SE NÃO TIVERMOS CUIDADO PERDEREMOS NOSSO PRINCIPAL CARTÃO POSTAL

O ex-presidente Agostinho Junior foi um dos presidentes que fizeram alguma coisa pelo prédio, manutenção a cada semestre, no Natal iluminava seu contorno dando um belo destaque ao casarão

Uma das coisas mais importantes já realizada em nossa cidade, eu sempre disse e repito, foi a revitalização que Ricardo Moura fez na Câmara de Vereadores de Valença, quando foi vereador e presidente daquela Casa. Ricardo ainda era um jovem e tinha idéiais avançadas, ele sabia que o velho prédio era nosso principal cartão postal e por isso recuperou e viu o efeito imediato.

Este foi um fato histórico que nos encheu de orgulho, o velho casarão passou a ser visitado por turistas e pelos próprios moradores, pessoas que tinham medo de passar até por perto. O Prédio ficou muito bonito, passou a ser tão admirado que, despertou nos historiadores da região a vontade de descobrir mais sobre a vida daquele espetáculo arquitetônico.

Depois vieram o museu no período da gestão de Diana Farias, as salas com auditórios e galerias de presidente. Após isso, só foi depreciando, quando houve uma manifestação de protesto contra a morte de um cidadão na cidade cidade, quebraram as portas de vidro e não colocaram de volta, daí o prédio só foi agredido e depreciado, culminando no alerta de desabamento do teto.

Hoje as sessões da Câmara acontecem numa quadra de esportes de uma escola particular de Valença, onde é pago o aluguel no valor de R$ 10 mil reais por mês, só para acontecer uma sessão por semana.

Precisamos de alguém que tenha o sangue jovem, como era o de Ricardão à epoca que foi vereador e presidente, pois não tinha tantos vícios políticos para desviar verbas, como fizeram e fazem até hoje. Precisamos de gente comprometida com o desenvolvimento social e cultural do nosso patrimônio histórico.

O povo de Valença já anda cansado de tanto ver pessoas entrarem na política para se locupletar, fazer acordos com nosso dinheiro para se beneficiarem e amimar os poderosos que nada produzem, mas querem a qualquer custo levar “sua parte”, sem ao menos ter levantado uma folha sequer.

Com isso quem sofre somos nós, que vemos nossa história ser apagada, porque não sobra nada para preservar e conservar nosso patrimônio.

Se continuar assim, com esses descasos, logo, logo, estaremos assistindo as sessões da Câmara em uma via pública, por falta de sede própria.

3 Respostas para SE NÃO TIVERMOS CUIDADO PERDEREMOS NOSSO PRINCIPAL CARTÃO POSTAL

  1. Edson F novembro 8, 2018 às 1:56 pm #

    Existe muito da História de Valença (e bem preservada) fora de Valença. Dá tristeza ver a memória da cidade não ser preservada. Na Vila Operária mesmo se conta nos dedos as casas originais. Algumas delas deveriam serem tombadas como patrimônio histórico não se permitindo a mudança de suas características. Uma ao menos deveria ser uma casa de exposições da vida profissional desse município e abrigar a memória iconográfica. Um bom secretário de cultura que não fizesse só promoção de shows resolveria isso.

  2. Olha a faca novembro 9, 2018 às 10:31 am #

    Quem manda votar em analfabeto incompetente para presidir a câmara?
    Açougueiro só conhece faca e nada mais!br

  3. Salomão novembro 9, 2018 às 10:01 pm #

    O que ha de errado o cara ser açougueiro
    Nosso pais é governado por um doutor em direito,um homem com alto poder intelectual,e esta do jeito que esta……
    O amigo blogueiro poderia ter censurado um tipo de postagem dessa….Muito tragico

Deixe uma resposta