A VOLTA ÀS AULAS AINDA É UMA INCÓGNITA. VOCÊ ESTÁ CONFIANTE COM SEU FILHO NA VOLTA?

A técnica de enfermagem Maria Cristina da Cruz tem vivenciado, todos os dias, a realidade da pandemia, dentro do hospital onde trabalha. Isso  só reforça a decisão de não deixar que os filhos retornem às aulas, sem que os índices de contaminação, pelo novo coronavírus, sejam controlados. “Sei o quanto é necessária a cautela”, afirma.

Ela é mãe de Raylanne, de 10 anos, aluna do 5º ano do Ensino Fundamental. A mesma regra vale, também, para o filho mais velho, Lázaro Jorge, de 18 anos, que está cursando Direito. “Nossos filhos estão sim, vulneráveis. É melhor que as aulas continuem remotas”.

Também da área de saúde, a médica, Andrea Cruz, pensa diferente e acredita que as escolas tomarão todas as precauções possíveis: “É importante sair desse círculo vicioso de televisão e tablet, um dia após o outro”, opina. (Correio, leia mais aqui)

Sem comentários.

Deixe uma resposta