Archive | abril, 2020

Um Virus pode mudar a sua vida?

Por Luciano Lima *

Bhagwan Shree Rajneesh foi um dos grandes mestres espirituais que o mundo moderno já conheceu. Tinha grandes conhecimentos sobre o Ocidente e sobre o Oriente. Lecionou filosofia durante 9 anos antes de se dedicar integralmente ao despertar espiritual das pessoas.

Osho, como ficou conhecido mundialmente, escreveu o livro “A Semente de Mostarda”. Um classico construído a partir das várias palestras que realizou ao longo de seus 58 anos de vida.

Em um de seus fragmentos, Osho questiona:

“Sempre que está sofrendo, voce vai à igreja, seus olhos se movem em direção a Deus, seu coração se move para a oração.
Existe alguma coisa oculta no sofrimento que o torna mais consciente de quem é, de porque existe, para onde está indo.
Sua consciencia é intensa num momento de sofrimento.

Esse “guru” indiano, que teve uma vida recheada de conflitos politicos, religiosos e jurídicos, nos deixou alguns ensinamento e muitas reflexões que se encaixam perfeitamente no momento em que o Covid-19 leva milhoes de pessoas ao sofrimento, ao isolamento social e a morte.

Numa sociedade contaminada pelos virus da masculinidade, da agressividade, da intolerancia e da arrogancia. Doenças precisam ser vencidas.

Numa sociedade contaminada pelos hábitos de resolver problemas atraveis de remedios: para comer, parar de comer, para dormir, para transar, para acalmar, para se agitar. Comportamentos teratológicos precisam ser tratados.

Numa sociedade em que nunca se esteve tão gordo, tão endividado, tão consumista e tão depressivo. Práticas nocivas precisam ser cambiados.

A compulsoriedade do isolamento familiar, ocasionada pela pandemia assente do Covid-19, proporciona uma oportunidade, sem precedentes na história republicana, de resgate da consciencia: do “quem eu sou”, do “porque existo” e do “para onde estou indo”.

Essa sociedade precisa ser higienizada. Não com alcool em gel ou agua e sabão. Mas com condutas assertivas baseadas no conceito de espiritualidade.

Espiritualidade como parte integrante da personalidade humana. Não apenas como conceito de religiosidade.

Espiritualidade que produz: perdão, leveza, bom humor, flexibilidade, auto astral, alegria, criatividade, trabalho em equipe, honestidade, lealdade, amor, carinho, compreensão.

Espiritualidade que nos leve a observar e a entender como estão pautados nossos relacionamentos interpessoais.

Especialmente nos grupos sociais irrenunciaveis, como familia, escola e trabalho.

Espiritualidade que nos ensine a fazer as mais importantes escolhas de nossas vidas. Entre “ser feliz” ou “ter razão”. Entre um “eu altruista” ou um “eu egoista”. Entre o “ser humano” ou um “ter humano”.

Espiritualidade que proporione deixar marcas indeleveis na vida daqueles que tiveram a felicidade de diariamente “ler a nossa face”, “sentir o cheiro de nossas palavras”, “sentir o sabor da nossa amizade”, “tocar e ouvir as vozes dos nossos corações”.

Talvez, embaralhando nossos sentidos, nessa metafora cotidiana, entederemos o que pensam de nós e sobre nós, nossos filhos, esposas, pais, mães, irmãos, netos e netas, colegas de trabalho e de escola. Abrindo para tanto uma janela antinarcisista.

Especialmente para percebermos se temos um bom feedback social e, quem sabe, aprender tambem uma melhor forma de ver, sentir, entender e respeitar o outro. Isso pode mudar as nossas vidas. Deixe-se contagiar.

Que o Covid-19, seja um Convite à reflexão para 2020, 2021, 2022…

*Luciano Lima é Advogado, Pós-Graduado em Direito, Professor de Direito Civil e Processual Civil. Mestrando em Ciências Jurídicas e Ciência Política, pela Universidade Infante Dom Henrique. Consultor Político e Articulista.

Comentários { 1 }

ATITUDE RIDÍCULA DO PREFEITO RICARDO MOURA E DO VEREADOR PÓ, FAZENDO POLÍTICA EM PLENO AUGE DA PANDEMIA

Nesse período de ameaça do coronavírus, é difícil a gente vê alguém falar de assunto que não seja sobre essa pandemia que assola o mundo. Quando as pessoas tentam falar de outra coisa, principalmente sobre política, logo alguém retruca: deixa passar essa onda, véi! É verdade, não dá pra comentar outra coisa a não ser isso. São as pessoas querendo se informar para se precaver da pandemia.

Aqui em Valença a gente ainda vê esses quadros deprimentes, de gente dando pouca importância a um problema dessa proporção, exemplo é o do prefeito Ricardo Moura e do vereador Pó que gravaram um vídeo fazendo propaganda política, um na iminência de perder o mandato (Ricardo Moura) e o outro querendo continuar, usando pra isso sua ignorância (Pó), esse sequer sabe da ameaça do Covid-19, está preocupado em voltar à Câmara pra continuar fazendo esquemas escusos.

Prá mim, não passam de dois oportunistas, que acham que não sofrerão ao ataque do vírus e por isso desdenham com a cara do povo, sabendo que existem pessoas já passando necessidades, constrói uma estrada para beneficiar um vereador e deixa o povo com fome.

Vejam no vídeo abaixo como eles demonstram pouca preocupação com o problema em evidência:

Comentários { 2 }

DEPUTADO RAIMUNDO COSTA DESTINA EMENDA DE R$ 3,5 MI PARA O COMBATE A COVID-19

Depois de receber cobranças da população de Valença, o deputado Raimundo Costa resolveu se empenhar mais na campanha de combate ao vírus Covid-19.

Segundo sua assessoria, o deputado autorizou transferência de R$ 3.550.000,00 para o combate do coronavírus para todo o estado da Bahia através da SESAB.

O deputado disse que de imediato surgiu a possibilidade de implantar um hospital de campanha na cidade com um custo de R$ 1.280.000,00 e que ele destinou R$ 1.000.000,00 para esse hospital.

Raimundo Costa está bem assessorado, pois tem sido apoiado pela ex-prefeita de Valença Jucélia Nascimento, diretora do SESAB e seu esposo, Lau, os dois empenhados com essas questões da saúde.

Quem ganha com isso é Valença, porque apesar de Jucélia e Ricardo terem suas diferenças políticas, mas o que se vê é a boa vontade dos dois lados em ajudar a cidade no combate a esse vírus que tanto nos preocupa.

Vale ressaltar que, até o momento, foi o único deputado que teve votos na cidade e que destinou ajuda para o município.

Comentários { 1 }

ACENDENDO VELA PRA DEUS E O DIABO: SOB PRESSÃO RICARDO ARRISCA E MANDA ABRIR O COMÉRCIO EM CARÁTER EXPERIMENTAL A PARTIR DO DIA 06/04

Depois de acender uma vela pra Deus e outra pro Diabo, liberando parcialmente a abertura do comércio e deixando parte da população vulnerável ao ataque do Covid-19, Ricardo tenta avançar nas medidas de salvamento econômico das empresas, inclusive prorrogando prazos para pagamentos de taxas e impostos com a prefeitura.

Ricardo sofreu hoje (03) uma pressão de parte dos comerciantes (em manifestação na porta da prefeitura) que insistem em querer abrir suas lojas, alegando que os compromissos estão chegando e eles não estão tendo como honrar com esses compromissos: pagamentos de aluguel; de duplicatas; luz; água, etc…

Sabemos que os comerciantes tem razão, pois sábado (04) completa quinze dias de confinamento, provocado por esse fenômeno natural chamado popularmente de coronavírus e esses comerciantes também tem que entender que, não existe culpado nesses casos. O prefeito atende ordens de cima, onde um ministro de saúde e o governador sugerem que as pessoas fiquem em casa para que a pandemia não faça uma devassa na população.

Eu só tenho a dizer uma coisa: fico com pena de Ricardo Moura, pois, ouvindo uns áudios que circulam nas redes gravados dentro da prefeitura, onde essa turma pressiona ele a revogar o decreto, mesmo sabendo que haverá uma abertura experimental do comércio (que eu também acho arriscado) a partir do dia 06 (segunda-feira), mas o pessoal não quer só isso, eles querem mais.

Não sei se a ACE/CDL participa dessa manifestação, mas se eu fosse o prefeito, vendo que as pessoas não estão reespeitando a quarentena (estão todos na rua) e os comercinates não querem esperar o prazo estipulado pelo decreto para reabrir o comércio, só resta ao prefeito chamar a entidade, fazer um documento de compromisso e responsabilidade, pedir que eles assinem se responsabilizando por qualquer pessoa da cidade que se contamine pelo coronavírus, sejam assitidos por eles.

Comentários { 7 }

GABINETE DO ÓDIO NÃO GOSTOU DO AFAGO ENTRE LULA E DORIA

Uma troca de afagos entre Lula e Doria deixou o escritório do ódio indignado. O filho de Jair Bolsonaro, o vereador Carlos, tuitou: “Ainda precisa desenhar? Eis as duas bandas que formam a bunda”.

“Nossa obsessão agora tem que ser vencer o coronavírus. Chegamos ao ponto do Doria ter que mandar a PM invadir fábrica pra pegar máscara. A gente tem que reconhecer que quem tá fazendo o trabalho mais sério nessa crise são os governadores e os prefeitos”, escreveu Lula em sua conta no Twitter.

No último sábado (28), o governador recolheu 500 mil máscaras para profissionais de saúde da empresa 3M. Ele usou uma lei federal de fevereiro deste ano que tipifica uma série de medidas em emergências de saúde pública.

Doria respondeu ao ex-presidente: “Temos muitas diferenças. Mas agora não é hora de expor discordâncias. O vírus não escolhe ideologia nem partidos. O momento é de foco, serenidade e trabalho para ajudar a salvar o Brasil e os brasileiros”.​ (Com informações da Folha)

O bom de tudo é ver o gabinete do ódio soltar fumaça pelas ventas, nada paga essa satisfação que a gente sente.

Comentários { 4 }

PREFEITO FERNANDO BRITO QUESTIONA AOS EMPRESÁRIOS RICOS E POLÍTICOS DE CAIRU SOBRE A AJUDA NA PANDEMIA AO POVO CAIRUENSE

O prefeito de Cairu, Fernando Brito, ontem (01), no Programa Ligação Direta da Rádio Valença FM, desabafou sobre a ausência dos filhos da terra na ajuda aos necessitados do município por passagem da pandemia do coronavírus.

Fernando falou do esforço que enfrenta para ajudar cada cairuense. Disse que em toda a sua vida sempre foi solidário com o povo mais sofrido e não vê dificuldade em fazer isso, mas que nesse momento a ajuda de todos é muito mais importante, pois o município acabou de sair da agressão do óleo que vazou em toda a costa litorânea da Bahia, atingindo inclusive as Ilhas de Tinharé, e logo em seguida veio essa pademia.

“Não é possível que as pessoas que dizem que amam Cairu, assim como o mega-empresário Luis Mendonça, o grupo político Inova Cairu, e até mesmo o deputado estadual que eu apoiei aqui na cidade, fiquem de fora dessa ajuda. Onde andam essas pessoas? Será que só gostam do povo na hora de pedir o voto? Será que vão continuar escondidas e só vão aparecer depois que passar a pandemia?”, desabafou.

Fernando ainda falou sobre a volta do cheque solidário, uma ação social do município que é destinada ao povo mais necessitado, justamente em épocas de crises financeiras, “muita gente retira seu alimento da luta diária, e normalmente se não vão trabalhar não podem comprar seu pão. Então, nesse momento é que entra esse cheque. Minha maior preocupação nesse momento é não deixar o meu povo com fome”, afirmou o prefeito.

Encerrando, Fernando também fez um apelo aos donos de hotéis e pousadas de Morro de São Paulo, pra que eles não esqueçam daquele pessoal que trabalha na ponte, caregadores e guias turísticos, “está na hora de vocês darem as mãos a esses trabalhadores que durante o ano todo levam os turístas às suas pousadas, ajudando no desenvolvimento e economia de todos os empresários do ramo hoteleiro do Morro. Ajudem esses nossos irmãos, não os desampare”, finalizou Brito.

Comentários { 1 }