O PESSOAL DO GRUPO NÃO GOSTOU DA ENTREVISTA DE ZÉ E CULPARAM A RÁDIO

Vê se pelo menos a foto ficou boa, meu amigo Zé

Tem certas coisas que não devemos deixar de comentar, até porque, muita gente gosta de criticar o que não sabe e aí se envolvem nos assuntos distorcendo a realidade dos fatos.

O Programa Ligação Direta, o qual eu participo com Pretta Passos e Raquel Oliveira, tem por finalidade dar espaço ao ouvinte que queira falar sobre qualquer assunto do cotidiano, local, a internacional, pouco importa, o que queremos é que o ouvinte participe, desabafe e dê seu recado.

Tenho carta branca do Âncora Marcos Medrado para levar convidados ao programa e falar de qualquer assunto que esteja ligado ao dia, a dia, do povo. Como estamos em ano de eleição convido atualmente os pré-candidatos a prefeito de Valença e da região para batermos um papo, trocar uma idéias, e com isso os eleitores possam conhecer um pouco de cada um.

A uns quinze dias convidei o pré-candidato Zé da Hora para ir ao nosso programa, acertamos e ele garantiu que na quinta-feira (30/01) iria lá. No dia anterior à entrevista ele me ligou e disse que não poderia estar presente pois apareceu convite para um encontro com um deputado que o apoia, justamente no dia da entrevista, aceitei e ele me solicitou outro dia para a entrevista e acertei com ele novamente para a segunda-feira (10/02).

No dia da entrevista o pré-candidato foi a minha casa, e como ele é advogado, me informou que as onze horas estaria tento um audiência na justiça, mas garantiu que às doze horas estaria no programa.

Geralmente eu peço às pessoas que vão ser entrevistadas que cheguem sempre meia hora antes do programa, para que possamos desenvolver uma pauta e com isso não surjam as surpresas nas perguntas.

Pois bem, o pré-candidato Zé da Hora foi anunciado que iria ao programa, só que ele não chegou na hora combinada, apareceu às doze e dezoito, com quase vinte minutos de atraso, já estávamos em outra linha do programa, a pauta foi mudada e as pessoas já ligavam para comentar sobre outros assuntos e isso complica para que se volte tudo do início.

Aceitei o entrevistado apesar do atraso e improvisamos a entrevista, o programa acabou ficando curto para ele, mas por culpa própria. Fizemos o que podíamos e finalizamos com duas ou três perguntas, mais a participação do ouvinte. De quebra ainda avançamos no Programa Link Bahia, onde os seus apresentadores, Ricardo Lemos e Sanny Borges deu quase três minutos a Zé da Hora para que ele fizesse as considerações finais.

O engraçado de tudo é que o Zé da Hora que não teve nenhuma despesa para esplanar suas idéias numa emissora que  é considerada “a Globo” da Costa do Dendê, me ligou duas horas depois do programa para relatar sua insatisfação com a entrevista, dizendo que tinha recebdio muitos comentários de pessoas ligadas a um grupo de sua pré-campanha, onde todos falavam do péssimo desempenho, pasmem: do apresentador. “Disseram que você não me deixou falar, interrompeu minhas falas e que o programa era tendencioso”, revelava Zé.

Uma pessoa me passou os comentários e áudios desse grupo e pude observar como é incrível o ser humano, todos esculhambaram a rádio, o Pelegrini e até mesmo o empresário e dono da rádio, Marcos Medrado, que deu espaço ao pré-candidato deles.

Só posso dizer uma coisa ao meu amigo Zé da Hora: sáia dessa briga, procure arrumar seu escritório de advocacia e vá advogar. Porque, depois que eu e a emissora fomos gentis com você e o convidamos para expor suas idéias para sua pré-campanha, ainda somos achincalhados por gente do seu grupo que não demonstram equilíbrio nenhum, só posso dizer que você não está no lugar certo.

Sabe qual seria o correto, Zé? O corrteo seria você chamar esse povo e dar uma bronca, e dizer: vocês são mal-agradecidos, Pelegrini me chamou para o programa, nem ele e nem a emissora nos cobrou nada, não fui no primeiro convite, cancelei por motivos de compromisso político e ainda na segunda vez cheguei atrasado. Vocês queriam o que!? E não, ter me ligado para reclamar de sua performance no rádio.

Talvez na próxima entrevista se você cumprir com os requisitos do programa, pode ser que você se saia melhor. Isso, se houver uma próxima entrevista.

Sem comentários.

Deixe uma resposta