DEPUTADO HERALDO ROCHA SE DEFENDE

COMUNICADO À CIDADE DE VALENÇA

Prezados amigos,

Durante grande parte da minha trajetória política, venho participando e acompanhando o desenvolvimento da cidade de Valença numa relação muito próxima e afetuosa. Ao longo desse tempo nunca medi esforços para angariar, em todas as áreas da gerência pública, diversos benefícios aos valencianos e ao povo do Baixo Sul – pois entendo que este é, efetivamente, o papel prioritário de qualquer homem público, ou seja, buscar o bem comum dos cidadãos.
No passado, inúmeros projetos foram viabilizados e destinados a este município, e região, fruto do exercício legislativo que empreendi na Assembleia Legislativa da Bahia, não os listo agora pois tomaria certo tempo, mas terei enorme prazer, a qualquer momento, em citar todos. As ações que fiz em prol do povo de Valença e região tiveram seu propósito cumprido, pois, direta ou indiretamente, proporcionaram bem-estar, lazer, segurança e melhoria na qualidade de vida da população, especialmente à classe trabalhadora e aos cidadãos menos privilegiados.
A Capitania do Portos, que agora possui grande potencial de se tornar uma realidade, é outro grande exemplo do meu engajamento e da minha preocupação com o desenvolvimento da cidade de Valença. Recentemente, fui procurado pelo Vice-Almirante da Marinha para intermediar a instalação da capitania no município, de imediato, entrei em contato com a Presidenta da Câmara Municipal de Valença, Sra. Diana Farias, para que, junto aos seus colegas de parlamento, mobilizasse todos os esforços para destinar à Valença essa outra grande conquista. Diante desta e de muitas outras ações e melhorias que hoje fazem parte do cotidiano de Valença, aqueles cidadãos de bem que acompanham a nossa trajetória de esforço e dedicação hão de concordar o quanto me empenhei para promover o progresso, não só de Valença, mais de todo Baixo Sul baiano.
Muitos benefícios cuja população de Valença e região hoje usufrui em seu dia a dia, em diversas áreas públicas, têm um grande percentual de nossas ações políticas durante todos esses anos atuando com deputado estadual. Reafirmo – como de fato sempre manifestei em meus pronunciamentos – que não estou na política por vaidade, para enganar, até porque eu nunca aprendi a proceder assim. Como todos sabem, sou Médico por profissão e hoje estou deputado, exclusivamente para servir ao povo baiano. Nunca fui de prometer nada, haja vista que em todas as minhas campanhas eleitorais, prometera, sim, TRABALHAR MUITO pelo desenvolvimento geral da Bahia.
Sob as notas produzidas e os comentários publicados em blogs questionando o grau de comprometimento que tenho com as questões de interesse do povo do Baixo Sul, particularmente na área da educação, a todos estes tenho como resposta o meu passado político, o meu currículo como legislador, e todas as destacadas ações que tenho destinado à toda Bahia. No pleno exercício das funções inerentes ao cargo de deputado estadual, sempre conduzi-me com toda devoção e fervor, pois sou um deputado de toda a Bahia, com votação em todo estado, nunca restringindo-me a atuar ou defender uma única região, ou a um único município em detrimento dos demais.
Sinceramente, não entendi e continuo sem entender o fato de pessoas levianas indicarem o meu nome como principal responsável pela UFRB ainda não ter se instalado em Valença, como também, em hipótese alguma poderia concordar com frases do tipo: “deputado Heraldo Rocha ajudou a ‘tirar’ a UFRB do povo de Valença”, ou que sou um deputado “Copa do Mundo”. Percebe-se claramente em tais comentários, ou os que se assemelhem, o tom de maldade revestido de insensatez por parte de quem os emitiu.
Como pode alguém, com consciência, por mais animosidade que tenha por minha pessoa, lançar essas inverdades ao grande público. Por ocasião de uma audiência na Assembleia Legislativa da Bahia no ano de 2007, onde se discutia sobre a UFRB, circunstancialmente, durante um breve diálogo surgiu o nome de Santo Amaro, naquele contexto, como uma opção de destino, onde concordei. Não se tratava de uma Sessão Plenária em que o parlamentar delibera a favor ou contra alguma proposição, ou sobe na tribuna para discorrer sobre a pauta do dia, tratava-se apenas de uma reunião especial onde, de praxe, apenas se aborda assuntos específicos.
Esta é a grande prova que desmente todos aqueles que ainda dizem que o deputado Heraldo Rocha foi, em algum momento, contra a cidade de Valença. Primeiramente esses malfeitores, antes de pensar em denegrir alguém, deveriam conhecer um pouco mais sobre o que falam, se inteirar melhor do universo legislativo, para depois ter credibilidade naquilo que dizem ou condições de passar informações mais confiáveis a outros, e principalmente, deveriam conhecer melhor as ações de seus representantes políticos, pois, certamente, eles não sabem que na mesma época em que ocorreu o evento acima citado, solicitei junto ao Reitor da UFBA, através de documentação oficial, a implantação de cursos da Universidade Federal da Bahia na cidade de Valença.
Estou enviando para alguns vereadores de Valença cópias destas documentações que comprovam o que digo. Desta forma, qualquer valenciano que se dirija à Câmara Municipal poderá constatar a veracidade de minhas afirmações e de todas as ações que fiz em prol da educação superior da cidade de Valença, como por exemplo: os ofícios direcionados à UNEB e ao Secretário Estadual da Educação solicitando a conclusão das obras do campus da Uneb, que outrora encontrava-se totalmente abandonado, servindo de abrigo a marginais e de cenário para delitos. Após esse primeiro momento, assim que fiquei sabendo que estas obras continuavam paradas, elaborei um requerimento (cuja cópia também encontra-se com os vereadores) direcionado ao Ministério Público da Bahia, denunciando o fato, para que órgãos representativos da sociedade civil também aderissem à causa, buscando assim uma solução.
A repercussão em torno do assunto UFRB de Valença e, principalmente, a mobilização que vejo por parte da juventude valenciana em favor da ampliação e de melhores condições de ensino, é bastante salutar. Serve, não só para valorizar o exercício da cidadania, como também, de uma forma geral, edifica a democracia brasileira, dando-nos a percepção de que este é o momento mais que propício para levarmos avante a bandeira da implantação definitiva da UFRB em Valença.
Estou propondo, junto a Comissão de Educação da Assembleia Legislativa da Bahia, uma Sessão Especial, a ser realizada no município de Valença, para que possamos discutir, não só a implantação da UFRB na cidade, como também todo o contexto educacional do município e região em todas as suas esferas (ensino superior, médio, fundamental, etc.).
Com muita honra e orgulho cumpro atualmente minha quinta legislatura na Assembleia Legislativa da Bahia como deputado estadual, sendo, por vezes, o parlamentar majoritário de muitas cidades da região do Baixo Sul. Nestes últimos três anos (2009, 2008, 2007) tenho recebido dos jornalistas credenciados no Comitê de Imprensa da AL o título de Parlamentar Destaque do Ano. Paralelo a isso, fui premiado pela presidência daquela Casa Legislativa como um dos três deputados mais assíduos nas sessões plenárias. Esses títulos e toda minha história política no parlamento são indicativos e atestam o quanto tenho me esforçado em valorizar a confiança que o povo da Bahia me outorgou, e responde, de forma precisa e sem alarde, a todos aqueles que pensam o contrário, ou insistem em difundir informações equivocadas a meu respeito.
Estou convicto de que sempre procurei honrar a confiança depositada em minhas mãos diante do exercício legislativo. Coloco-me, portanto – como sempre coloquei-me -, à disposição de toda a população hospitaleira e trabalhadora de minha querida VALENÇA e do BAIXO SUL, a qual tenho uma relação fraterna e de muito respeito. As portas do nosso gabinete parlamentar estão, como sempre estiveram, abertas a todos baianos. Através do nosso site: http://www.heraldorocha.com.br, todos internautas também podem entrar em contato conosco e ter pleno acesso às nossas atividades parlamentares. E nesse momento, onde se questiona o vínculo do deputado Heraldo Rocha com a causa pública nesta região, renovo o tratado, como legislador e como cidadão, de caminharmos sempre juntos rumo ao progresso, buscando sempre a prosperidade e o engrandecimento de VALENÇA e de todo Baixo Sul baiano.

Atenciosamente,

Heraldo Rocha (Deputado Estadual / Líder da Oposição na Assembleia Legislativa da Bahia)

9 Respostas para DEPUTADO HERALDO ROCHA SE DEFENDE

  1. A bObAdA dezembro 11, 2009 às 8:43 pm #

    Ele é lindo!

  2. Mário dezembro 12, 2009 às 12:15 am #

    Qual é deputado? Não sabe que as pessoas podem achar o que quiserem? As pessoas são livres… Alguém achou que o sr. não dá a devida atenção a Valença e por isso nominaram “DEPUTADO COPA DO MUNDO”… Qual o problema? O sr. respondeu e o blog publicou… Legal… Agora querer ser uma unanimidade, é diferente, bem diferente!

    As pessoas não possuem mais cabrestos, são livres para acharem o que quiserem e verbalizarem isso… A moça ai de cima achou o sr. lindo e alguém achou o sr. ausente… Minha tia, por exemplo, acha que o sr. foi o melhor pediatra do mundo… As pessoas acham e daí?

    Pelegrini, estou sentindo muitos milindres nesses políticos… Historicamente os políticos sempre foram alvo de piadas e isso desde antes do império… As charges nos jornais, os esquetes nos programas de tv estão ai todos os dias trazendo os políticos e suas trapalhadas… Pq essa galera está “assim assim”? Sei não… Recomendo passarem na sua sorveteria e pedirem um picolé de maracujá!

  3. Luís Carlos dezembro 12, 2009 às 12:39 am #

    Achei que esse post de Pelegrini foi ótimo… Ele expressou o que sentia, o deputado se defendeu e expôs seu vasto currículo, o debate aconteceu, as pessoas participaram e a esperança sobre a implantação da UFRB se renovou… TODOS LUCRARAM! Brilhante… Isso é um blog! Como já foi dito anteriormente em um post – O blog é um diário pessoal, o pensamento de uma pessoa, agora se ela vai reverberar ou não, depende do eco… No caso específico, algumas pessoas comungavam que ele só aparecia em época de eleição… E se esse eco incomoda quem foi citado, acontece a réplica… Assim é o movimento… Perfeito! Inclusive isso foi excelente para o deputado, que pousando de vítma com “a calúnia”, chamou atenção para sim e distribuiu seu discurso… Claro, direito de defesa dele, mas convenhamos, é ótimo em véspera de ano eleitoral, neh?

    Dr. Heraldo Rocha, minha tia também lhe adora – está mandando um super abraço! Diz aos quatro cantos que a medicina perdeu um grande pediatra… E agora vejo que o jornalismo também, seu texto é primoroso… Fiquei sensibilizado e buscando a originalidade da minha alma, termino meu comentário dizendo: Dr. Heraldo deixa a medicina e entra para história!

    Hehehehe… Boa noite e sucessoo ano que vem!

  4. Eleitor Tolinho dezembro 12, 2009 às 3:54 pm #

    E viva o Deputado Heraldo, ele é tão bonzinho.
    E eu sou tão tolinho!

  5. O Gordo e o Magro dezembro 12, 2009 às 10:40 pm #

    Queremos bala juquinha, deputado.

  6. Juanito do Jambeiro dezembro 13, 2009 às 11:17 pm #

    Deputado Heraldo, comecei a ler seu direito de defesa, cheguei no meio deu um soninho, parei e fui dormir, quando acordei comecei a ler de novo, deu soninho de novo, fuii dormir de novo, acordei comecei a ler e deu soninho de nvov… Que diabo de droga é essa heim!

    Arriba Valença!!!!!!!

  7. Nana dezembro 14, 2009 às 9:22 am #

    Juanito, o discurso tem diazepan? Kkkkkkkkkkkkk… Aguente essa!

  8. Doutor Pardal dezembro 14, 2009 às 3:05 pm #

    Nana, não tem só diazepan não. Tem gadernal também. E tudo sem receita médica.
    É o famoso deputado “tarja preta”.

  9. Lucas Santos Café fevereiro 2, 2010 às 12:42 am #

    Sou estudante do 8° semestre do curso de História da UFRB/CAHL, e gostaria de tecer algumas contribuições sobre a problemática que envolve a vinda da UFRB para a cidade Valença, cidade em que nasci em 2 de maio de 1987, e onde residi até outubro de 2006 quando fui para Cachoeira.
    A primeira querela que gostaria de abordar, é na essência, a própria discussão sobre a temática na cidade de Valença. Fico radiante em saber, que existem pessoas que estão dispostas a lutar pela implantação da UFRB na cidade nunca vencida. Aponto esta questão, pois no ano de 2007, quando era membro atuante do movimento estudantil da UFRB, principalmente do CAHL, realizei um trabalho de militância na busca de apoio para a construção do campus da UFRB em nossa cidade.
    Junto com Sérgio Augusto Mascarenhas Martins, que na época chefiava a cátedra de políticas afirmativas e assuntos estudantis do C.D.E. da UFRB, visitamos várias escolas e instituições em nossa cidade em busca de apoio. Em todos os locais que visitamos fomos bem recebidos, principalmente no COESVA e no Gentil Paraíso Martins. Nestes locais, tanto alunos que formavam o grêmio, como os diretores nos deram o apoio necessário. Na EMARC, fomos bem recebidos pelos alunos, porém devido à ligação entre os alunos da EMARC com AdaIlton, que na época era estudante do curso de agronomia da UFRB e que logo depois se candidataria na chapa do PT para ocupar o cargo de vice-prefeito, o diálogo foi bastante complicado, pois Adailton parecia estar mais preocupado com questões políticas do que com a instalação de uma universidade democrática e de qualidade em nossa cidade.
    Percebemos que nossa ação na cidade, não agradou nem aos gregos, muito menos aos troianos, simplesmente pelo fato de estarmos preocupados apenas com a implantação da UFRB em Valença, e não com a politicagem que existe na cidade. Os políticos de direita da nossa cidade, historicamente estão a sugar o sangue dos trabalhados, e usarem a máquina pública para benefícios próprios, e sustentar a desigualdade social que existe em nosso município. Porém os políticos de esquerda, e entre eles incluo os membros do PT, pelo menos os intelectuais orgânicos do partido, estão muito mais preocupado com a ascensão política, cargos e verba. Digo isto, pois quando realizei sem ligação partidária, não tivemos apoio de nenhum de seus representantes, exceto de alguns membros da DIREC.
    O problema da instalação da UFRB em Valença está para além da doação de um terreno, ou do posicionamento de um político e da vontade da reitoria. Todos estes fatores estão envolvidos, porém eles estão ligados a muitos outros que envolvem desde a participação da sociedade civil, ao jogo político nos âmbitos federais, estaduais e municipais.
    Em um dos comentários postados acima, o jovem Raell Costa afirmou ter ouvido da boca do “Magnífico” Reitor da UFRB, que a causa da não instalação da UFRB em nossa cidade, foi a falta de interesses dos prefeitos escolhidos pela população de Valença. O problema caro Raell, é que não podemos colocar a culpa da não vinda da UFRB apenas nos prefeitos, como quer o senhor Reitor. Digo-lhe que esta criatura, depois que assumiu o cargo de Reitor da Universidade, não tem nenhum apego com a verdade. O Reitor da UFRB é uma figura demasiada carismática e que gosta de distorcer a realidade, camuflar os problemas, e conquistar as pessoas pelo viés emocional. Então não acredite de imediato no que o Reitor relata.
    Em outros momentos, escutei da boca do Reitor, várias afirmativas sobre a implantação do campus de Valença. Ele chegou a me relatar no início do ano de 2007, que já estava tudo certo e que em 1 mês a UFRB seria implantada na cidade. Duas semanas depois, a mesma pessoa, em uma audiência na câmara de vereadores da cidade da Cachoeira, revelou que devido a uma mudança política do governo federal, não seria mais possível a instalação da UFRB em Valença. Então se levarmos em consideração esta fala do Reitor, não o problema da não instalação da UFRB em nossa cidade não é devido à má vontade dos prefeitos. Porém a má vontade dos prefeitos, e também das secretárias e dos vereadores, ajudou contribui positivamente para o recuo do projeto da instalação da UFRB.
    A situação atual é a seguinte: A doação do terreno, não significa que a UFRB possa ser implantada em nossa sociedade. Principalmente porque é necessário que exista uma vontade política nas esferas estaduais e federais, e que principalmente exista uma vontade da UFRB de se instalar em Valença.
    Neste último entrave, posso dizer que a vinda da UFRB não para Valença, no momento não é a vontade da UFRB. Todas as forças estão voltadas para implantação do campus na cidade de Santo Amaro. Este mês, participei de duas reuniões no CAHL, cuja pauta principal era a instalação do campus de Santo Amaro. Em uma das reuniões, estiveram presentes quase todos os vereadores de Santo Amaro, e pessoas ligadas à ONGs, e representantes da sociedade civil.
    Nestas reuniões, percebemos claramente a vontade de se criar um campus da UFRB em Santo Amaro, enquanto que em Valença era o tempo todo deixada de lado. Existe todo um jogo político que envolve a ida da UFRB para Santo Amaro. E este jogo será benéfico para muitos professores e administradores da UFRB.
    Em minha opinião, o campus de Valença só será instalado quando houver uma vontade da própria UFRB em firmar raízes em Valença, e junto a isto, o apoio incondicional dos políticos da cidade. Como conseguir esta façanha? Só a sociedade civil pode se organizando politicamente, isto não quer dizer se ligar à partidos, e sim tomar um posicionamento político e crítico da situação, manifestando e exigindo aquilo que é de direito de todos.
    O que falta a cidade de Valença é um movimento pró-UFRB, que atuante, que não esteja submetido aos partidos políticos e a vontade de minorias. Enquanto a sociedade não resolver se manifestar, dificilmente o campus da UFRB será instalado em Valença.
    Não estou postando aqui para agradar a ninguém, pois nem Jesus, o único que devo agradar, foi aceito por todos, e até hoje é crucificado por muitos. Coloco aqui apenas meu posicionamento sobre esta novela, que espero terminar com um final feliz para o povo, e somente o povo valenciano.

Deixe um comentário