A INDUSTRIA DE FAKE NEWS DE VALENÇA ENTRA EM AÇÃO

A política de Valença começando a pegar fogo, as redes sociais serão os refúgios dos covardes, lá eles criam perfis falsos e no afã de conquistar eleitores acreditam que o melhor é agridir seus adversários.

Ledo engano, a eleição esse ano, ao contrário do que falam (dizem que será nas redes sociais), será nas visitas de porta em porta, os candidatos podem até fazer suas lives, mas o eleitor quer conhecê-lo de perto, se possível até tomar um cafezinho com o candidato.

Nossos eleitores estão mais espertos, depois da onda de fake news que elegeu o presidente Bolsonaro, todo mundo ficou esperto. Um grande exemplo disso tivemos com o derramamento de óleo nas nossas praias, vi muitos vídeos mostrando óleo nas prais do Guaibim e nenhum estava falando a verdade, recebi várias ligações de pessoas querendo saber a verdade porque não acreditavam nos vídeos postados nas redes sociais. Assim será a política, nem tudo que se postar em redes sociais terá credibilidade.   7dx r

Não adianta criar notícias falsas, a verdade virá à tona, somente os veículos de comunicação que gozam de prestígio junto à sociedade, os que são mais conhecidos e que falam a verdade serão consultados.

Dificilmente dou uma notícia baseada em um vídeo que não esclareça a verdade, principalmente se eu não conheço o autor do vídeo. Se digo que não dou importância a um vídeo, piorou essa onda de “cards fakes”, uma verdadeira industria de notícias falsas, paga a criminosos para produzí-las.

Numa frase de Winston Churchil, ele diz: “Você nunca vai chegar ao seu destino se parar e atirar pedras em cada cão que late”.

Pense nisso e siga em frente, vamos ver quem tem mais chances de ganhar uma eleição, se são os criminosos que tocam terror, ou se são os que mostram propostas para a cidade ter vida digna.

Sem comentários.

Deixe uma resposta