BATEU O MEDO: DEM PRETENDE EMBARGAR PESQUISA VOX POPULI

voxO presidente da coligação do candidato Paulo Souto ao governo da Bahia, José Carlos Aleluia, pretende embargar uma pesquisa Vox Populi no estado. Segundo ele, o levantamento teria o objetivo de inflar os números do petista Rui Costa. Leia, abaixo, nota divulgada por Aleluia:

“O Vox Populi está sob suspeição na Bahia. Na semana passada, o registro de uma pesquisa com o questionário cheio de vícios, objetivando favorecer o candidato petista a governador, inabilitou esse instituto a realizar qualquer consulta eleitoral em nosso estado. Portanto, uma nova tentativa de pesquisa do Vox Populi será alvo de ação judicial”, avisa o presidente da coligação “Unidos pela Bahia”, José Carlos Aleluia.

O líder oposicionista destaca que a Justiça Eleitoral, por meio de decisão do juiz Salomão Viana, reconheceu a ilegalidade e determinou a proibição da pesquisa do Vox Populi, em que a consulta estimulada para governador não apresentava isoladamente os nomes dos candidatos, como determina a legislação, mas apenas com os apoios. “Curiosamente, o mesmo procedimento não foi feito para a presidência da República, que dispunha apenas dos nomes dos candidatos, como previsto pela lei”.

Para Aleluia, o ardil teve como único objetivo favorecer os candidatos petistas em detrimento dos adversários. “Na tentativa de dar uma impulsionada no desconhecido candidato a governador, destacaram os apoios. Já para a presidência, em que o adversário oposicionista Aécio Neves é menos conhecido, evitaram apresentar o apoio de ACM Neto, por exemplo. Por outro lado,  recente pesquisa do Ibope seguiu à risca a legislação eleitoral”. (247)

Comentários { 5 }

JAIRO É O MELHOR CANDIDATO, MAS AINDA ESTÁ NOS PALANQUES ERRADOS

jairo

Vereador Jairo Baptista o último da fila, tenta ser prefeito com apoio de Paulo Souto, que ama, ACM Neto, que ama Geddel, que ama Lúcio, que ama Ricardo, que ama Hildécio, que ama Claudio Queiroz, que não ama ninguém

Agora, sabe quando a briga vai esquentar mesmo? Vai ser quando passar as eleições para governador, teremos um embate quentíssimo, entre Ricardo Moura, Vereador Jairo, Matheus Passos, Hilton Couceiros e agora o grande político da região, Claudio Queiroz, caso ganhe Paulo Souto. Todos brigando pelo direito de ser candidato a prefeito em Valença e na esperança de serem apoiados por ele. As chances de Claudio começam a aumentar quando ele passa a apoiar o candidato da região Hildécio Meireles, afinal de contas ele teve a coragem de desobedecer às ordens do governo que lhe dá emprego, para apoiar Hildécio. Claudio não é bobo, ele sabe jogar, caso o governo ou Souto ganhe, ele estará dentro da panela de qualquer forma e não perde o desejo de ser apoiado por Hildécio. Com certeza trará a industria da colher de pau pra Valença, as hortas comunitárias começarão a funcionar e venderão coentro e outros temperos da nossa culinária com um preço muito bom, alí ele sabe fazer o manejo.

Ricardo Moura virou uma espécie de zumbi da política, ninguém quase o vê, anda meio escanteado e sozinho, mas na última hora pode ressuscitar e dizer: peraí, quem começou isso aqui tudo fui eu!, e todos terão que respeitá-lo. Sonha com Paulo Souto eleito quase todos os dias, esse não poderá negar apoio a ele. Se ganhar a eleição em Valença, passará trezentos e sessenta e cinco dias do ano dizendo: Bicho, tá difícil meu irmão, segura um pouquinho aí que as coisas vão melhorar. Criará o Recital dos Mouras onde convidará a população de Valença para ouvi-lo, contando como foi o discurso que fez quando tal político teve aqui, com certeza dará uma nota de vinte para cada pessoa que aplaudí-lo, vai ser um saco, mas com vinte reais na mão a gente aceita ouvir tudo, bater palmas, dar uhuuus e dizer: apoiado!

Hilton Couceiros é o maduro da turma, ele está sempre dando as mãos a todos, mas tenham certeza: depois ele vai cobrar e tem um detalhe: sabe bater a mão na mesa na hora de fazerem o respeitar, nessa hora quero ver quem tem coragem de dizer algum “pio”. Só não sei se ele bate na mesa de Paulo Souto e ACM Neto, o avô de Neto no passado, precisamente no ano de 1981 mandou dar uma surra no irmão de Hilton. Também não foi nele, por isso está com essa turma. Se ganhar a eleição vai transformar a cidade numa fortaleza de pedras, o loteamento Estância Azul vai virar Serra da Colina Azul.

Matheus Passos é um jovem dinâmico, popular, fala com todos, ninguém o vê de cara feia, cumprimenta a todos com aquele sorriso cordial e de levantamento de autoestima, sempre elogiando as pessoas. Daria um bom cabo eleitoral para Jairo, que é tímido e não tem esse manejo, mas com certeza ele quer é ser prefeito de Valença. Acredita que a turma de souto está encantado com ele, com aquele rapaz jovem e simpático, por isso tem certeza que será apoiado pelos dinossauros da política baiana. Como eu jádisse, um rapaz bonito, simpático, solteiro e cheio de amigos, sendo o primeiro prefeito jovem da Região do Baixo Sul? Iria promover o primeiro carnaval das libélulas cor de rosa, ele sairia vestido de Branca de Neve. Seria um desastre ou a cidade entraria no eixo do rala cavaquinho, de vez. Só iria andar de carro popular, Hylux, Civic, Corola, Cerato etc.

Por fim aparece Jairo, político sério, que não dá motivos para falarem dele, nunca tirou um centavo do erário público, sempre fez suas campanhas com recursos próprios, tem vontade de ser prefeito, não por vaidade ou para roubar como muitos como muitos fazem, mas para sentir se é realmente difícil governar uma cidade como Valença. Agora deu para assumir de vez a campanha de Paulo Souto, político que nem chega ao seu chulé na honestidade (mas o apoio ele quer), filhote do carlismo, amigo de Galdino de Nilo Peçanha, o político mais sujo do Baixo sul, dizem que nem mesmo Paulo Maluff ganha dele. Jairo era pra estar filiado a um partido que respeita suas ideologias, partidos radicais e sérios que não se mancham. Mas não, ele é filiado ao partido mais sujo do Brasil e porque não dizer, do mundo. Jairo é uma espécie de raridade no mundo da política, como já disse, nunca se beneficiou do erário público é bem intencionado e acha que terá chances de ser candidato pelo PMDB, como pode? Agora, se Jairo quiser mesmo ser prefeito de Valença deverá começar a fazer uma faxina em sua vida política, começando a se desfiliar do PMDB, já o aliviará de um imenso peso nas costas, deixará de subir em palanques que tem Antonio Galdino como aliado e carlistas que já foram o terror dessa Bahia, assim como Aleluia, Heraldo Rocha, Paulo Souto, Geddel, Lúcio e etc. já que ele prega a moralidade como meta principal de seu projeto de governo. Se filiando a partidos de linha dura, como o PSTU, PCO e talvez o PSOL. O resto fica por conta do reconhecimento do povo, se todo mundo pensar igual a ele teremos uma cidade mais humanizada e com perspectivas de ser uma Suiça do Brasil. Mas se ele persisitir em ficar do lado desse pessoal, aí como ele está, alí no cantinho querendo aparecer pra o povo ver ele do lado de Souto, vai ficar difícil de se candidatar. O resto é orar e pedir a Deus que aumente a perpectiva de vida do povo brasileiro. Quem sabe daqui a uns 30 anos ou mais o povo não começa a pensar igual a ele?

 

Comentários { 10 }

O evento da União dos Derrotados Pelo Retorno da Velha Política Oligárquica da Bahia não faltou apenas gente

Por Raell Costa

raelOntem, sexta-feira, como todo cidadão que preserve seu único momento de igualdade neste país, o direito ao voto, acompanhei o evento do grupo opositor as conquistas da comunidade baiana nos últimos 8 anos.

Em um evento carregado de abuso do poder econômico, desrespeito à legislação eleitoral, e uma movimentação substancialmente difundida entre seus correligionários (a União dos Derrotados), unidos pela vontade de retornar aos seus postos de destaques no cenário político regional, interrompidos, abruptamente, pela soberania do povo valenciano que optou pela mudança real nas esferas de poder eletivo – colocando gente como a gente no Poder – superando o ranço de mandatários organizados em oligarquias que, oportunamente, aproveitavam-se da miserabilidade do povo, a fim de manter seus status e cargos a serviço de uma elite pouco preocupada com a real situação do município.

O evento inexpressivo – analisando todo o esforço, expectativa e orçamento empenhado – mostrou em seu palanque e discurso que:

Primeiro, apostando na memória curta das massas, o candidato oposicionista se apresenta como “o novo” e “a mudança”. Ora, como pode ser mudança uma raposa de 70 anos que governou a Bahia por 8 anos; sendo Senador por mais 4; participando de um grupo que governou o Estado por mais de 30 anos.

Segundo, sem apresentar sequer uma proposta para Valença – já que o anel rodoviário já está no planejamento do governo estadual, dentro do projeto da Ponte Salvador-Itaparica – o candidato ao governo pelo DEM utilizou sua fala para atacar não só a gestão atual, como também, professores e policiais, os qual chamou de “desqualificados” e “pouco úteis” respectivamente. Calma, Paulo, fora esses professores quem você não dava aumento, nem do salário mínimo, por anos, e são os policiais que recebiam o pior salário do Brasil, não tinham coletes, armamento, viaturas, muito menos o cumprimento da Lei da GAP o Art. 92 do EPM em sua gestão, e o não pagamento da URV, também cabe a ambas categorias?

Terceiro, por que ao falar em Segurança Pública por que não lembrou a comunidade que fora você e seu palanque que trouxe o Presídio para Valença?

Quarto, ao atacar a Saúde por que não informou que seu grupo quase deixa a Santa Casa fechar as portas por falta de equipamentos, reajuste de convênios e repasse, ou que, nem a “maldita regulação” existia, e todas as pessoas iam direto para o HGE morrer nos corredores. Pois, o Hospital Regional de Santo Antônio nunca foi concluído, mesmo após cerca de 20 anos de iniciado a construção?

Quinto, porém, não menos importante, acreditando no marketeiro e no discurso coxinha anti-petista, Pouco, falou que não precisaria mostrar o que fez em Valença, pois o que estava em jogo não era mais isso (‪#‎vamoscomparar‬?), era a vontade do povo de reencontrar o caminho do desenvolvimento. Qual desenvolvimento, o da Cesta do Povo de portas fechadas; dos 28% da população desempregada; do rombo de 180 milhões deixados por sua administração; da Bahia campeã nacional em analfabetismo?

Para mim, no evento da União dos Derrotados Pelo Retorno da Velha Política Oligárquica da Bahia não faltou apenas gente. Faltou o que nunca teve, a vontade de olhar nos olhos do povo, abrir os ouvidos para saber qual são seus anseios. Faltou humildade para reconhecer seus erros; Faltou caráter para assumir compromissos reais com gente que teve acesso aos direitos nos últimos 12 anos e quer ampliá-los. Afinal quem experimentou do filé não quer voltar a comer chupa-molho.

É Paulo… Em seu palanque faltou quase tudo que um homem de boa vontade prioriza. A única coisa que sobrou foi o cheiro da naftalina dos armários e arquivos de desesperança e desrespeito com o povo da Bahia que seus dois governos deixaram, sem saudade alguma.

Comentários { 26 }

DE ARREPIAR: “SOBRE ONTEM E SOBRE HOJE”

             Do perfil de Rosângela Figueiredo, no Facebook

ROSÂNGELA

Gente, tudo muda em volta de nós, menos o discurso político da maioria dos candidatos. Eles estão tão fora do cotidiano da população! Usam o mesmo jargão o tempo todo! Da minha janela, pude ver e ouvir as falas de alguns deles, verdadeiros mestres na arte de dizer o óbvio, as frases feitas em cascata, inclusive as saudações às mulheres bonitas (e as não tão bonitas, não?) mas, lamentavelmente, incrivelmente, uns atores canastrões, porque desatualizados. Ei, mandem fazer uma pesquisa IBOPE (é,tem que ser o IBOPE, senão eles ficam sabendo de quase tudo mesmo) para saber o que pensa a população brasileira sobre o que é preciso fazer hoje, o que precisa de foco nas políticas públicas, o que é emergencial e estrutural a ser feito, INCLUSIVE (não, não é principalmente, porque a sociedade brasileira se enxerga melhor, sem depender tanto da classe político-partidária) pelos sistemas de governo que incluem os processos eleitorais altamente necessários numa sociedade democrática, mas que são hoje de uma patética desatualização. Essa pesquisa, quem sabe possa traduzir, por segmento profissional, faixa etária, gênero, escolaridade e por região do Brasil, como está o sonho dos brasileiros hoje em relação ao Brasil, que já é a quinta potência econômica mundial, mas que ainda precisa vencer os gargalos estruturais. Isso! Façam isso, senhores candidatos, antes de vir à praça pública tirar o sossego noturno e aumentar o stress diurno dos que já saíram dessa era da política e vocês não.

Mas, pra adiantar, aqui vão alguns “toques” sobre o discurso: Não é mais “o que o outro não faz e eu fiz”. Isso nos faz lembrar mais ainda o que vocês não fizeram quando puderam fazer, ou traz à lembrança o que vocês fizeram à revelia do que era o sonho do povo, ou mesmo a necessidade elementar do povo. Não é mais só elogio às mulheres bonitas. Elas não são mais só bonitas, são inteligentes também e dão conta de governar inclusive o país. Ah, e são todas bonitas, as feias estão só na propaganda para compreender o que as deixa se sentirem feias sem o serem.

Por fim, caso precisem de um discurso de emergência, adianto-lhes que, possivelmente, esses sonhos e necessidades irão aparecer em destaque mais ou menos assim: Educação com valorização dos professores pela formação continuada em serviço e remuneração condizente com a relevância da profissão, a partir de seleção e recrutamento único via certificação federal MEC, além de programa nacional de eliminação do analfabetismo funcional com letramento literário ou LEITURA nas escolas). (Esse é o gargalo atual). Segurança Pública com investimento contínuo na formação dos policiais sobretudo na humanização e modernização das polícias também tecnologicamente e por um programa antidrogas “retado”, leia-se: prevenção de base junto com a sociedade em todos os níveis, com a repressão ao tráfico de armas e drogas, além do desarmamento gradual da sociedade. (Esse é um gargalo enorme). Saúde é lição de casa: MONITORAMENTO SOCIAL dos serviços públicos com avaliação dos atendidos imediatamente ao atendimento tanto médico, quanto o de exames e atendimento hospitalar, além de programa EDUCATIVO nacional de controle e prevenção das doenças recorrentes da população nas escolas e domiciliar, pelos PSF e agentes de saúde. A questão AMBIENTAL é diretamente responsável pelos maiores problemas de saúde hoje. SAÚDE deve priorizar cuidados com a água, nutrição sustentável e descarte/tratamento do lixo domiciliar, hospitalar, industrial (logística reversa dos rejeitos e embalagens). Atenção, parlamentares e candidatos ao parlamento, essa tarefa é de vocês PRIORITARIAMENTE, e dos gestores municipais principalmente. (2 gargalos: baixa eficiência do controle social atual e lerdeza nas decisões sobre o saneamento básico) Mobilidade pública e transportes: aproveitamento da infraestrutura investida na realização dos eventos mundiais para modelar a eficácia de uso desses equipamentos, inclusive os estádios, integrando seu uso ao fomento do esporte nos programas de prevenção às drogas e culturais da juventude. Além disso, GRATUIDADE do transporte público, já que essa é a única opção da população de menor renda. Se há a necessidade de investimento nesse setor é a criação do “Bolsa-transporte”. Basicamente é isso. Propostas em vez de problemas. Projetos viáveis e sustentáveis econômica e socialmente. Isso é um Brasil do presente. Ah, mas para tudo isso se efetivar mais agilmente na prática, a REFORMA POLÍTICA tem que entrar na agenda, porque ainda não vai aparecer no IBOPE!

Rosângela Góes de Queiroz Figueiredo

Comentários { 7 }

SE NÃO FOSSE A FORTE CAMPANHA DO CANDIDATO HILDÉCIO A VERGONHA DO COMÍCIO DE PAULO SOUTO SERIA PIOR

 

geddelSe não fosse Hildécio a vergonha seria maior

Meus amigos, na sexta-feira (25) tive que viajar a Salvador e não pude ver o comício da coligação “Unidos pela Bahia”, mas procuro sempre saber como foi que aconteceu o evento por ambos os lados e tirei a seguinte conclusão: a última vez que vi um comíco aqui em Valença em que participava o velho ACM e toda a sua comitiva, não foi muito bem vinda, eram meia dúzias de gatos pingados e o candidato era nada mais, nada menos, que Claudio Queiroz (carlista de nascença), que conseguiu tomar o poder de Dr. Renato na base do tapetão e ficou conhecido como prefeito de coxa, pois, nem mesmo aquela comitiva formada pelo então ministro Waldeck Ornelas, o velho ACM, o arrogante Aleluia e outros bichos mais, conseguiram dar a vitória ao mancebo prefeito.

Ontem eu soube que se não fosse a forte campanha de Hildécio Meireles aqui na região talvez a Praça estivesse vazia e os candiatos do DEM e PMDB, poderiam estar falando para o vento ou para as almas. Nem mesmo a vinda do atual prefeito de Salvador, ACM Neto, fez o povo ir à Praça da República. Parece que os tempos são outros hoje em dia, lembro que uma vez o velho ACM carregou pelas ruas de Valença uma multidão numa época em que a cidade tinha menos que quarenta mil habitantes. E hoje, com pouco mais de cem mil habitantes, o neto (ACM) e os outros candidatos juntos não conseguem botar mais que mil pessoas numa praça. Também pudera, um amigo que assistiu ao comício me disse que, Paulo Souto não apresentava uma proposta sequer de governo, só sabia falar mal do PT e de seus membros, relembrava das obras que trouxe pra Valença, assim como: a estrada que liga NazaréXValença (e hoje está acabada), o aeroporto (que só agora estão conseguindo botar pra funcionar), o aterro sanitário que nunca funcionou, dentre outras obras que ninguém lembra mais. Só não quis lembrar do famigerado presídio que ele e Heraldo Rocha nos deram de presente para tirar a  tranquilidade do nosso povo.

É claro que a festa foi de Hildécio e não foi deles, mas como eles mesmo dizem:  ACM Neto é considerado o “melhor prefeito do Brasil”. Agora pergunto: onde estão os 42% dos votos de Paulo Souto, pelo amor de Deus!? Será que só Valença não vota neles? Me façam uma garapa!

Não é fácil chegar em uma cidade onde a prefeita desfruta de boa popularidade e ainda por cima tem apoio do governo do estado, para tentar fazer comício, sem nem ao menos trazer uma bandinha de Chiclete ou Ivete para tentar animar. Aí meu irmão… é só decepção. A prefeita Jucélia tem popularidade boa entre a população e pouco brinca em serviço, assim que soube que o comício do grupo foi um fiasco, já começou a trabalhar na campanha de Rui, colocando out dooor e faixas nas ruas, para mostrar a força dela no município.

Só vou dizer uma coisa, Hildécio que hoje tem eleitores do grupo do PT e do grupo da prefeita e é um candidato que está bem conduzido na sua campanha, esse sim, merece ter destaque, mas os demais… pelo amor de Deus! Não ganham nem mesmo para a farinha.

Agora, faço a pergunta que muitos em Valença gostariam de fazer: Cadê os 42% de Paulo Souto que figuram na pesquisa do IBOPE? Não entrevistaram Valença. Parece que estão mesmo largados!

Comentários { 24 }

Comandante Geral da Polícia militar visita Valença e anuncia rondas na zona rural e a construção da Base Comunitária de Segurança

castroO comandante Geral da Polícia Militar do Estado da Bahia, coronel Alfredo Castro, esteve na manhã desta sexta-feira (25), em Valença, para reafirmar a construção da Base Comunitária de Segurança no bairro da Bolívia. No bojo das novidades, o comandante anunciou também a intensificação de rondas noturnas na sede e implantação na zona rural. “Isto não é uma proposta. É para ser executado”, disse o coronel, que garantiu ainda mais uma viatura para a zona rural. As ações são em atendimento às solicitações do governo de Valença que tem buscado a melhoria da segurança pública para município.

castro IIOs secretários Hilarino (Lau) Barreto (Estradas e Rodagens), Jailton Azevedo (Infraestrutura), Ademar Barreto (Administração); o comandante da 33ª CIPM, major Paulo Salustiano; e os vereadores Adailton Francisco, Agostinho Junior, Antônio Heraldo (Lelo) e Fabrício Lemos fizeram parte da comitiva que visitou a Creche Casinha Feliz, local escolhido para a implantação de uma base fixa provisória, enquanto aguarda a base definitiva ficar pronta. Logo em seguida, todos se dirigiram à Escola Municipal Clemenceau Teixeira, onde ao lado, será edificada a Base de Valença.

Moradores acompanharam as autoridades e se mostraram confiantes com a novidade. Voltaram a dizer que a base provisória mudou radicalmente a realidade do bairro e que a presença dos PMs acabou o clima de tensão que existia.

Antes de retornar a Salvador, o coronel Castro visitou a sede do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), onde se encontrou com a prefeita Jucélia Nascimento e anunciou diretamente aos agricultores presentes a implantação das rondas na zona rural. “Estou muito feliz em constatar que Valença está fazendo o dever de casa. Visitei agora há pouco o Clemenceau e constatei que ali está sedo feita uma obra de saneamento básico. Também na creche Casinha Feliz pude observar a reforma feita pela Prefeitura e a atenção que este governo tem dado as crianças e jovens. Ações como essas, de infraestrutura urbana e social, também contribuem para o combate à violência e à criminalidade ”, disse.

De acordo com o planejamento da Secretaria de Segurança pública do Estado da Bahia, em setembro 1.400 policiais serão formados e segundo o coronel Castro, o contingente de Valença será reforçado. “A Base exige equipamentos, mas também recursos humanos”, disse.

Ascom – Governo de Valença

Comentários { 2 }

SAMU COMPLETA DOIS MESES COM MAIS DE 200 ATENDIMENTOS

SAMUApós dois meses de sua inauguração, o SAMU 192 de Valença se consolida como uma das principais ações de governo já realizadas no município. O projeto, que é do Governo Federal, chegou a Valença no dia 15 de maio, graças ao empenho do governo municipal, através da Secretaria de Saúde, e ao empenho pessoal da prefeita Jucélia Nascimento. De acordo com dados da coordenação do Serviço, já foram realizados cerca de 200 atendimentos aos chamados para o 192. Chamados estes que podem ser  feitos gratuitamente por telefones fixos e móveis e através das operadoras Oi, Claro, Tim e Vivo.  

Comentários { 2 }

PROJETO ECOARTE

ecoEcoarte – O talento em defesa do meio ambiente é o projeto que a secretaria do Meio Ambiente de Valença, com a participação da secretaria municipal da Educação e apoio do Conselho do Meio Ambiente – Codema, vem desenvolvendo como parte das políticas públicas praticadas pelo município em favor da educação ambiental. A ação é inovadora. e visa incentivar e despertar de forma criativa, um novo olhar da população para as questões socioambientais. Leva em conta a condição de a arte, por sua ampla variedade de linguagens e aplicações, poder ajudar na formação de novos conceitos, possibilitando uma reestruturação dos contatos entre o homem e o meio. Diferenciado, portanto, na sua estratégia de construir e disseminar o saber ecológico, o projeto é pautado em apresentações de filmes na cidade e na zona rural, palestras, saraus e concurso de artes visuais envolvendo alunos das escolas públicas de Valença.

Comentários { 0 }