VALENÇA: DOS PRIMÓRDIOS A CONTEMPORANEIDADE

Livro Valença 001

Saiu a 2ª edição do livro “Valença: dos primórdios à contemporaneidade”. O autor Edgar Otacílio da Silva Oliveira conta toda a história de Valença, antes de 1535 até a atualidade. Vai desde os primeiros moradores que eram os Índios Tapuias até as perspectivas futuras.

O livro é ilustrado com fotos de Valença do passado, onde vemos a bela arquitetura de nossa cidade substituída pela moderna, um péssimo mal gosto atualmente. Destruíram a nossa história por conta da falta de cultura, faz pena ver o que fizeram com nossos casarões antigos.

Quando aqui cheguei, por volta de 1981 ainda dava para ver muitos prédios antigos. Hoje meia dúzia desse patrimônio ainda resiste por falta de um destruidor.

Meus amigos da FACOM que tanto se interessaram e perguntaram sobre a história de nossa terra, agora terão uma oportunidade de conhecer, é só mandar um endereço para que eu possa enviar um exemplar para vocês.

15 Respostas para VALENÇA: DOS PRIMÓRDIOS A CONTEMPORANEIDADE

  1. vça 2010 janeiro 25, 2010 às 10:16 pm #

    Oi Pelé , onde podemos encotrar o livro?, já está na livraria?

  2. Rita. janeiro 25, 2010 às 11:04 pm #

    Olhando este livro, de Valença do escritor prof,Edgar olhe quem foi que ele fez uma homenagem neste ,seu livro, sabe que é Pelegrini, adivinhe é ele mesmo, meu amigão Rodrigo Mário . que o prof, Edgar faz questão de dizer que fã do mesmo ninguem pode com este Rodrigo Mario

  3. Volta Já janeiro 26, 2010 às 12:58 am #

    Quero saber se esse livro traz a história de algum prefeito que deixou de comprar o ônibus escolar zero km? Na próxima edição deverá vir o nome do titio.
    TITIO, cadê o ônibus das crianças???
    Cadê o dinheiro???

  4. pelegrini janeiro 26, 2010 às 1:03 am #

    Sim, em muitas livrarias, bancas de jornais e inclusive aqui na sorveteria.

  5. pelegrini janeiro 26, 2010 às 1:06 am #

    Volta Já, o dinheiro do onibus deve sair na edição de numero 22. (Risos).

  6. Fábio janeiro 26, 2010 às 1:11 pm #

    Parabéns ao professor Edgar pela iniciativa em reunir o resultado de sua pesquisa num livro com belas fotos que retratam a história dessa cidade. Parabéns, também, pelo heroísmo em chegar à 2ª. edição num país que não lê. Um país onde mesmo aqueles que têm condições de adquirir um livro, o tratam como supérfluo.
    Infelizmente, não conseguimos aliar a história com o presente, o passado com o moderno. Talvez seja fruto desta nossa busca incessante pelo novo, mesmo passando por cima de um passado bonito de ser mostrado. Freud deve explicar… Aliás, foi na banca do FREUD, o menos famoso, no pátio da Faculdade de Filosofia em São Lázaro, que vi a 1ª. edição do livro.
    Parabéns àqueles que ainda guardam estas lindas fotos que ilustram o livro do professor Edgar. E que este exemplo seja seguido por outros escritores, poetas, artistas locais, individualmente ou em conjunto, trazendo sua contribuição no sentido de contar um pouco da História de Valença num livro.

  7. vça 2010 janeiro 26, 2010 às 7:47 pm #

    Esperança que as autoridades competentes façam algo para revitalizar o Teatro Municipal , pois só armengaram a casca , o interior o cupim que não é besta está é aproveitando. Esperança de alerta aos patrimônios de Valença, afinal são estes que guardam a história do municipio e do seu povo.

  8. Henrique janeiro 27, 2010 às 1:58 pm #

    tem coisa que ñ da pra imaginar, valença no seculo passado era mais evoluida que os dias atuais, aqui foi a primeira fabrica textil da america do sul e a primeira a ser movida por energia eletrica, naquela epoca valença deu um pulo que hoje muitos funcionario tem vontade de conseguir a fabrica constroe casas pra seus funcionarios, imagine naquela epoca tinha gente que se preoculpava com bem esta dos seu comadados, e forma um dos mais famosos e conhcido bairro de valença a vila, a ponte inocencio galvão abria para passa navio que vim trazer e levar mercadoria da famosa fabrica, tinhas em media 5 aviões que facia linha direta pra salvador, e vice versa, e muitas outras coisa que tenho certeza que nossos amigos aqui vão lembrar, e hoje e pleno seculo 21 era da tecnologia valença TEM RAMIRO,que evolução e que inveja de quem viveu essa epoca de gloria e conquista.. HA POBRE VALENÇA…

  9. Prof.Francisco Neto fevereiro 27, 2010 às 4:14 pm #

    Gostaria de parabenizar a prof.Edgard pela 2ª Edição do Livro VALENÇA DOS PRIMORIDIOS A CONTEMPORANEIDADE e dizer que não se pode deixar morrer a memoria de nosso povo, pois como sabemos que um povo sem historia/ memorira é um povo sem futuro e sem vida.

    A historia de valença é conspíuca demais para deixar que seja esquecida e por isso louvamos ações de pessoas como prof.Edgard que sempre lutou pela historia de Valença.

    Parabenizo tambem ao Blog do Pelegrini por estar divulgando este livro que é a perpeturação da historia de nosso povo.

    “…A história é um profeta com o olhar voltado para trás. Pelo que foi e contra o que foi e anuncia o que será.”(Eduardo Galeano)

  10. Ana Maria fevereiro 20, 2014 às 3:06 pm #

    Estou iniciando um TCC, trabalho de conclusão da Faculdade, estou no 6º período do curso de História, este trabalho estará focado no período do café no Vale do Paraíba. Conheço Valença, porém tenho amigos em Conservatória e estou sempre por lá, ouvindo histórias sobre a região, me interessei por fazer esse trabalho. Caso tenha mais livros para me indicar, agradeço, inclusive algo mais específico sobre Conservatória.

  11. pelegrini fevereiro 21, 2014 às 9:26 am #

    Ana Maria, entre em contato com o Professor neto na Damásio, ele é historiador e pode muito ajudá-la, o telefone da Damásio está no banner de propaganda do blog.

    Abraço

    Pelegrini

  12. Ana Coelho dezembro 28, 2016 às 3:06 pm #

    Boa tarde, estou fazendo uma pesquisa sobre a região e gostaria de saber como obter um exemplar do livro.

  13. pelegrini dezembro 28, 2016 às 4:23 pm #

    Vou te passar o e-mail do autor para o seu e-mail.

  14. Agnaldo janeiro 3, 2021 às 10:05 am #

    Bom dia. Estou fazendo uma pesquisa referente a história de Valença. Onde posso adquirir esse livro? Sabe de algum lugar ou alguém que possa vender?

  15. pelegrini janeiro 4, 2021 às 10:34 am #

    Agnaldo, procure o professor Francisco Neto no Ieste ele tem muita coisa que voc~e precisa.

Deixe um comentário