GOLPE, GOLPES E GOLPES, VALENÇA TAMBÉM JÁ EXPERIMENTOU DESSE GOSTO AMARGO

GOLPEHoje o Brasil acordou com o gosto amargo de mais um golpe, de muitos que se dão por aí, esse num tamanho federal, onde uma mulher honesta foi julgada por 61 bandidos, canalhas, ladrões no senado federal, antes 367 outros bandidos também já a haviam condenado na Cãmara dos deputados.

A presidenta Dilma que pensava em moralizar o país com sua linha dura, sem ceder espaço aos famintos ratos do congresso nacional, para eles não se lambuzarem com o dinheiro público, foi penalizada por esses vermes.

Vai ficar para a história, não só esse golpe da presidenta Dilma mas tantos outros que se deram no país. Lembro do golpe que o cacique ACM deu em Waldir Pires, quando o mesmo era o preferido para ocupar uma vaga no senado federal, teve seus votos usurpados a favor de Waldeck Ornelas. Isso nós não esquecemos e nunca vamos esquecer, Waldeck deve hoje ser um político frustrado porque nunca mais conseguiu voltar ao cenário político, ACM, todos sabem o que aconteceu, não vamos nem lembrar, assim será com os golpistas, deputados federais e senadores na próxima eleição.

Muitos golpes foram aplicados no país afora, aqui em Valença mesmo, tivemos um em 2005, quando o candidato derrotado, Claudio Queiroz, forjou provas contra o candidato eleito, Renato Assis, para derrubá-lo do poder. Dr. Renato era massacrado numa emissora de rádio que à época pertencia ao empresário da educação Dário Loureiro. Diuturnamente de forma inescrupulosa, um radialista contratado à época para esse massacre ao nosso médico eleito prefeito, Renato Assis, chamava o médico de “câncer da cidade”. Com provas inventadas, e com apoio de gente sem escrúpulos, Claudio queiroz deixou a cidade por mais de uma ano sem que o gestor pudesse fazer nada, pois ficou sub júdice, até o dia que definitivamente o golpe foi aplicado, dr. Renato saiu da prefeitura, e ele (Claudio) como o segundo lugar, assumiu.

Eu não esqueço essas desgraças provocadas por nossos políticos, quem não vai lembrar dessas histórias daqui a quinze anos será os que nasceram hoje, mas não vamos deixar de lado, vamos contar sempre para que todos saibam com quem estamos lidando.

Como eu disse no parágrafo segundo, uma emissora de rádio ficou a disposição de Claudio para incendiar a perseguição a dr Renato, assim como fez a Globo com a presidenta Dilma. Não vai parar de ter golpe, todos tem sede poder, todos no fim pagam caro pelas desgraças que fazem ao seu semelhante. Um exemplo foi o empresário Dario, que cedia sua emissora de rádio a Claudio para perseguir Renato, no fim os dois entraram em embate, Claudio ao assumir a prefeitura convidou Dário para ser Secretário de Educação que ficou um curto período e depois brigaram. Dário uma certa vez expulsou Claudio dos estúdios da sua emissora, falando ao vivo para todos em casa, “saia daqui seu malandro, não venha pra cá se vangloriar com desgraça do povo de Valença”, dizia Dário ao prefeito golpista, Claudio Queiroz.

Assim será com todos os oportunistas da política, estamos aqui fazendo nossa conta, avivando nossa memória pra um dia a gente cobrar.

7 Respostas para GOLPE, GOLPES E GOLPES, VALENÇA TAMBÉM JÁ EXPERIMENTOU DESSE GOSTO AMARGO

  1. Golpista setembro 1, 2016 às 12:58 pm #

    Blogueiro pegue ella e leve pra sua casa!!!

  2. De olhos neles setembro 1, 2016 às 4:11 pm #

    Chora, buáaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa´´.

  3. Manoel setembro 1, 2016 às 6:22 pm #

    Vc quer a todo custo que o povo. Vote em sua candidata, vontade também consola, quero ver. Vc mostrar sua biografia ou tu tem medo daquela pessoa. Soltar ………aí. Vai feder toma cuidado. Para as coisas não virar ao contrário

  4. Manoel setembro 1, 2016 às 6:27 pm #

    Amigo. Me desculpe. Mais parece que vc é apaixonado por Cláudio .C ou tantos candidatos na cidade vc só lembra dele.Paixao dessa forma mata e o cara nem aí para vc.kkkkk,kl . Beijos caramelo

  5. revoltado setembro 1, 2016 às 7:45 pm #

    Essa turma deveria fundar o partido da vitimização. O numero seria 71.
    Nunca vi tanto lamento. Parem de chorar e tratem o pais com mais responsabilidade. A farra acabou.

  6. Ailson Oliveira setembro 2, 2016 às 11:37 am #

    Roubaram o meu voto

    Por que interpreto que roubaram o meu voto?
    Primeiro, cabe apresentar a diferença entre furto e roubo expressa no nosso Código Penal (CP). Conforme o disposto no Art. 155 do CP, furtar é subtrair, para si ou para outrem, coisa alheia móvel.
    No art. 157 versa que roubar é subtrair coisa móvel alheia, para si ou para outrem, mediante grave ameaça ou violência à pessoa, ou depois de havê-la, por qualquer meio, reduzido à impossibilidade de resistência. Diante dessa diferença considero que meu voto foi roubado quando afastaram a Presidente da República Dilma Vana Rousseft. Afinal, ela foi reeleita democraticamente com mais de 54 milhões de votos para governar o Brasil por 04 anos, pois, no atual regime Presidencialista, os nossos representantes são escolhidos para exercer um mandato de 04 anos, só podendo ser afastado do cargo se cometer algum crime definido em lei. Má gestão e falta de apoio político ou popular não justifica o afastamento.
    Em Ilhéus, por exemplo, o Prefeito tem baixa avaliação pessoal e do mandato que exerce. Eu não votei nele, mas, sei que não posso pedir o afastamento dele por esse motivo. Vou demonstrar minha insatisfação contra ele e o seu governo, nas urnas.
    Penso agora no impeachment da Dilma e repito: roubaram o meu voto. Ficou demonstrado pelas perícias e provas que ela não cometeu crime de responsabilidade, como consta na denuncia. Aliás, parlamentares acusadores utilizaram como justificativa para a saída dela, a crise econômica e a perda de apoio político e popular. Ou seja, admitiam com frequência que Dilma na cometeu crime de responsabilidade.
    Entendo que no caso em discussão, não houve furto porque meu voto não fora retirado às escondidas. Mas, mesmo sem o emprego da violência, posso afirmar que houve roubo porque não tive a possiblidade de resistir por meio da confirmação do meu voto por eleição direta, plebiscito ou outra forma de resistência.
    Portanto, reafirmo com bastante convicção que meu voto foi roubado. Agora, quero ao menos a punição dos ladrões do meu voto, nas urnas.

    Ailson Oliveira
    Professor

  7. eduardo setembro 2, 2016 às 7:51 pm #

    Pelegrini eu não sei porque voce fica falando mal de lucio Vieira Lima só porque está apoiando Ricardo, só fica falando em golpe, voce ainda não se tocou não que o PT e Dilma já era, cuide de sua candidatura rapaz se não voce não vai a lugar nenhum, esqueça Dilma e fale em Valença mostre sua proposta como vereador, pois seu discurso já está enjoando.

Deixe uma resposta