“TODO DIA” A MESMA COISA

todoOlha, não é brincadeira, em pleno sábado você sai e  vai ao supermercado de sua preferência fazer compras e não consegue, porque dá de cara com um quadro desses da foto acima, onde você fica sem condições de estacionar. Pra isso aqui, existem várias interpretações: o supermercado já vendeu muito naquele dia, está cheio demais e não está mais recebendo clientes, está vendendo carrinhos, quer evitar que cubram sua fachada ou compraram a rua. Não é nenhuma dessas opções, na verdade, o supermercado está rerservando uma vaga para descarregar uma de suas carretas, no local. Agora, o interessante de tudo isso é que, a hora que eles começam a botar os carrinhos para reservar a vaga é meio dia, para o caminhão conseguir descarregar umas seis horas da tarde.

Eu poderia sugerir uma forma mais prática e econômica para resolver essa situação: levaria o caminhão grande para um local menos movimentado, contrataria uma pick-up pequena para transportar a mercadoria aos poucos, até o supermercado, e evitaria assim, que os clientes se desviassem para outros supermercados, que com certeza deve ser um grande prejuízo para a rede. É só fazer as contas no final do mês e ver se não estou certo.

Bom, se a prefeitura tivesse fiscais e o supermercado gostasse de cumprir as leis, nada disso aconteceria. Mas, infelizmente, quem faz as leis são os que pensam que são os mais sabidos…

Pior é que, isso acontece todo dia (talvez por isso a sugestão do nome do supermercado), e, pra mim, isso é renúncia de receita. Por incompetência.

Comentários { 2 }

DEFESA CIVIL, UPB, COMÉRCIO E PREFEITOS DO BAIXO SUL, SOLIDÁRIOS NA RECONSTRUÇÃO DAS CIDADES ARRASADAS PELAS ÁGUAS

Baixo sul

A solidariedade do povo valenciano é muito grande, depois que as chuvas arrasaram com algumas cidades, foi a vez do povo entrar em ação com seu apoio às pessoas que sofreram perdendo casas, eletrodomésticos e documentos. Existe uma grande mobilização por parte da Defesa civil, na pessoa do Dr. Salvador, da presidente da UPB, Quitéria, prefeitos do Baixo Sul e o Secretário Lau, que estão tentando amenizar o sofrimento daquele povo.

Queremos também destacar e parabenizar o comércio local que está empenhado em arrecardar, donativos para as pessoas que sofreram com as águas.

Comentários { 0 }

ASTRAM E FEMAMVA DESEJAM UM FELIZ NATAL

natal astram natal femamva

Comentários { 0 }

PONTO DE VISTA: REQUALIFICAÇÃO DA ORLA DE VALENÇA

Por: Olho Vivo

rla

Caros Leitores,

Gostaria da atenção de todos para o assunto em pauta. Trata-se da possível requalificação da Orla Fluvial de Valença.

Anseio de toda população valenciana, assim como um importante equipamento de laser, comercio e turismo de nosso município, a reforma da Orla precisa ser discutida amplamente por toda sociedade. Não podem de forma singular apresentar um projeto e dele fazer o ponto de partida para um investimento que a olho nu será mais uma extravagancia do dinheiro publico. Não se trata do quantitativo do aporte e sim da falta de planejamento em diversas áreas que por sua vez parecem estar esquecidos.

Primeiro ponto: Transito

O estudo de ré equacionamento da via e ou BR 001 que corta a cidade. Não é preciso ser especialista na área, para entender que com o crescimento do trafego de carros de todos os portes e a falta de um semi-anel rodoviário há um afunilamento de vias em Valença, dificultando ainda mais a fluidez do transito. Com isso a importância de antes de qualquer reforma analisar a possibilidade do recuamento da Orla nas proximidades do Ponto Chique à Butano, com isso desafogando o transito.
Na execução do projeto deixar um espaço que corresponda a futura instalação de uma quarta ponte interligando a rua Marechal Floriano Peixoto (Rua da Escalada) a Av. Maçônica.

Segundo Ponto: Comercio

Não é difícil notar que a ré instalação de 13 quiosques é absurdamente desnecessária e inoportuna para a dimensão do espaço. Devem ter bom senso em saber que uma requalificação de um espaço precisa de forma técnica ser avaliada. A exemplo de outas orlas, onde a diversificação dos serviços e a prioridade em áreas comuns às transformam em modelos a serem adotados. Basta lembrar-se da quantidade de quiosque que por anos permanecem sem ocupação, sendo este o insucesso do projeto original.

Terceiro ponto: Qualificação

Como explanado no item acima, se faz necessário o estudo de negócios a serem instalados no equipamento. Exemplo de atividades (diversidade nos negócios) Sorveteria, pizzaria, bar, restaurante, banca de jornal, tabuleiros de acarajé … Desta forma a sobrevivência comercial pode ser efetivada e a satisfação do publico realizada. Para isso o poder publico pode contar com a larga experiência do SEBRAE e os postos de orientação disponíveis (SENAE, SENAC…)

Quarto ponto: Discussão aberta

Como se trata de um investimento de grande porte e de duração permanente, sugiro a discussão com os diversos seguimentos da sociedade (Associação da Orla, CDL, OAB, Segurança Publica…) e a formação de núcleo com pessoas de variados seguimento com o objetivo de aprovarem a requalificação mais indicada.

Promover uma “competição” entre profissionais da área com o objetivo do desenvolvimento de alguns projetos a modo que, o que mais se enquadrar as necessidades possa ser contemplado. Não sei ao certo, mas acho que pode ser através de licitação do projeto.

Quinto ponto: Equívocos cometidos

A falta de planejamento no nascedouro da Orla inviabilizou a sobrevivência da mesma. Não quero com isso tirar o mérito dos gestores que a conceberam, apenas evidenciar que é necessário um amplo estudo para esse quadro não voltar a se repetir.

A atual gestão já comprometeu parte do restrito espaço com a construção de uma academia de ginastica, equipamento importante que deveria ser instalado em áreas de maior densidade populacional. Visando o holofote, um destaque imediatista esta construção ocupa o local onde poderíamos ter uma concha acústica, palco de cultura e laser, não um palco para se promover.

Finalizando os equívocos cometidos gostaria de citar dois últimos pontos: Um determinado empresário do ramo de material de construção faz do final da orla a extensão de seus depósitos. Um verdadeiro absurdo!

A Orla Fluvial de Valença não é apenas o calçadão e os quiosques, toda margem do RIO Una precisa ser requalificada e para isso é incabível aceitar que uma entidade como a ASTRAM transforme um terminal marítimo em uma verdadeira esculhambação.

Esse e meu ponto de vista, ser oposição não é apenas criticar. Solicito o espaço deste blog para começarmos uma discussão em beneficio a um equipamento que sem duvida é muito importante para nossa cidade.

Por motivo de força maior não vou me identificar.

Comentários { 0 }

Entidades Empresariais falam sobre apoio ao Natal Solidário

WENDERSON

Wenderson Brito, valenciano que hoje gerencia as Entidades Empresarias de Santo Antonio de Jesus

Por volta das 13h desta sexta, 19, o gerente das Entidades Empresariais de Santo Antônio de Jesus – ACESAJ, CDL e SINCOMSAJ –, Wenderson Britto, participou do programa Andaiá urgente, mediado pelo radialista Lélis Fernandes, da rádio Andaiá em Santo Antônio de Jesus.

Na oportunidade, Britto falou sobre a participação das entidades que representam o comércio santoantoniense na campanha Natal Solidário, desenvolvida todos os anos pela rádio Andaiá, que conta com apoio da sociedade civil e de diversos órgãos e entidades da cidade.

Para o gestor, a ação é importantíssima, pois incentiva a solidariedade e proporciona a várias famílias o alimento para a ceia natalina; Britto ainda deixou um recado:

“A solidariedade não tem que ser apenas no natal, e sim o ano inteiro. As pessoas precisam refletir mais sobre isso”, pontuou esperançoso.

Ao final da entrevista, Wenderson parabenizou as entidades e órgãos que apoiaram a ação social e estimulou as empresas do comércio local a tornarem a ação um hábito cotidiano.

“Parabenizo às entidades que apoiam esse evento e convoco as empresas que possam, a contribuir com essas pessoas que precisam durante o ano inteiro”, concluiu o gestor.

Comentários { 0 }

“Natal de Luz” na Praça da República

Neste sábado, 20, na Praça da República, tem inicio a programação oficial do Natal em Valença.   O “Natal de Luz”, como é denominado o evento, tem a sua realização conduzida pela secretaria municipal da Promoção Social.  Desde o início do mês que a principal praça da cidade vem apresentando, a exemplo do que aconteceu no ano passado, uma bela decoração natalina. Com a proximidade do dia da festa maior da cristandade, passa também a oferecer à família valenciana e quem ali se dirigir neste período variadas atrações com apresentações musicais e teatrais.

Veja a programação do Natal de Luz, na praça da República:

NATAL

Comentários { 0 }

ATENÇÃO VALENÇA, A CDL DE SANTO ANTONIO DE JESUS INFORMA OS HORÁRIOS DE FUNCIONAMENTO DO SEU COMÉRCIO

saj

Comentários { 0 }

NÃO HAVERÁ TERCEIRO TURNO, AFIRMA TÓFFOLI, PRESIDENTE DO TSE

“Não haverá terceiro turno na Justiça Eleitoral. Que os especuladores se calem. Não há espaço”, afirmou Dias Toffoli, presidente do Tribunal Superior Eleitoral.

Comentários { 0 }