SE NÃO PODE COM O INIMIGO, JUNTE-SE A ELE

acm netoDepois da desgastante luta na eleição passada, sem conseguir eleger seus candidatos, parece que ACM Neto resolveu seguir as característicaqs do avô, o senador ACM, que é sempre de ficar próximo do governo federal. Cogitaram que ACM Neto poderá ir para o PMDB, sim, ele poderá estar próximo do governo porque também já se falam que os irmãos Vieira Lima  não mais conduzirão o partido na Bahia, falam até em expulsão deles, pois a degradação do partido foi vista a olhos nus provocada pela arrogância deles.

ACM Neto já demonstra humildade, não se sabe se pela natureza ou pelo oportunismo, mas a verdade é que ele sabe jogar melhor que Geddel. Com isso, quem ganha é a Bahia, é Salvador e o povo baiano.

Vamos esperar o desenrolar dessa história, ver outros que deverão pular também junto com o líder do falido DEM para a base do governo e com isso fortaleceremos o nordeste e recharemos de vez os preconceituosos e odiosos que participam dessa campanha xenofóbica contra o povo nordestino.

Comentários { 0 }

Quase Escritores, 20 anos depois

(para minhas alunas e poetisas Tanile e Mayse, com o desejo de nunca parem no “quase”)
 
escritoresProf. Ricardo Vidal
Escritor, especialista em Estudos Linguísticos e Literário,
membro da Academia Valenciana de Educação, Letras e Artes
Professor de Inglês no Colégio Estadual Hermínio Manoel de Jesus
 
   Estou no meu escritório ouvindo as músicas de Rose Azevedo enquanto olho para as estantes de minha biblioteca. Na prateleira que dediquei à literatura de minha terra, dentre as obras de Zacarias de Góis e Vasconcelos, Fábio Luz, Galvão de Queiroz e meus confrades e confreiras da AVELA, está um livro de capa azul e título ousado: Quase Escritores. E fico pensando quantas águas passaram por debaixo da ponte nos últimos vinte anos que separam o lançamento desse livro e o momento que escrevo essa crônica.
   O livro em questão surgiu por iniciativa de minha mestra e confreira Rosângela Góes, como parte daLiterarte – festival artístico promovido pelo Educandário Paulo Freire, no já distante ano de 1994 e que, além do lançamento do livro, houve uma palestra de abertura com Araken Vaz Galvão, exposição de trabalhos de artes dos alunos e um recital que se finalizou com um coral de professores e alunos e um “pocket-show” da professora Rose Azevedo. A antologia em questão era resultado de um concurso literário interno em que os alunos podiam inscrever até dois textos. Relembro-me desses fatos porque, dentre os textos escolhidos para o livro, está minha crônica “Saudades” (texto baseado em uma redação escrita por mim quando estudei a então oitava série do 1º Grau no Colégio Social de Valença, sob a orientação de profa. Dinalva Teles). Fora o meu primeiro texto publicado em livro e por isso, eterno motivo de orgulho. 
   Mas, ao lado de minha alegria pessoal, existe uma coisa que me deixa, não sei por que, reflexivo: o título nos anunciava com uma ousadia ímpar. Quase ES-CRI-TO-RES. Aqueles “aborrescentes” e “crionças” estavam sendo alçada a condição de futuros colegas de Castro Alves, Jorge Amado e Dias Gomes que apenas davam o primeiro passo, mas poderia se esperar vôos audazes nos futuro. Quiçá, poderiam ser eles um possível foco de renovação literária para nossa cidade – acaso eles cultivassem o hábito da escrita criativa e perseverassem no desejo de editarem mais e mais textos seus. No entanto, o que aconteceu foi que praticamente esses “quase escritores” passaram ao largo da trilha de Cervantes. São hoje profissionais de saúde, professores e advogados cujas mãos deixaram de empunhar a pena de Camões e a lira de Virgílio. Alguns sequer devem ter em casa uma cópia do livro ou se lembram dos textos que publicaram. E quanto as letras valencianas, elas vieram se renovar sim – mas pelas mãos de algumas das professoras que tão entusiasticamente proclamavam a admiração pelos primeiros textos de seus jovens participantes da antologia. 
   Por isso que fico até tentando a perguntar a profa. Rosângela: Cadê esses quase escritores hoje? Por que não vemos mais textos deles publicados? Será que valeu a pena, ao final das contas, o esforço ter publicado esse livro, quando vemos que praticamente ninguém mais seguiu a carreira literária? No entanto, minha intuição me adverte que, se algum dia que lhe fizer pessoalmente essa pergunta, a resposta estará na ponta da língua, nos versos de Pessoa: “Tudo vale a pena / se a alma não é pequena”. E alguns desses resultados estão aí: Vinte anos depois, a jovem professora que realizara o pocket-show gravou seu CD: Dom – Rose Azevedo se mostrou nele uma inspirada cantora e compositora. Um dos alunos que participou da antologia se formou em Cinema pela Universidade Federal Fluminense – Alan Barros  Nogueira atualmente escreve roteiro de filmes no Rio de Janeiro. E mais outro, que participou tanto do livro como do coral de alunos e professores, esse sim realmente virou escritor – Ricardo Vidal ganhou vários prêmios literários, publicou seu próprio livro e tornou-se o jovem confrade de suas mestras dentro da Academia.
   As sementes artísticas lançadas por professoras Rosângela, Perpetinha e Raimundinha, de alguma forma, frutificaram. E quantas mais ainda irão frutificar?
Comentários { 0 }

Frente de Dilma sobre Aécio, em Valença, foi de mais de 77%

JU E DIIsto considerando o confronto direto dos votos válidos dados aos dois candidatos e a vantagem prol Dilma: 26.244 e 14.803 de Aécio. O expressivo resultado é creditado ao apoio da prefeita Jucélia

Traduziu-se nas urnas, em Valença, o apoio da prefeita Jucélia Nascimento às candidaturas de Rui Costa, para o governo do estado, e de Dilma Roussef, para a presidência do Brasil. Apurados os resultados das últimas eleições, os dois saíram amplamente vitoriosos no município. Ao empenho de Jucélia somou-se o reconhecimento da população, que sinalizou positivamente para as obras e investimentos que tem chegado para a cidade.  Durante a campanha, o discurso da prefeita pautou-se muito nesse sentido, ressaltando sobre a “necessidade da continuidade da parceria de resultados que tem feito Valença se desenvolver”. E não deu outra. “Eu estava sempre lembrando os benefícios que Valença vem recebendo e, felizmente, as pessoas se mostraram conscientes disso”. Jucélia se referindo à credibilidade e o prestígio que atualmente o município dispõe junto aos governos estadual e federal e que vem rendendo as obras que gradativamente melhoram a cidade e a vida da população. No leque dessas obras constam o Samu, o Sac, o aeroporto funcionando, a inclusão no projeto da ponte Salvador-Itaparica, novas máquinas para obras de infraestrutura urbana e rural, a Base Comunitária de Segurança, a ponte Águas de Março, 05 novos colégios na zona rural, o novo campus da Uneb, 2 mil casas do programa Minha Casa, Minha Vida, ruas asfaltadas e a cidade melhor iluminada.

Já eleito no primeiro turno para governador da Bahia, Rui Costa obteve em Valença 18.249 votos, contra 15.564 do candidato Paulo Souto, com quem polarizou a campanha.  Com relação à reeleição da presidenta Dilma Roussef, Valença não só confirmou o que já havia feito no primeiro turno como também ampliou a sua expressiva votação à candidata no segundo turno. Foram 26.244 votos obtidos, contra 14.803 do candidato da oposição, Aécio Neves.

Conforme números apresentados pelo TRE-BA, 44.658 pessoas compareceram às sessões eleitorais em Valença no dia 26, correspondendo 73,29% do total do eleitorado local, registrado naquele momento como sendo de 60.932 eleitores. Nesse comparecimento, 1.030 (2,31%) votaram em branco, 2.581 (5,78%) anularam o voto, 41.047 (91,91%) validaram e 16.274 (26,71%) abstiveram-se de votar. Do total dos votos válidos (41.047), Dilma obteve 26.244 (63,94%), enquanto para Aécio foram 14.803 (36,06%). Em outra projeção, quando esses números são confrontados entre si, a vantagem em favor de Dilma é de 77,29%.

“O povo entendeu que não podíamos parar e votou em Rui e Dilma”, disse a prefeita logo após o resultado das eleições. Apontando para outros projetos, que segundo ela já estão engatilhadosconcluiu feliz: “Valença vai seguir melhorando”. Dentre os projetos citados pela prefeita e que estão sendo encaminhados para o município estão o Centro de Iniciação ao Esporte, 09 modernas creches-escolas, o anel rodoviário, a UFRB, hospital regional, a conclusão da UPA, a requalificação da estrada para Bom Despacho, a nova orla do Rio Una, o frigorífico-abatedouro, mais ruas asfaltadas, novo terminal hidroviário na Praça da Bandeira e o saneamento básico de toda cidade.

Ascom/Governo de Valença/por Ivanmar Queiroz

Comentários { 0 }

R$ 1,5 MILHÃO DE REAIS ENTRAM POR MÊS EM VALENÇA ATRAVÉS DO BOLSA FAMÍLIA

bolsaDados do Portal da Transparência, do governo federal, apontam que valencianos receberam, de janeiro a agosto de 2014, R$ 11.926.955,00 provenientes de transferências diretas do Bolsa Família (Transferência de Renda Diretamente às Famílias em Condição de Pobreza e Extrema Pobreza – Lei nº 10.836, de 2004). De acordo com o Portal, 11.021 famílias recebem o benefício no município. O menor valor pago por mês foi de R$ 38 e o maior, R$ 417, com o beneficiário chegando a receber um total de R$ 3.061 durante o referido período.

Comentários { 0 }

ENQUETE PRA PREFEITO DE VALENÇA

A eleição para deputado, senador, governador e presidente chegou ao fim, daqui pra frente vamos tratar de eleição municiopalpra e de preferência do nosso município. Iniciaremos aqui com uma enquete pra ver o que as pessoas acham dos nomes apresentados, poderemos mudar ou acrescentar em outras enquetes, mas primeiro vamos ver testar esses nomes. Os que forem menos votados sairão e darão espaço para outros, e, os nomes mais cotados continuarão na enquete.

Colocamos nomes de pessoas que estão na mídia da cidade, os nomes mais falados no dia a dia e os nomes dos políticos que mais se destacam.

Vamos votar!

Comentários { 0 }

O VOTO DO CROCODILO

Assim como Sarney, tem muitos por aí, eles nunca nos enganaram. Esse senador é o supra sumo da maladragem, nunca enganou a ninguém, ele, Paulo Maluf, Collor, etc… Todos nós sabemos que, um dia que o PT perder o poder, eles estarão migrando para o outro lado. São oportunistas, mas o PT também sabe usar esses vermes e num momento oportuno dá o trôco, assim como, aconteceu agora no Maranhão, já começou a cair o império dos Sarneys.

Comentários { 0 }

MÉDICO DE VALENÇA, SURTADO, PUBLICA NO FACEBOOK

Pelo visto o ódio político afetou até nossos conterrâneos. Eu li a publicação numa rede social de um médico aqui da cidade, onde ele destila todo seu ódio em cima de quem votou contra Aécio Neves. Não vou mostrar o perfil dele aqui, porque ele foi esperto e já retirou a publicação, mas muita gente já acionou o MP e logo todos irão saber de quem se trata a ira preconceituosa.

Vejam abaixo a publicação na íntegra:médico

Procurem se informar de quem se trata, e, antes de irem a esse médico, não esqueçam de evitar de falar que votou em Dilma, já que ele disse que nós somos abjetos, que “o Ebola nos saúda e Lúcifer manda lembranças esperando nossas visitas” corre-se o risco dele te executar na mesa de cirurgia.

Comentários { 4 }

AMAMFLORA – JUNTOS SOMOS MAIS FORTES

floraFundada em 2011, a Associação de Moradores da Rua Marcondes Filho, Loteamento Nova Flórida, Desembargador Amâncio de Souza e Rua 10 de Novembro denominada de AMAMFLORA, presidida por Luciane Machado tem por objetivo a união visando buscar ações, projetos e melhorias para essas comunidades.

Diversas revindicações são realizadas pela AMAMFLORA, a exemplo de reposição de iluminação pública, reconstrução de calçamento, implantação de quebra-molas, limpeza das ruas com o apoio da Prefeitura de Valença. Festas com datas comemorativas também são realizadas pela associação na Praça da AMAMFLORA  uma  outra ação conquistada pela entidade foi a entrega de alimentos do PAA a famílias cadastradas em parceria com a Secretaria Municipal da Promoção Social. O slogan da associação é: Juntos somos mais fortes.

FEMAMVA

Luciane Machado acumula também a função de secretária executiva da Federação Municipal das Associações de Bairros de Valença(FEMAMVA) e em conjunto com o presidente da entidade, Romilson Muniz ela é a responsável por diversas ações e projetos desenvolvidos nas associações de bairros da cidade. Promoção de confraternizações, interação social, regularização de documentos das associações, agregação com o comércio local, poder executivo, judiciário são ações realizadas pela FEMAMVA diuturnamente.

Gincana nos bairros e Garota FEMAMVA são destaques da entidade. A FEMAMVA promove também uma festa com os aniversariantes do mês das associações de bairros de Valença, além é claro, de atrair projetos e ações com entidades municipais, estaduais e ONGs garantindo uma melhor qualidade de vida aos seus associados.

Comentários { 0 }