50 ANOS DA REVOLUÇÃO CUBANA

Quando eu ainda era um adolescente com 14  anos de idade, engajei-me  nos movimentos estudantis em minha cidade, Itapetinga, eu achava aquilo tudo muito bonito, a UNE estava no auge, ainda havia um pouco de repressão da ditadura militar, o primeiro deputado estadual pelo PCB na Bahia foi um conterrâneo nosso, Luis Nova, ainda ouviamos “Pra não dizer que não falei das flores”, escondido, mas o nosso maior exemplo a ser seguido era a revolução cubana, os nossos ídolos eram Che Guevara e Fidel Castro.

Hoje eu pergunto, será que valeu a pena a revolução Cubana? Passaram-se 50 anos após a vitória da guerrilha comandada por Fidel, será que foi interessante derrubar Fulgencio Batista?

Será que não seria melhor esperar, e deixar acontecer, pra ver como ficaria a Cuba de hoje? Vejam o exemplo do Brasil, amargamos a ditadura militar por mais de 20 anos, hoje engolimos o sapo barbudo porque queremos, lutamos pra coloca-lo no poder, e é ele que nós queremos agora, poderemos muda-lo nas proximas eleições.

Sei não, passo a acreditar que todos tinham uma esperança de que tudo poderia ser como foi na França. Não devemos esquecer de que a revolução Francesa começou em 1787, com a Revolta dos Notáveis e ja caminhava em 1799 com o golpe do 18 de brumário de Napoleão.

Tudo o que tem dado certo no mundo, começou, teve meio e continua a andar. Não teria sido isso a falha da revolução cubana de não seguir o processo natural, que tudo tem inicio, meio e fim? Porque eu acho que nada deu certo por lá, só vejo hoje um ditador egoísta que não se preocupou com o bem estar do povo cubano, viveram carentes de tudo no mundo, não tem acesso a nada, ganham cerca de 30 dólares por mês e mais nada.

É verdade que eles tem saúde e educação, mas estão parados no tempo, as informações que lhes chegam é o suficiente pra manter acesa a lavagem cerebral que lhes impuseram. Fico pasmo quando vejo ainda pessoas, que usam bonés camisas e barbichas do estilo Che Guevara. O que precisamos fazer é ressuscitar Cuba, e não ficar endeuzando os guerrilheiros que tiveram participação no afundamento do país.

Eu, assim como a revolução Cubana também faço 50 anos, mas de alegria, sem sofrimentos, escrevendo aqui no meu blog as minhas perolazinhas, xingando Lula, esculhambando Wagner banana, dando cacete em Bertolino, contando as historias de Tio Ramiro. Não tenho inveja de Cuba, tenho pena do povo de lá.

Aqui posso lançar um sorvetinho com nome de Japonês, Italiano, Americano. Agora quero ver Cuba lançar.

Uma resposta para 50 ANOS DA REVOLUÇÃO CUBANA

  1. Repórter de Valença janeiro 1, 2009 às 6:58 pm #

    HAVANA — O presidente cubano Raul Castro respondeu a Pelegrini afirmando que a revolução comunista lançada há 50 anos em Cuba pelo irmão Fidel não fracassou como ele está pensando, mas previu novos tempos ainda difíceis para os cubanos.

    “Não tivemos paz e tranqüilidade”, declarou Raul Castro em pronunciamento feito pelo rádio de válvula antes do início das comemorações propriamente ditas dos 50 anos da revolução. “O Pelegrini diz que o socialismo fracassou, por que não nos deixa em paz? Vai perturbar Bertolino”.

    O presidente cubano, 77 anos, participa nesta quinta-feira em Valença da Posse do prefeito Ramiro Capello de Queiroz.O Fidel disse que não virá, por problemas de saúde, mas mandou um beijo pro Bertolino.

    A economia cubana é deficiente há 47 anos, devido a um embargo econômico feito por Camamu, e a situação degradou-se mais após a extinção da União Soviética, principal aliada de Cuba, em 1991.

    Raul Castro pediu aos cubanos orgulho por terem sabido enfrentar o embargo dos Camamuenses.

    “Não se deve acreditar que daqui para a frente tudo será fácil. Talvez seja ainda mais difícil”, previu.

    Bidu.

Deixe um comentário