PÓS “REVOLUÇÃO FRANCESA” DO BRASIL, O MONÓLOGO GANHA ESPAÇO

Final de ano chegando e continua a mesma coisa, meia dúzia de pseudo-intelectuais achando que conhecem tudo de Brasil e de política. Continuam a falar as mesma coisas, as mesmas bobagens de sempre, todos os dias: ‘tem que acabar com a corrupção’, ‘o PT faliu o Brasil’, ‘Lula é ladrão’, ‘Dilma não soube conduzir o país’, ‘o Brasil vai virar uma Venezuela’, ‘vai pra Cuba’, ‘o comunismo não deu certo em lugar nenhum’.

É tanto mimimi que a gente já se acostomou com esses intelectuais de república de bananas, falam tanto dos políticos de esquerda que não conseguem ou não querem enxergar os desmandos dos seus heróis de bananas também.

Lembrei de um argentino que nos chama de “macaquitos”, perguntei porque elçe nos chama assim e ele respondeu dizendo que a gente só sabe imitar (que nem macaco), copiar, fazer parecido, mas nunca criamos. “Vejam seus copos descartáveis, não conseguimos pegar um cafezinho quente com um copo com aquela espessura, precisamos colocar um dentro do outro para não queimar os dedos, as industrias de vocês teem o mesmo comportamento que o povo, não fazem bom, imitam e colocam no mercado mercadorias com embalagens frágeis que se rompe com facilidade, porque só pensam em ganahr dinheiro e nunca em fazer bem feito”, dizia o argentino, Hernandez.

Acabei de crer e aprovar que nosso amigo está certo, depois de conversar com um desses intelectuais de bananas, quando ele disse: “o Brasil vive uma espécie de Revolução Francesa, acabamos com os corruptos, colocamos os maiores bandidos do Brasil na cadeia, nossa moral com o mundo foi lá pra cima, e a família voltou a respeitar pai e mãe”.

Quando eu perguntei sobre um motorista de um desses homens de “bem”, ele respondeu dizendo que: “prá a gente conseguir roubar o que vocês roubaram vamos demorar um século”, sinal de que, eles pretendem roubar (na certa pra descontar).

Comigo não dá prá ter diálogo com essa turma. Primeiro porque: eles só sabem debater em redes sociais; se sentem o supra sumo; compartilham links de tudo que é reportagem contra o PT; são odiosos; não respeitam opinião de ninguém e só conhecem o que lhes é conveniente.

Outro dia vi um deles falando no Facebook que Bolsonaro já deveria ter uma resposta para o caso do motorista de seu filho, e que se tiver errado que puna logo. Fiquei até surpreso pela cobrança, mas quando alguém entrou pra dizer que não iria dar em nada, porque coisas que acontecem com a direita não dá em nada, vide casos como os de Aécio, Temer, Loures etc… Foi o suficiente para detonar com o pobre do comentarísta e condenar a própria publicação (rsrsrs).

Não adianta, a turminha é cega e sem argumentos, não conhecem porra de nada, e acreditam que o Brasil entrou no rumo certo.

Quer ficar burro e dormir de saco cheio? Converse com um deles. A não ser que você comungue com os mesmos pensamentos deles. Aí, paciência! Eu mesmo prefiro um monólogo.

2 Respostas para PÓS “REVOLUÇÃO FRANCESA” DO BRASIL, O MONÓLOGO GANHA ESPAÇO

  1. José dezembro 21, 2018 às 10:12 pm #

    Quem são seus leitores?

  2. BOLSONARO PRESIDENTE janeiro 2, 2019 às 9:56 am #

    Pois é blogueiro… Tu, como amante de presidiário, acha que teu Amor é Jesus reencarnado… E ainda humilha quem não gosta de ser roubado…. Deveria procurar um psiquiatra…

Deixe uma resposta