NA LUTA QUE A GENTE SE ENCONTRA!

Por Vinicius Calmon*

Com os cortes na educação, o governo Bolsonaro conseguiu fazer algo que nós da esquerda a muito debatíamos sobre. O potencial de mobilização nas universidades, escolas e institutos federais demonstrou que o pavio de lutas do Brasil, a juventude, continua sendo importantíssima para a situação dos movimentos sociais.

Conquistas históricas, como o direito ao voto aos 16 anos, 10% do PIB para a educação, Impeachment de Collor, a campanha do Petróleo é Nosso, entre outras, são oriundas das lutas e mobilizações dos estudantes, assim como o início da derrocada da ditadura militar. Desde 2013 as ruas se tornaram grandes interrogações, um dos frutos? As ruas tomadas por pseudo- patriotas de camisa da CBF, que somadas as movimentações jurídico-parlamentares culminaram no golpe que tirou a presidenta Dilma.

Se atentar a táticas negativas como “sem bandeira” “sem camisa”, é uma atitude essencial. Se a Constituição Federal de 88 garante a livre organização política partidária, logo nós, a esquerda que defende e luta pela democracia desde a sua recém retomada até os tempos de hoje onde observamos a mesma respirar por aparelhos, vamos exercer atitudes anti-democráticas contra os companheiros que cerram fileiras e resistem ao nosso lado? Tais atitudes nos atos de 2013 foram as aberturas para a direita tomar as ruas, e criar movimentos como “MBL” “Vem Pra Rua” entre outros.

A responsabilidade dessa geração de militantes é imensa, vivemos uma conjuntura de embate e perseguição ideológica intensos, onde as eleições de 2018 deram o carimbo democrático a um governo entregue a militares e fanáticos de extrema direita. Fazer oposição, dessa vez, vai além das críticas e discordâncias ao governo, mas engloba a responsabilidade de garantir a representatividade e defesa dos direitos de todo povo.

As ruas nos espera, aos que nunca saíram, continuemos!
Aos companheiros e companheiras que vão se juntar, bem vindes!

*Vinicius Calmon, Secretário de Organização da Juventude do PT de Salvador

2 Respostas para NA LUTA QUE A GENTE SE ENCONTRA!

  1. Edson F maio 10, 2019 às 4:00 pm #

    Ora…

    “Impeachment de Collor” ? Quem decidiu foi o Congresso, não os estudantes se movimentando. Assim como decidiu pelas reformas trabalhistas do Temer mesmo com toda grita dos estudantes contra elas. O povo não decide absolutamente nada. Quem decide é quem tem a caneta. Nada adianta movimento estudantil. Só serve pra revelar uma ou outra liderança que depois entra pra política e já sabemos como termina. Empreendedorismo sim muda as coisas. Esqueça o coletivo popular.
    Falando em Impeachment do Collor, veja no que deu o líder dessas manifestações contra ele liderando os caras pintadas :

    https://4.bp.blogspot.com/-HxXNi7X5v84/VyjjAWiqr1I/AAAAAAAA3nM/nX-qNfiHDeEvMxNVB-VJSo_UmZ3NqNFlQCLcB/s1600/lindbergCollor2.jpg

    Como disse acima, entrou pra política, liderou um esquema de corrupção na prefeitura de Nova Iguaçu na coleta de lixo e aperta a mão do Collor num escárnio aos ‘caras pintadas’ que “derrubaram o Collor” … triste.

    “início da derrocada da ditadura militar” – Esta já estava desgastada. Os militares entregaram o poder pq quiseram, não por pressão popular. Ditaduras sufocam qualquer pressão. Apenas não interessava mais a eles o poder naquele momento.

    “logo nós, a esquerda que defende e luta pela democracia desde a sua recém retomada até os tempos de hoje” – Que??? Essa doeu! A esquerda nunca lutou por democracia! Ela lutava para derrubar uma ditadura e implantar outra: a do PROLETARIADO!.

    Vai negar a fala da Vera Sílvia, a ícone da luta armada?

    https://www.youtube.com/watch?v=kLUcMB4NzUE

    Vai negar a fala do Eduardo Jorge ex PT e ainda hoje na esquerda?

    https://www.youtube.com/watch?v=H5h4xW558hk

    Vai negar a fala do Gabeira um dos sequestradores do embaixador americano em 69?

    https://www.youtube.com/watch?v=cP5PGY08vbs

    Meu jovem: ou vc é muito mal informado, ou ignora o passado e a essência da esquerda ou é mal intencionado.

    “Tais atitudes nos atos de 2013 foram as aberturas para a direita tomar as ruas, e criar movimentos como “MBL” “Vem Pra Rua” entre outros.”

    Não, o próprio PT se derrubou. Dilma tinha uma popularidade imensa, mas perdeu a mão da economia. Quando um governante é xingado no supermercado ou posto de combustíveis, está decretada sua morte política. Quem tem 77% de popularidade (record) e cai como caiu, não pode culpar os outros pelo próprio fracasso.

    http://g1.globo.com/politica/noticia/2012/04/aprovacao-pessoal-de-dilma-sobe-e-atinge-77-aponta-ibope.html

    E nem precisa falar de tanta corrupção e roubalheira do PT e nomeados por ele. O próprio PT de destruiu.

    “vivemos uma conjuntura de embate e perseguição ideológica intensos”

    Discordo. Estudo em uma universidade pública reduto da esquerda que não sofre perseguição alguma. Lá se tem liberdade para estender faixas, usar auditórios com pauta de interesses esquerdistas, colar cartazes no mural de Marx et caterva ( responsáveis por um regime que matou mais de 100 milhões de pessoas) e se vestir com a camisa partidária que quiser. Esse embate só se for na rede social, mas na prática não existe, se assim o fosse, já teríamos um monte de gente dos DCEs processadas, reitores e professores afastados . Ainda mais no governo estadual alinhado ao Bolsonaro aqui.

    “As ruas nos espera, aos que nunca saíram, continuemos!”

    *esperam*

    Desde 1985 com a redemocratização nunca deixou de os esperar. É livre a manifestação democrática no Brasil contra ou a favor de governos.

    “Secretário de Organização da Juventude do****PT**** de Salvador”

    Será mesmo que seu partido não errou? Dilma afundou o Brasil. Simples assim. Temer piorou o que estava ruim e este que aí está deverá fazer nada. Vai ficar estagnado.

  2. BOLSONARO PRESIDENTE maio 13, 2019 às 3:06 pm #

    Lindo texto desse Edson F… Refutou ,ponto por ponto , um texto esquerdista canalha (redundância)…. E o blogueiro acha o que ???

Deixe uma resposta