SAIONARA COMENTA SOBRE O MOVIMENTO E DESABAFA SOBRE UM COMENTÁRIO.

A estudante de direito da UNEB, Saionara Ribeiro, manifestou-se sobre um comentário enviado a este blog e fez uma explanação sobre o movimento; “Professores já”.

A íntegra do seu comentário:

Saudações a todos,

Gostaria de aqui deixar resgistradas algumas considerações acerca do Movimento Professores Já, quero principiar informando que não tenho por fito fazer nem a crítica vazia, nem o elogio descabido, afinal, tais posições só podem ter como origem ou um espirito obtuso ou uma mente bajuladora.

Bem, sou estudante do sétimo semestre do Bacharelado em Direito da Universidade do Estado da Bahia e, como tal, logicamente partidária e ativista do movimento em questão já que, inegavelmente, na qualidade de estudante deste Campus, conheço a realidade sobre a qual aqui venho versar.

Temos um quadro desesperador em nossa unidade, a biblioteca não dispõe de um acervo que possa minimamente atender as necessidades dos acadêmicos, temos apenas dois professores efetivos, no caso específico de Direito, realidade não menos delicada que a enfrentada pelo curso de Pedagogia, temos graves problemas com relação ao quadro de servidores, sofremos todos com a “cultura do REDA ” que vem lançando, a muito tempo, para horizontes distantes a possibilidade de efetivação de funcionários.

Estes são apenas alguns dos problemas com os quais o corpo desta Universidade tem sofrido, a união dos estudantes e as ações advindas dessa união convergem exclusivamente numa única direção: sanar essa doença estrural que faz padecer a UNEB, patrimônio do povo bahiano e pontualmente do Campus VX, patrimônio da comunidade valenciana, toda parabenização é mais que devida aos estudantes deste bacharelado e ao Diretório Acadêmico de Direito que cumpriu e cumpre a sua função, a sua razão de ser. Aguerrido, valente, propositivo, este diretório bem como muitos estudantes de Pedagogia, são merecedores de respeito, de todo respeito e congratulção. Muito além de falar, eles estão fazendo.

Lí um comentário que falava sobre os”petistas de carteirinha” que estavam na passeata realizada ontem e a completa censura que a escritora em questão tinha ante este fato. Até então, sem fazer qualquer consideração de mérito, não me pus a pensar, nem com desacordo nem com acordo, sobre a presença dos “petistas de carteirinha”, até porque, aguardava que algumas linhas abaixo encontrar-se-ia o relato, desta autora, sobre sua participação no movimento, alguma coisa que marcasse a legitimidade de sua crítica, alguma coisa que norteasse a sua postura opositora frente a política adotada por este partido, no caso o PT ou pelos militantes que lá estavam a conclamar a sociedade mesmo estando atrelados a tal grupo político, esperava que uma crítica tão marcadamente “politizada” se fizesse fundamentar numa ação, concreta e visível, uma alternativa a esta postura, qualquer coisa que mostrasse, a nos leitores, a mente crítica e produtiva que naquele momento denunciava a contradição, entretanto, o comentário chegou a seu e fim e nada mais pode ser lido além de um debochado brado de ” Viva a Democracia”.

Neste ponto, me pus a refletir…cheguei a uma conclusão, esta, diga-se de passagem, única possivel: Inútil !

Comentários como estes são ridículos e completamente inúteis !
Bom seria se quem os fizesse gastasse o tempo empregado na construção desta “denúncia” em coisas minimamente mais úteis, criticar sem nada propor, sem nada fazer é coisa dispensável, como bem nos ensina a sabedoria popular ” muito ajuda quem não atrapalha”; eu sou absolutamente contrária a este governo a que estamos submetidos, contrária a postura hipócrita do Partido dos Trabalhadores e, por extensão, a este governador e sua “política de governo”, com mais precisão ainda, digo-vos que hoje me vejo forçosamente contrária não só a esta postura político-partidária e seu “plano de governo”, mas a todas as outras que temos como alternativa de liderança partidaria já que, recorrendo mais uma vez aos adágios papulares, são todos ” farinha do mesmo saco”.

A questão é que nas manifestações do povo, manifestações que nascem sem a mácula desta ou daquela bandeira partidária, se mostra o espirito puro da organização em busca do bem coletivo, a luta social na sua faceta mais essencial,e é justamente aí que aqueles que se posicionam de forma contrária podemos mostrar a sua indignação, o seu incorformismo e seu desejo de lutar pelas mudanças, aliás, estes já são os campos de lutas.
Vergonhoso, muito vergonhoso, ridículo ! Critique, isso vale, aponte, mas não se guarde comoda e anonimamente no trono mofo de quem só é capaz disso fazer, mas, se você realmente perceber esta sua limitação, conduza essa sua “qualidade” a algo menos prejudicial a sociedade, não sei bem o que poderia ser, creio que só posso dizer para a senhora um “vá procurar o que fazer “.

O movimento luta por professores no Campus, luta por causa nobre, justa e indefectível, quem quiser criticar, por favor, o faça, porém, tenha a mínima hombridade de o fazer de forma construtiva, propositiva, se assim não o for, deixo aqui, por extensão, o meu conselho: “vá procurar o que fazer “.

Atenciosamente,
Saionara Ribeiro.

Membro da comissão de Comunicação do Movimento Professores Já, Representante do Diretório Acadêmico de Direito na cadeira de Ensino Pesquisa e Extensão.

6 thoughts on “SAIONARA COMENTA SOBRE O MOVIMENTO E DESABAFA SOBRE UM COMENTÁRIO.

  • março 20, 2009 em 10:44 am
    Permalink

    Saionara, não poderia deixar de postar o seu cometário como um post principal, é muito bom que se esclareça aos maus entendidos o que está acontecendo, sei da seriedade do movimento, e apoio, sei também que muitas pessoas não aprovam ou ficam indiferentes.
    Sempre falei aqui pra todas as pessoas, que essa turma de direito da UNEB será a melhor, a que deixará um caminho largo para os que vierem. Reconheço o esforço de voces, e tenho certeza que serão bons advogados, não porque a escola é boa, mas pelo talento de voces.
    Continue assim, voce é uma garota especial, voce sabe quanto o admiro, quanto faço questão dos seus debates aqui na porta da nossa sorveteria. Não é a toa que já chamam a sorveteria pelegrini de espaço dos intelectuais.

    Um abraço,

    Pelegrini.

  • março 20, 2009 em 2:22 pm
    Permalink

    Sayonara, vc escreve bem demais para uma advogada! Rsrs! Linda, desculpe, mas a maioria dos advogados que conheço fica só no DATAVENHA, rsrs! Quero dizer que seu texto é claro, bem posicionado e muito, muito coerente! Vc devia, depois de formada, escrever profissionalmente… Quem sabe assim nós, mortais, poetas e loucos, sorveteiros e jornalistas, entenderíamos através da sua tradução simultânea, afinal o que significam as leis e porque elas nunca conseguem ser cumpridas…

    Já no quesito “farinha do mesmo saco”, gostaria de discutir com vc, FRENTE A FRENTE, mas não como ADVOGADO DO DIABO, muito menos um OBSERVATÓRIO DA IMPRENSA ou RODA VIVA…

    Quero degustar um delicioso sorvete nesse espaço mágico, sorvendo cada palavra e argumentando para vc ver a luz, o sol e o P-SOL com outros olhos…

    Enquanto esse encontro não chega, deixo meu abraço e a minha admiração pela sua escrita, que tem forma objetiva, sem ser seca e posicionada, sem ser juiza…

    E viva as mulheres!

  • março 20, 2009 em 4:03 pm
    Permalink

    mar 20th, 2009 em 3:25 pm

    Desculpe-me queridos, tem um bom tempo que não escrevo neste ambiente refrescante da política local. Fico meu estarrecida por saber que o Sr. Tio Ramiro tem esta postura de boxiador. Um homem que se diz doente…Mas sempre está tomando “frete” com as mulheres dos outros, caluniando e agora espancando…Vejo Dignicima Vereadora Maria Helena que o seu “Tio” não está nem ai com a questão da mulher, que o trabalho do grupo é lobista. Que a prática de vc´s foi é e sempre será a do curral onde a população é o gado que tem que andar na linha, fazer o que o grupo maior quer se não leva PORRADA. Feliz dia da mulher senhor Ramiro…Que um dia o Sr. venha dar murro numa MAria da Penha da vida e seja preso.

  • março 21, 2009 em 8:45 am
    Permalink

    É preocupante o descaso so governo em relação a classe intelectual, em se tratatando da formaç~so de profissionais que surge desde o Colégio, que nesse caso é um colégio público de formação acadêmica.Eu, como estudante da Uneb, e engajado no MOVIMENTO PROFESSORES JÁ, venho agardecer não só nosso grande mestre sorveteiro e amigo Pelé, mas também ao companheiro que nos chamou de heróis, na verdade aind anão o somos, pois a batalha não está ainda vencida e ela estará até que cessem probelmas como esse, pois a falta de professores no nosso campus XV, e nos demais campi se faz presente de forma alarmante, temos agora um concurso Reda aberto,é uam resposta perdida num verdadeiro tapar sol com a peneira, ou asfaltar ruas com um asfalto muito conhecido por nós como Sonrisal( aquele que a primeira chuva desaparece), mas uma vez vencida a guerra, assim esperamos que seja, e então seremos heróis,mas a verdade também que o herói tem medo, e nós temos emdo de promessas vãs que não são cumpridas, nós temos medo de cairmos no descaso outrora levando em conta mentiras ditas e enviadas através de oficios e notas de esclarecimento!
    esse nosso movmento veioa se tornar legítimo e puro, a partir do momento que pusemos a coletividade a frente de tudo e de braços dados marchamos as ruas, dormimos no campus, tornou-se legítmo por ser a luta por uma causa nobre e que influencia toda uma corrente, que nós esperamos ser sempre a do bem comum, levando em conta estarmos amnhã no mercado oferecendo ums erviço de qualidadea sociedade, que tanto vem nos apoiando nessa árdua caminhada rumo a justiça!o efeito de nossa saga em busca de uam educação dígna faz-se como um efeito dominó, onde uma instituição multi-campi, vê-se numa situação onde a insatisfação do serviço público prestado, porém tributáriamente caro,mal visto pela grande maoria, se não for um consenso, faz-se importante lembra que os primeiros dados já foram dados e a primeiras epças do dominó já começarma a cairo apoio por parte dos estudandtes dos demais campi é explícito e essa é uma ferramenta fundamental para que se analise e se tente achar o problema de fato, porque se ums erviço não agrada a um ou a outro tudo bem ninguém pode ser perfeito, agora se não agrada a um todo, realmente ninguém deve aceitar que não se dê o devido respeito a quem de fato merece!” Quem é barsileiro não desite nunca!

    Obrigado!

  • março 21, 2009 em 11:08 am
    Permalink

    PELÈ!!!

    PARABÉNS PRA VOCE NESTA DATA QUERIDA!!!!

    Muita saúde, paz e harmonia em seu lar!!!
    Que Jesus Cristo esteja abençoando sua vida, hoje e sempre.

    Grande abraço!!

    Lúcio

  • março 21, 2009 em 2:59 pm
    Permalink

    Valeu Lúcio! Muito obrigado pela lembrança.
    Amém!

    Abraço!

    Pelegrini

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *