ESTAMOS DEVOLVENDO O AUXÍLIO EMERGENCIAL AOS POUCOS, NA GASOLINA; NO GÁS DE COZINHA; NA CARNE; E POR FIM, NA ENERGIA ELÉTRICA

O acionamento de tudo quanto é usina térmica no País não é o único fator que explica o rombo financeiro do setor elétrico e que terá de ser quitado pelo cidadão. Outra fatura estimada em mais R$ 9 bilhões que será paga pelo consumidor tem origem nas contratações “simplificadas” de energia feitas pelo governo no mês passado. Trata-se de uma “energia de reserva” que será entregue a partir de maio do ano que vem, para dar mais segurança e evitar o racionamento.

Os reajustes são puxados ainda pelo aumento de importação de energia, por meio de contratos firmados com Argentina e Uruguai. Como os reajustes de tarifas são feitos anualmente pela Aneel, após analisar os custos de cada distribuidora de energia do País, o porcentual de aumento varia de Estado para Estado.

O aumento do preço da energia, somado à alta dos combustíveis e do gás de cozinha, são os fatores que mais afetam a inflação no País e massacram a renda da população, porque seus impactos são disseminados em todo tipo de consumo, seja das famílias ou de empresas. (Estadão)

2 Respostas para ESTAMOS DEVOLVENDO O AUXÍLIO EMERGENCIAL AOS POUCOS, NA GASOLINA; NO GÁS DE COZINHA; NA CARNE; E POR FIM, NA ENERGIA ELÉTRICA

  1. Marcel Sant' Ana da Fonseca novembro 12, 2021 às 6:53 pm #

    Eu nao recebi nenhum tipo de auxílio, pelo contrário, tivemos que dar as mãos aos colaboradores.

    Também estamos pagando pelos desmazelos deste governo.

  2. Wolfgang Moitinho novembro 12, 2021 às 8:31 pm #

    Este é o ponto principal para reflexão. O governo federal acaba com o Bolsa Família que já durava 18 anos e que, em média, pagava R$ 189,00, criando o tal do Auxílio Emergencial cujo valor será em média R$ 289,00. Esperam as pessoas humildes que realmente este Programa chegue a R$ 400,00 para cada família.
    Por outro lado já é certo que energia elétrica em 2022 terá um acréscimo em média de 21% sobre os preços atuais.
    Como os combustíveis também têm tendências a subir em razão do dólar, todos os demais produtos também serão majorados.
    Enfim, o governo do BOZO dá de um lado e tira do outro. Então, lembremos do Caetano Veloso “TRISTE BRASIL Ó QUÃO DESSEMELHANÇA ESTÁS…”

Deixe uma resposta