OS FIÉIS DE LULA

image

Com esse jeito de gente séria e carinha de mãezona, essa senhora foi presa na cidade de Eunápolis, que fica no extremo sul da Bahia, com l3 kg de crack e uma submetralhadora 9mm equipada com silenciador. O seu nome é Andrea Francisca de Oliveira, 34, natural de São Paulo.

Quem diria que uma mulher com essas características, pudesse ser uma bandida? Em quem confiar agora, pelo amor de Deus? Ela disse ao delegado da cidade que iria ganhar R$ 1.000,00 para tranportar a droga e a arma.

Este é o país que dá quase 80% de aprovação ao seu presidente. É assim que esse país está dando certo? Vou chamar essa mulher de pobre senhora, isso mesmo. Por um acaso se as coisas estivessem dando certo, será que ela estaria correndo esse risco?  São essas pessoas que mais sofrem na vida, que mais passam constrangimento e que aprovam o presidente Lula. É o fim do povo humilde!

Fonte: A Tarde on line

7 Respostas para OS FIÉIS DE LULA

  1. visão politica 2012 maio 24, 2010 às 3:17 pm #

    Assessoria de Comunicação Social

    21/05/2010 10:32:17 Redatora: Maria Alcina Pipolo (MTb/BA 915)

    Inscrições para estágio
    de Direito em Valença

    No próximo dia 7 de junho, serão abertas as inscrições para seleção de estagiários do curso de Direito visando o preenchimento de quatro vagas disponíveis na Promotoria de Justiça Regional de Valença. Os candidatos poderão efetuar as inscrições até 1º de julho, das 8h às 12h e das 14h às 18h, nos dias úteis, na sede da Promotoria de Justiça Regional, localizada na Rua Conselheiro Zacarias, nº 98, Centro, em Valença. Para proceder a inscrição, os interessados deverão apresentar fotocópia de documento de identidade, duas fotos 3X4 iguais e recentes, bem como comprovante de recolhimento identificado em nome do candidato. Os inscritos serão submetidos a processo seletivo que consistirá na aplicação de prova objetiva com 50 questões, sendo 39 de conhecimentos jurídicos e 11 de língua portuguesa. Para investidura na função de estagiário, o candidato deverá apresentar comprovante de matrícula, no mínimo, no 5º semestre ou no 3º ano do curso de bacharelado de Direito de uma das instituições de ensino superior conveniadas com o Ministério Público estadual.

    A prova de seleção será realizada em 24 de julho próximo, das 14h às 17h, no Campus XV da Universidade do Estado da Bahia (Uneb), situado na Rua Cecília Meireles, s/n, Centro, em Valença. Os eventuais recursos às questões da prova deverão ser apresentados no dia 27 de julho, das 8h às 12h e das 14h às 18h, protocolados exclusivamente na Promotoria de Justiça de Valença. A reunião pública de identificação de prova e divulgação dos resultados do processo seletivo está prevista para ocorrer em 9 de agosto, às 14h30, na sede da Promotoria.

    ASCOM/MP – Telefones: (71) 3103-6505/ 6502/ 6567

  2. MENINO BOM maio 25, 2010 às 8:53 am #

    Anuncie aqui: (73) 3043-8941

    22.Maio.2010

    PF investiga 78 servidores da Ceplac
    em fraude dos contracheques para conseguir empréstimos bancários. As investigações, iniciadas em 2008 pela Polícia Federal de Ilhéus, ainda não foram concluídas.
    Mas já apontam para o envolvimento de 78 servidores públicos da ativa e aposentados da Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac) com a falsificação de documentos.
    Segundo investigações da PF, os contracheques foram falsificados para tomar empréstimo consignado em três agências da Caixa Econômica Federal (CEF) em Itabuna e Ilhéus. Até sexta, 21, a polícia havia analisado o material enviado por duas das três agências.
    Como ainda aguarda o envio do material da terceira agência, a lista de servidores públicos envolvidos na fraude deve ter mais de 100 nomes. A maioria dos empréstimos foi feita em setembro e outubro de 2008, quando a gerência da CEF desconfiou da fraude.
    Ela acionou a Polícia Federal e, a partir daí, dois inquéritos foram instaurados para apurar a denúncia: um para investigar os falsificadores e outro para apurar o envolvimento de ceplaqueanos com o crime.
    O esquema foi montado de modo a que os servidores conseguissem levantar altos valores em empréstimos bancários.
    O esquema
    Foi descoberto que os ceplaqueanos repassavam até 50% do total dos empréstimos para os chefes da quadrilha. A maioria dos servidores conseguiu tomar empréstimo com valores entre R$ 18 mil e R$ 25 mil. Um grupo menor chegou a conseguir R$ 40 mil.
    O esquema pode ter movimentado mais de R$ 2 milhões.
    A Polícia Federal descobriu que os integrantes da quadrilha de falsificadores abordavam os servidores públicos federais e apresentavam a proposta de limpar o histórico de dívidas consignadas que constavam na folha de pagamento.
    Com os históricos limpos, os servidores ficavam com uma margem maior para pegar empréstimos com desconto em folha. Os falsificadores emitiam contracheques com as informações do servidor, mantinha o mesmo salário, mas omitiam as despesas em folha.
    Tudo era feito para que o banco acreditasse que o servidor estava fazendo o empréstimo pela primeira vez ou tivesse quitado todos os débitos anteriores em folha.
    Com o contracheque sem débito, o funcionário tinha condição de pegar um valor mais alto de empréstimo. O salário médio bruto dos ceplaqueanos é de R$ 3 mil.
    Os crimes
    Tentando escapar da condenação, muitos servidores envolvidos na fraude negaram saber que os contracheques eram falsos, pois os documentos eram praticamente iguais ao original, apenas com a omissão das informações verdadeiras.
    Quem admitiu o crime, afirmou que todos os envolvidos tinham conhecimento de que o contracheque era falso e pagaram para ter o documento. Os servidores federais envolvidos na fraude vão responder por crime de estelionato.
    Já os responsáveis pela falsificação vão responder pelos crimes de formação de quadrilha, estelionato e falsificação de documentos, entre outros. Os acusados serão julgados pela Justiça Federal. Mas as investigações prosseguem.
    A Polícia Federal não divulgou a lista com os nomes dos acusados. Nos próximos dias mais envolvidos no esquema devem ser indiciados pela Polícia Federal

  3. Nick Ridículo maio 26, 2010 às 5:30 am #

    Antes o voto de cabresto era atribuido aos coronéis e seus currais eleitorais, agota aos militantes petistas… Só mudou o lado, a prática é a mesma!

  4. Nick Ridículo maio 26, 2010 às 11:52 am #

    Agora o “curral e o cabresto” marcham com os estudantes do PT festivo pela PAZ! Dá-lhe PETRALHAS!

  5. bruno fracisco ribeiro julho 14, 2010 às 4:17 pm #

    minha mãe naum é traficante ela sim uma dona di casa eu sou filho dela eu tenho 17 anos nois morava de aluguel ela éa menhor mãe do mundo eu so quero minha mãe perto de mim vcs naum tem o direito de tirar minha mae perto de mim pufavor souta minha mãe vcs pode vir a qui são paulo perguta para os viziho si minha mãe mexia com droga por causa disso minha vida esta muito destruturada eu to eu guase não com sigu comer mãe si vc receber meu recado pu favor naum se abate porque Deus esta do nosso lado vc so queria traser um pão de cada dia pra casa eu to bem mais vc faz muita falta aqui vc minha erança eu naum quero te perde tiamo tia mo ti amo ti amo pq vcs naum conhese minha mãe mais ela é uma pessoa muito especila minha bisavó ta cho cada com isso qui aconteseu os visinho fica pergutando dela ela naum é criminosa purfavor solta ela Deus te beçoa amigo amiga qui ler isso

  6. francisco ramos julho 22, 2010 às 5:41 pm #

    quanto a materia menino bom adorei e gostaria de imformar que aqui em sergipe funcionarios da UFS participaram do mesmoo esquema, e foram descobertos, porem a midia deu pouca atençao ao caso e nao se ouviu falar mai nada até agora com a palavra a universidade federal

  7. cisco ramos julho 22, 2010 às 5:44 pm #

    quanto a materia menino bom adorei e gostaria de imformar que aqui em sergipe funcionarios da UFS participaram do mesmoo esquema, e foram descobertos, porem a midia deu pouca atençao ao caso e nao se ouviu falar mai nada até agora com a palavra a universidade federal de sergipe para alertar as pessoas a não cairem no golpe

Deixe um comentário