leitores deste blog, quiserem continuar enumerando, fiquem a vontade.
    Pelegrini, quando é que você irá divulgar em seu blog uma notícia boa?
    Risos…

  5. Bililico maio 12, 2010 às 9:10 am #

    Peligrini oia o que eu vi la no blog do NINJA.

    PT VERSUS PT EM VALENÇA – BAHIA
    O pau comeu na casa de Nóca.

    O PT é um partido curioso. Adora um debate! O que é extremamente positivo mas, às vezes, quando não tem debate à vista, trata logo de inventar um. Nesta terça-feira, estavam reunidos em frente à Sorveteria de Pelegrine muitos filiados de partidos, lideranças, Vereador Jairo Batista, Radialista, quando apareceu O Presidente do PT Marcelo Borges, que perguntou ao Radialista Ciro Pimentel sobre noticia veiculada de apreensão de cocaína no presídio de Valença. Os dois começaram a divergir quanto à quantidade e Ciro disse que publicou baseado na ocorrência policial, até aí tudo bem. Mas a segunda parte, Ciro foi perguntado por Marcelo sobre democracia na Radio rio Una. Ciro foi categórico quando respondeu que sobre a programação, cumpria ordens de Martiniano Presidente da CUT e proprietário da radio. Chegou num momento da discussão que Ciro disse: “Se Martiniano quiser o meu cargo está à disposição” dando clara evidencia que não aceita esta situação antidemocrática de Martiniano. Marcelo desabafou e disse:“Eu não me dobro diante do dinheiro de FDP nenhum, seja lá quem for” recebendo a admiração dos presentes. No final tudo terminou em “Pizza” digo em sorvete. K K K K K K K K K K K K K K K K K K K K K K K K K K KK K K K K K K K K K K K K K

  6. Romualdo maio 12, 2010 às 9:37 am #

    Prezados,

    A nossa cidade é o típico resultado de um processo sem planejamento. Nunca tivemos gestores públicos e sempre acreditamos e aceitamos as imposições de governadores e grupos. Gerir a coisa pública requer comprometimento e abdicações. Apesar de haver as exceções que acabam por validar a regra, uma competente cirurgiã, um empresário de sucesso ou um respeitado professor não se transformam em competente, bem-sucedido ou respeitado gestor(a) público(a) de uma hora para outra. Sem preparo para a coisa pública eles (e elas) acabam por trasformar a repartição em seu consultório, escritório ou sala de aula. Os esforços e a cabeça do indivíduo acabam por ser distraídos pelos seus interesses privados e deixam de lado essencialidades como segurança e bem-estar coletivos. O gestor público deve vislumbrar o horizonte e explorar o potencial local. Não preciso aqui descrever as vocações valencianas, todos nós as conhecemos. Santo Antônio de Jesus e Cairu já reconheceram as suas e, ao que parece, trabalham para desenvolvê-las. E nós, quando?

    É isso.
    Saudações,
    Romualdo

  7. Helio maio 12, 2010 às 3:25 pm #

    Nao adianta ficarmos questionando, criticando o atual e anteriores
    governantes de Valença, porque (o POVO de VALENÇA nao quer )mudanças, estamos tentando colocar um representante na Camara e (o povo nao quer)é assim que funciona, quando aparece um pré-candidato a deputado, logo aparecem outros e dividem (é assim que o povo quer) quando aparece um candidato a prefeito diferente, honesto, (ainda tem sim) (o povo nao quer) e continuamos a ver Claudio x Ramiro x Agenildo x Renato etc. e Valença cada vez mais esquecida, mais empobrecida, (lamentavel) temos que esperar estas desgraças morrerem para que tenhamos novas perspectivas de vida. nossos filhos hein? o que será deles? vamos orar e pedi a DEUS que tenha misericordia deste povo. mereciamos coisa melhor.

  8. Helio maio 12, 2010 às 3:48 pm #

    Preste atençao, quando voce vai a Santo Antonio de Jesus comprar alguma coisa (porque nao acha em Valença, pra variar) quando vc chega numa loja e nao encontra o que deseja, o funcionario ja te indica onde encontrar, até te dá o fone e muitas vezes liga e pede para trazer (é isso mesmo) aqui em Valença quando vc chega numa loja e nao encontra o objeto, o funcionário ja diz, AQUI EM VALENÇA VOCE NAO VAI ENCONTRAR, pra gente nao entrar em outra loja
    brincadeira! vá entender este povo. mas é verdade!

  9. roque campelo maio 12, 2010 às 5:34 pm #

    PELE – A cada dia da para sentir como estamos carentes de um espaço para se discutir com seriedade os rumos de nossa querida Valença. Seu blog esta provocando a participaçao de pessoas que sofrem quando silenciam diante da vontade de participar de um verdadeiro PROJETO de DESENVOLVIMENTO para VALENÇA. Sou daqueles que acreditam que ainda ha tempo para que isto aconteça. Abraço Roque

  10. Yuknew R. maio 12, 2010 às 11:19 pm #

    Pelegrini, sinceramente, o sr de todo coração acha que Valença tem jeito? Nos últimos 12 anos esta cidade não mudou os mandatários. O povo gosta deles. Com eles (hoje em dia viver 70, 80 anos é uma realidade) que hão de mandar por mais 30 anos pelo menos, dá pra essa cidade se desenvolver na marra? A perpetuação do poder é uma realidade. Infelizmente. Apesar da democracia. E os vices? Veja só: eles podem fazer uma revolução, vejamos o exemplo da história do Brasil:
    1 – Floriano Peixoto era VICE de Deodoro, eleito indiretamente em 25 de fevereiro de 1891. Deodoro governou apenas até 3 de novembro do mesmo ano, menos de 9 meses. A Constituição de 1891 determinava: “Se o presidente morrer, renunciar ou ficar incapacitado até a metade do mandato, o vice assume e realiza eleição em 60 dias. Depois da primeira metade, assume e completa o mandato”. Floriano tinha ainda 3 anos e 3 meses, ficou até o fim. Não fez eleição, desafiou o Senado e o Supremo.

    2 – Prudente de Moraes, eleito em 1894, o “consolidador da República”. Candidato único e invencível, em 1896 teve que ser operado às pressas, diziam que “não se salvaria”. Assumiu o VICE Manuel Vitorino. Demitiu todos os ministros de Prudente e se estarreçam à vontade: mudou a sede do governo.

    Era no belíssimo Palácio Itamaraty, passou a ser no “Palácio das Águias”, logo identificado como Palácio do Catete. Ficou quase 6 meses, surpreendentemente Prudente se salvou, reassumiu, o VICE baiano desapareceu.

    3 –Em 15 de junho de 1909, morreu o presidente Afonso Pena. Como já havia cumprido mais da metade do mandato, deixou exatamente 17 meses para o VICE Nilo Peçanha. Como era inimigo irrevogável de Rui Barbosa, já candidato a presidente, começou a tragédia do grande baiano.

    4 – Hermes da Fonseca (sobrinho do primeiro presidente) e Wenceslau Brás, governaram os 4 anos. Mais do que governos, verdadeiras tragédias. Hermes derrotou Rui em 1910, em 1914 o baiano retirou a candidatura, voltou a disputar em 1918. Os grandes estados e o Partido Republicano (único), decidiram: “Para derrotar Rui, só Rodrigues Alves, que já havia sido presidente.

    5 – Rodrigues Alves ganhou mesmo, sem campanha e sem sair de sua chácara em Guaratinguetá. Estava morrendo, nem tomaria posse. (Só morreria em janeiro de 1919). Assumiria então o VICE Delfim Moreira, que sofria das “faculdades mentais”. (Hoje seria chamado de maluco).

    Teve que fazer eleições (o que Floriano não quis fazer), mas não tinha condições de governar. Com a escolha muito complicada, quem governou durante 9 meses foi o ministro da Viação de Wenceslau, já confirmado por Rodrigues Alves, Afrânio de Mello Franco. (Esse período é conhecido como “regência Mello Franco, Delfim só assinava, feliz da vida).

    6 – Epitácio Pessoa (que estava no exterior) foi eleito sem vir ao Brasil (a Constituição de 1891 permitia, hoje não é mais possível). Depois, Arthur Bernardes, que ficou os 4 anos, apesar da formidável oposição dos militares, que não queriam empossá-lo nem deixar que governasse por causa das famosas “cartas falsas” injuriando militares. E Washington Luiz, governou quase o tempo inteiro. Faltaram 62 dias, até começar a ditadura Vargas, 15 anos criminosos.

    7 –Vargas assumiu como “chefe do governo provisório”, depois mais 4 anos INDIRETOS por causa da traição do Congresso, com os “pelegos”, nomeados por ele mesmo. E finalmente, a partir do “Estado Novo” de 1937, ditadura ampla, geral e irrestrita. Naturalmente sem VICE.

    8 –Derrubado Vargas, foi eleito (eleito?) o marechal Dutra, o FHC fardado. Passou o cargo ao próprio Vargas, que fez campanha e se elegeu, com a modificação infeliz da Constituição de 1946: os VICES também disputavam eleições, não se elegiam junto com o presidente, na mesma chapa.

    9 – Como só sabia agir e governar DITATORIALMENTE, apesar da eleição ser separada, Vargas ofereceu a VICE a Ademar de Barros. Este, péssimo analista, chamado pelo Correio da Manhã (um dos grandes jornais da época) duas vezes de LADRÃO, (assim mesmo, sem disfarce vernacular) indicou Café Filho.

    10 – Este, participou da Revolução Comunista de 1935, era grande ‘mitingueiro”. Se destacou na Câmara falando diariamente e terminado os discursos sempre desta forma: “Lembrai-vos de 37″. Como esse “37″ era o “Estado Novo” de Vragas, não podia ser VICE.

    11 – Eleito, Café assumiu, conspirou, ajudou a derrubar o presidente; Foram 3 anos, 7 meses e 24 dias até 24 de agosto de 1954, a mudança de tudo, com o golpe genial do suicídio de Vargas. Nesse 24 de agosto de 1954, assumiu mais um VICE, o grande conspirador Café Filho.

    12 – Só que Café Filho foi um dos raros presidentes honestíssimos, não se interessava por negócios ou negociatas. Também não tinha filhos ou parentes a nomear. Jamais tratou de dinheiro, não tinha como viver. VICE, morava na Avenida Copacabana, esquina de Joaquim Nabuco, num apartamento mínimo de 1º andar, em cima de um restaurante e de um barbeiro. Depois de presidente, voltou a morar ali, mas não tinha como viver. Lacerda governador, nomeou-o ministro (se chamava assim) do Tribunal de Contas do Estado.

    13 – Veio Juscelino, que completou o mandato. (Então de 5 anos, ótimo, o presidente se elegia sozinho, os outros mandatos eram todos preenchidos em anos pares). De 20 em 20 anos, as eleições “coincidiam”, 4 e 5 são múltiplos de 20. Mas quem, no Brasil, ousaria pensar numa democracia com 20 anos de estabilidade?

    14 – Antes da nova ditadura, JK foi o único a exercer o mandato inteiro. Depois dele apareceu o “trêfego peralta” (Jânio Quadros, quem não sabe?) que pretendia transformar o mandato de prazo certo numa “eternidade” incerta. Não conseguiu, assumiu mais um VICE, João Goulart. Que não terminaria.

    15 – Nos 21 anos da segunda ditadura, os VICES não assumiam, civis ou militares (almirante Rademaker). O único que escapou foi Aureliano Chaves, pelo prestígio pessoal, e por já estarmos em 1981. O “presidente” era Figueiredo, que depois do “prendo e arrebendo”, estava num hospital de Cleveland.

    16 – Terminada a ditadura, os dois primeiros presidentes não assumiram ou não completaram o mandato, um indireto, o outro direto. Tancredo ficou no hospital, assumiu Sarney o tempo inteiro, de acordo com a Constituição. (Como VICE, no cargo, Sarney não será ultrapassado). A seguir, Collor sofreu o impeachment, assumiu o VICE Itamar.

    17 – A partir daí, e completando 16 anos no final deste 2010, dois presidentes que cumpriram o mandato inteiro. Mesmo FHC rasgando a Constituição com a força do dinheiro e violentando a cláusula pétrea da não reeeleição.

    Pelegrini, está tudo isso nos livros de história, quem sabe a história pode ser revivida… sorte para Valença.

  11. visão politica 2012 maio 13, 2010 às 7:37 am #

    è verdade HELIO!!! em valença a associação comercial só existe o nome, treinamentos para o comercio nada existe,tbém os comerciantes de valença não gosta de associações,nas reuniões poucos aparece,aguns comerciantes não estimula seus funcionários a atender melhor o cliente, lá em santo antonio eles briga por vendas,todos os tipos de comercios eles fazem indicações onde comprar melhor, as vezes eles até avaliza pelo cliente,aqui nem montando uma churrascaria dentro da CDL e dando comida de graça os comerciantes não aparece nas reuniões,são uns verdadeiros sem projetos, a maior vergonha é que esta chegando as festas juninas e nehum premio de nome regional o CDL de valença coloca a disposição dos compradores,aqui temos melhores condições que SANTO ANTONIO DE JESUS,a maior fonte de renda é a agricultura que mais forte que lá, e o turismo que dobra em recursos extras,mais aqui vivemos sem nada, até o aeroporto o pessoal de santo antonio vai levar.

  12. AMADORES DE VALENÇA maio 13, 2010 às 7:40 am #

    COMPREI ONTEM EM SANTO ANTONIO E GANHEI VARIOS CUNPUNS, OS premios, 01 CARRO FIESTA OK 03 MOTOS, 20 TVS DE 42 POL LCD E 20 CESTAS BASICAS DE 500,00 REAIS, É MOLE POVO DE VALENÇA-

  13. Yunew R. maio 13, 2010 às 11:24 am #

    E peças de carro? Se vc não tiver um Uno ou Gol bolinha vc não acha nada… Quantos de vcs já tiveram de ir a Feira ou St Antônio pra comprar peças pros seus veículos?

    Agora Corote e Cd pirata de arrocha aí vc acha em cada esquina…

    Aliás como é que um camarada equipa o carro com mais de R$ 3.000 só de som pra tocar arrocha? Que saudade quando vc ia na orla e tinha um quiosque tocando Paulo Diniz, o outro passando o cd do Benito de Paula, o outro com o Cd do Roberto Carlos…

Deixe um comentário