SECRETÁRIO DE SSP/BA, DISSE QUE SE LIBERASSE A MACONHA QUEBRARIA 80% DAS QUADRILHAS

Na sexta-feira, o Bahia Notícias publicou uma matéria com o Secretário de Segurança da Bahia, Maurício Barbosa, no mínimo polêmica. O Secretário diz que se a maconha fosse liberada, ele quebraria 80% das quadrilhas do tráfico: “Aqui se discute enfrentamento à criminalidade, sem se discutir as causas que levam ao fortalecimento do tráfico de drogas. Exemplo: se discutíssemos, e a população brasileira quisesse a liberação da maconha… Hoje 80% do financiamento das quadrilhas de tráfico de drogas da Bahia vem da maconha”, calcula. “Se aceitássemos, através de uma opinião da sociedade, as modificações das leis, que a maconha fosse liberada hoje, eu quebrava financeiramente hoje as quadrilhas em 80%. Não é uma coisa a ser pensada, é óbvio que é. Só que ninguém quer, o país é extremamente conservador para se discutir essas questões, mas ao mesmo tempo não quer meter a mão para resolver o problema. Essa discussão vai além da polícia. A polícia sofre as consequências da ponta. Tudo que a sociedade não quer discutir, quer marginalizar, é problema da polícia. É a nossa visão isso, tem que andar de forma conjunta”.

O Secretário me surpreendeu, eu até imaginei que ele fosse conservador, mas sua opinião é a mais lógica. Depois o Secretário ainda questiona à sociedade:  “Venha cá, nós queremos o quê? Uma sociedade sem droga? Ótimo. E o papel do consumidor nesse aspecto? ‘O problema é do tráfico, não é de quem consome’. Eu não quero entrar nessa polêmica. Eu só acho que a gente, a sociedade brasileira, tem que discutir isso aí”.

Tá certo o Secretário, a sociedade passa o tempo todo falando da insegurança provocada pelo tráfico de drogas, mas no fim, é essa sociedade que critica e condena, que consome a droga.

Uma resposta para SECRETÁRIO DE SSP/BA, DISSE QUE SE LIBERASSE A MACONHA QUEBRARIA 80% DAS QUADRILHAS

  1. leitor fevereiro 27, 2018 às 10:39 am #

    Concordo com o secretário. O enfrentamento contra as drogas é um trabalho de enxugar gelo. A polícia deveria se concentrar mais em inteligência contra estupros, roubos, assassinatos, enfim…

Deixe uma resposta