GENERAL SEM COMANDO SOBRE TROPAS AMEAÇA INTERVENÇÃO MILITAR

247 – O general do Exército Antônio Hamilton Mourão afirmou em palestra promovida pela maçonaria em Brasília na sexta-feira (15) que seus “companheiros do Alto Comando do Exército” entendem que uma “intervenção militar” poderá ser adotada se o Judiciário “não solucionar o problema político”; Mourão disse que poderá chegar um momento em que os militares terão que “impor isso”, e que essa “imposição não será fácil”; segundo ele, seus “companheiros” do Alto Comando do Exército avaliam que ainda não é o momento para a ação, mas ela poderá ocorrer após “aproximações sucessivas”.

Mourão é natural de Porto Alegre (RS) e no Exército desde 1972, o general é o mesmo que, em outubro de 2015, foi exonerado do Comando Militar do Sul, em Porto Alegre, pelo comandante do Exército, Eduardo Villas Bôas, e transferido para Brasília, em tese para um cargo burocrático sem comando sobre tropas armadas, após fazer críticas ao governo de Dilma Rousseff.

Um oficial sob seu comando também fez na época uma homenagem póstuma ao coronel Brilhante Ustra, acusado de inúmeros crimes de tortura e assassinatos na ditadura militar.

Comentários { 2 }

MÔNICA IOZZI, DISSE QUE FOI ASSEDIADA POR ACM NETO

A atriz Monica Iozzi subiu ao palco da Casa Tpm e lotou o salão e dividiu com a plateia os caminhos que fizeram ela se descobrir feminista. “Fui entrevistar o deputado ACM Neto e ele pegou na minha cintura antes de responder a uma pergunta. Fiquei com tanta raiva que fiquei vermelha. Dei um tapa na mão dele e perguntei o que ele estava fazendo. Ele disse que estava tentando me deixar mais à vontade”.

Comentários { 0 }

DEPUTADO MARCOS MEDRADO PARTICIPA DE PLENÁRIA DO VEREADOR ADAILTON

O deputado Marcos Medrado participou ontem (16), da Plenária do vereador Adailton Francisco, onde o vereador apresentou suas ações junto à comunidade local. O deputado Marcos Medrado que tem grande admiração pelo vereador, disse que veio a Valença só para esse compromisso, de ouvir sobre esse trabalho de um vereador empenhado em fazer o bem para toda a comunidade.

“Adailton é um vereador atuante e gosta de trabalhar também pelo povo da zona rural, de onde vem suas origens, admiro as pessoas que não esquecem seu povo e faz tudo sem esperar retorno, porque esse é um compromisso de verdadeiros políticos”, disse o deputado Marcos Medrado.

Comentários { 0 }

DIREITO DE RESPOSTA DO PROFESSOR EVERARDO RAMOS

A Direção do Departamento de Educação e a Coordenação do Colegiado de Direito, Campus XV, vêm, por este meio, informar a toda comunidade acadêmica e demais interessados que o Processo Administrativo Disciplinar nº 0603.170.019.551 tramita em sigilo no âmbito desta Instituição. Sendo assim, a notificação nº 469/2017 foi emitida de forma equivocada pela Secretaria de Colegiado de Direito e sem a validação e assinatura da Direção do Departamento e Coordenação do Colegiado de Direito, nem tão pouco autorização para divulgação externa. Aproveita no ensejo para informar que o Prof. Everardo Lima Ramos é professor substituto desta instituição, sendo que não há contra o mesmo nenhuma decisão em julgado desabonadora de sua conduta como docente nem tão pouco foi submetido até o momento a qualquer penalidade administrativa. Contudo, diante da instauração de novos processos disciplinares sendo que em um deles o professor figura como denunciante e em outros como denunciado, entendeu esta direção, após reunião do conselho departamental, pela aplicação do art. 208 do Regimento Interno da UNEB, Lei 6.677/94, ou seja, apenas uma suspensão preventiva para a apuração dos fatos narrados nestes novos processos. Tal medida visa preservar o bom ambiente acadêmico no Campus e apaziguar os ânimos das pessoas envolvidas.

Sendo o que se faz presente no momento, subscrevemo-nos

Atenciosamente,

Valença, 14 de setembro de 2017.

 

Rosa Amélia Fortes Garcia Lorenzo

Diretora de Departamento UNEB – Campus XV/Valença

Cadastro nº 74.282.742-9

Portaria 1.651/2016

 

Fábio Gabriel de Oliveira

Coordenador do Colegiado de Direito UNEB – Campus XV/Valença

Cadastro 74.558.158-5

Portaria: 0869/2017

Comentários { 1 }

PROFESSOR QUE TAMBÉM É PROCURADOR DA PREFEITURA DE VALENÇA, FOI DEMITIDO DO CURSO DE DIREITO DA UNEB

Ontem o Departamento do DEDC-Campus XV a pedido da Coordenação do Colegiado do Curso de Direito da UNEB, informou que as atividades do professor Everardo Lima Ramos Junior, foram suspensas desde o dia 13 de setembro (Teor do Ato Administrativo nº 061/2017), avisou aos alunos que as matérias ficarão suspensas por 60 dias conforme reunião Ordinária do Conselho e Plenária do Departamento.

Segundo informações, o procurador/professor, não cumpria com sua carga horária, e deixou os alunos em grande prejuízo, pois quando o mesmo aparecia, diziam que o professor estava desatualizado dos assuntos dados.

Comentários { 6 }

DEPOIS DO SUCESSO EM VALENÇA, DEPUTADO É CONVIDADO POR CAIRU, ITUBERÁ, E NAZARÉ PARA DEBATER SOBRE SEU MANDATO

Devido a grande aceitação de políticos e do povo da região do Baixo Sul sobre seminário, onde o deputado Hildécio Meireles foi convidado pela Câmara de Vereadores de Valença e pela comunidade local, para debater sobre seu mandato, criou-se uma disputa em torno de solicitar o deputado para cada cidade, sendo assim, Cairu que é a sua terra natal, também fez o convite através de sua Câmara para também fazer esse seminário na cidade.

Na sua tragetória política o deputado tem levado ao conhecimento da população baiana toda sua ação do mandato na ALBA como legítimo representante do Baixo Sul, e por esses encontros terem sido aprovados pelo povo e adeptos que tomam conhecimento do trabalho por ele realizado, traduzindo de forma clara e cristalina as ações do seu mandato.

Nos encontros que aconteceram na Câmara de Valença e no Oratório festivo da Igreja Matriz, deixou outros municípios curiosos e com vontade de receber o deputado para esses seminários, onde o povo debate o mandato diretamente com seu deputado. Já estão agendados mais duas cidades depois desse seminário em Cairu, que serão realizados nas cidades de Ituberá e Nazaré.

“O povo tem o direito e a obrigação de saber sobre as ações de seu deputado, e por isso não nos recusamos em aceitar convites da população para debatermos sobre nosso mandato. Essa é a essecência da democracia”, lembrou o deputado Hildécio Meireles.

Comentários { 4 }

MARCOS MEDRADO, DE BEM COM A POLÍTICA, VIVENDO SEU MELHOR MOMENTO COM O POVO

De origem humilde, o deputado se identifica com o povo, e todos fazem questão de fazer uma selfie ou foto com o parlamentar

Quem anda de bem com a política nacional é o deputado Marcos Medrado, que goza do privilégio de não ter se desgastado no decorrer do tempo no Congresso Nacional, pois era suplente e não participou dos momentos políticos mais quentes do Brasil. No caso do Golpe contra Dilma, e salvação de Michel Temer.

Aposta-se que dos deputados com mandato, a maioria terá dificuldades em se reeleger, os chamados golpistas já estão nas listas das redes sociais. Antigamente se esquecia deles, mas os tempos eram outros, não existia esse mecanismo de hoje que é a internet e as redes sociais para alertar, como se faz hoje.

Fala-se que na Bahia, os dossiês dos golpistas já estão prontos para serem lançados nos Whatsapps e Facebooks da vida. Dessas vez ninguém passará. Guardados para no momento certo serem relembrados ao eleitor, estão esses deputados e senadores que deram o golpe no Brasil. Não sobrará pedra sobre pedra, todos terão suas vidas mostradas para avivar nossas memórias.

Este é o momento de se renovar o Congresso Nacional, por isso, nomes como os de Marcos Medrado, e tantos que não participaram da tragédia nacional, podem se eleger com facilidade, porque não tiveram esse desgaste.

Medrado sempre foi bem aceito na região pelos serviços prestados à Valença e cidades do Baixo Sul, temos como exemplo uma emenda da Orla de Valença, que por descuido de gestores ainda não foi concluída, outra foi a reforma da Praça da Triana, além dos serviços prestados através de sua emissora de rádio, dando emprego e levando imformação a todos os rincões.

As pessoas demonstram simpatia pelo parlamentar, é sempre solicitado para visitar a zona rural de todos os municípios, está sempre ouvindo as comunidades e ainda tem tempo para ser deputado federal, dos mais atuantes na Câmara.

Comentários { 0 }

Deputados criam Grupo de Trabalho para apurar condições do transporte marítimo

Consternação. Com esse sentimento moradores da ilha e familiares das vítimas do naufrágio que vitimou 19 pessoas durante a travessia Mar Grande-Salvador, no dia 24 de agosto, clamaram por melhorias urgentes no transporte marítimo, de forma que novas tragédias não voltem a acontecer, em audiência pública, realizada nesta terça-feira (12), pela Comissão de Infraestrutura, Desenvolvimento Econômico e Turismo da Assembleia Legislativa, presidida pelo deputado estadual Hildécio Meireles (PMDB), no Plenarinho. Falta de preparo por parte dos tripulantes, omissão de socorro, além de má conservação dos equipamentos pautaram o debate.  

 “Não existia na embarcação pessoas capacitadas para nos salvar. Um marinheiro entrou em estado de choque e eu que, mesmo não sendo treinado para tal, coloquei um colete em uma mulher. Dei minha vida, pela dos outros “, cobrou o funcionário público, Eduardo Aguadê. Ao relatar que perdeu a mãe no acidente, o pescador Juraci Kledson, reclamou da ação da Capitania dos Portos, alegando que houve demora no resgate das vítimas. “Foram quase três horas para chegada de socorro e o sentimento que tive é que minha mãe e as outras vítimas foram abandonadas a própria sorte e quem vai me responder, nos responder  por isso. Até hoje nada nos foi dito”, questionou

Em meio à depoimentos comoventes, a Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transporte e Comunicações da Bahia (Agerba), representada pelo diretor, Luciano Marcelo Dantas de Souza, reiterou a responsabilidade do órgão quanto à fiscalização ao limite de passageiros, porém negou que tenha competência para deliberar sobre as condições meteorológicas para permitir o transporte.

Com isso, por conta da falta de representantes dos poderes, como Capitania dos Portos e Ministério Público Estadual (MPE), ficou definido que o colegiado implementará um Grupo de Trabalho,  juntamente com a sociedade civil, parlamentares e demais instituições ligadas ao assunto, com o objetivo de realizar um estudo e apresentar soluções para as condições das embarcações, bem como de todo o serviço marítimo prestado à população. “O que não podemos é fechar os olhos e acreditar que a tragédia foi uma fatalidade, já que os órgãos oficiais preferem se omitir”, desabafou o deputado Hildécio Meireles, reforçando a sua solidariedade.

Comentários { 0 }