Encontro reuniu amantes da dança em Valença nos dias 25, 26 e 27

dançaAprendizado, interação, diversão, trabalho, prazer e amizades. Essas foram algumas das palavras que permearam o VII Encontro Interação em Dança – Eidan, promovido nos dias 25, 26 e 27/03, no Centro de Cultura Olívia Barradas, em Valença.

Articulando mostras artísticas e bate-papo com atividades de formação, o Eidan contou com oficinas de dança de rua, jazz, pop dance hells e danças urbanas.

A pesquisadora em dança Rita Aquino mediou um bate-papo que versou sobre os diversos aspectos que envolvem a dança. Para ela, que também leciona dança na Universidade Federal da Bahia, o Encontro configura-se como uma experiência única para os envolvidos. “O Eidan proporciona um ambiente de intercâmbio e experimentação artística que oferece um espaço de vivência sensível, e isso é muito importante para pensarmos não só no desenvolvimento do jovem, mas de toda uma sociedade”, explica Rita Aquino.

Elisângela Santos da Silva participou de algumas das oficinas promovidas no evento, mas ela não estava só, os três filhos, Eilan, Ericles e Elismaria também aprenderam e se divertiram no processo de formação. Eilan já faz curso técnico de dança na Fundação Cultural do Estado da Bahia, já Ericles pretende seguir os passos do irmão. “É a primeira vez que participo do Eidan e achei a proposta bem interessante. Vim para aprender um pouco mais, mas principalmente para apoiar meus filhos”, revela Elisângela.

Mais duas etapas do Encontro Interação em Dança acontecerão em Valença, nos meses de abril e maio.

Texto: Ascom Eidan

Foto: Carlos Henrique

Sem comentários.

Deixe uma resposta