Archive | julho, 2011

Dezoito mil pessoas em Valença vivem na mais absoluta miséria mostrou o último senso do IBGE 2010

Por: Carlos Henrique Lima

miséria A muito desconfie que a nossa Valença figurava entre as mais desiguais da regional baixo sul, mas faltava provar, sobrando apenas conjecturas.

As causas de tanta miséria em cidade similares a Valença segundo aponta inteligente reportagem da Folha de São Paulo, publicada neste último domingo 31/07/2010, gravitam em torno da vergonhosa concentração, bem como a incapacidade dos municípios seguirem investindo em política públicas de combate a pobreza e inclusão social, apesar de demonstrarem na pesquisa alta circulação de riqueza(PIB per capta), como são os casos na Bahia de São Desiderio e Luiz Eduardo Magalhães, São Francisco do Conde e Cairu, aqui pertinho da gente.

A pesquisa aponta que hoje pelo menos 20% da população de Valença vivem abaixo da linha da pobreza, índice este, estabelecida recentemente pelo governo federal de R$ 280,00  mês. Os dados são públicos e estão disponíveis para qualquer um acessar no site do IBGE. São 18.000 pessoas vivendo na mais absoluta merda, sem qualquer amparo do governo e da sociedade e que simplesmente fingimos não ser um problema a enfrentar no próximo pleito eleitoral

A política paternalista do tio “por mais emprego” não atingiu essas milhares de pessoas, programa esse que na verdade se mostrou oficioso, desastroso e profundamente demagógico, se é que um dia ela de fato existiu.

O momento protesta profunda atenção e cuidado com o nosso povo mais pobre, a proximidade da quadra eleitoral e a sucessão política do executivo e do legislativo, devem ser pautadas por uma agenda POSITIVA que englobe os reais problemas da nossa gente, não os interesse dessa ou daquela família, desse ou daquele grupo, dessa ou daquela panela, dessa ou daquela facção.

A conjuntura requer uma AGENDA que perpassa pela elaboração de um planejamento estratégico que possa nortear tanto a aplicação de recursos públicos municipais, como possibilidade de atração de recursos de outras esferas de governo, propiciando a geração de emprego, renda e oportunidades para esse recorte populacional esquecido.

Não temos um PIB alto, muito menos Renda Per capta, mas podemos mudar essa realidade através de uma política honesta, força de vontade e solidariedade com os mais pobres, por isso a importância de se saber o que pensam, os candidatos a prefeito e a vereador de nossa cidade quando a pauta é pobreza e miséria, desconcentração de renda e programas sociais que possam fazer a diferença em nossa cidade.

Tomemos muito cuidado com lobos em pele de cordeiro. Chega de assistencialismo barato. O povo não quer só comida. O povo quer resultados. Com a palavra os candidatos a prefeito e a vereador.

Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/poder/951982-miseria-persiste-em-30-das-200-cidades-com-pib-mais-alto.shtml

Comentários { 18 }

GINASTAS DA TOP GYM

Será que nossos empresários, vendo essas carinhas, não sentem vontade de ajudar essas brilhantes atletas de nossa cidade?

Vamos lá empresários de Valença, vamos ajudar professora Gil a realizar o sonho dessas crianças na Ginástica Rítmica. Vamos ajudar, entrem em contato com o blog pelos comentários.

top gym1 Segue foto da maioria das meninas que irão defender Valença em Camaçari na cidade do saber dia 13 de agosto são ao todo 16.A maioria enfrentará o desafio pela primeira vez. Muita torcida e apoio elas precisam pois amam a cidade e o desfile de solenidade não carregamos a bandeira de nossa equipe e sim a de Valença. Se ganharmos em alguma categoria o hino de nossa cidade será tocado no evento com muita emoção e orgulho.

top gym2top gym3 Força equipe TOP GYM.

Comentários { 1 }

Governo apresenta projeto Morada Produtiva em Brasília

car Melhorar a vida e fortalecer a cidadania de centenas de famílias de agricultores em condições de pobreza e extrema pobreza distribuídas nos 27 Territórios de Identidade da Bahia.  Com este objetivo, o secretário de Desenvolvimento e Integração Regional, Wilson Brito, esteve no final da tarde de ontem (27), na sede do Ministério das Cidades, em Brasília, para apresentar ao ministro Mário Negromonte o programa de habitação rural Morada Produtiva.

A iniciativa, que contempla comunidades rurais em todo o estado, se junta a várias ações de combate à pobreza e fomento ao desenvolvimento regional sustentável, que vêm sendo empreendidas pelos governos estadual  e federal, a exemplo do programa de Inclusão Produtiva e do Brasil sem Miséria, respectivamente.

Segundo o secretário Wilson Brito, a idéia é dar ênfase à metodologia de integração de programas e projetos da Sedir/CAR e do governo, buscando a construção de moradias com base em uma política mais ampla. “Queremos melhorar a situação habitacional destas comunidades, mas estar também atentos às questões relacionadas à produtividade, ao crescimento social e ao desenvolvimento dessa população”, disse.

Para formatar a proposta, já está sendo constituído um grupo de trabalho da Sedir/CAR e do ministério. O projeto está sendo analisado pelo Ministério das Cidades e terá uma duração de quatro anos.

Estiveram presentes ao encontro, os coordenadores do Programa de Combate à Pobreza Rural (PCPR)/Produzir, Cláudio Queiroz, de projetos de Desenvolvimento Regional da Sedir, Eduardo Gomes, o coordenador executivo de políticas do Desenvolvimento Regional, Tiago Cavalcanti, e os assessores da Diretoria Executiva da CAR, Lanns Almeida e Roberto Freire.

Comentários { 1 }

O QUE ROLA NO TWITTER

Kadu Lisboa

kadu_lisboa Kadu Lisboa

21% do povo de Cairu vive abaixo da linha da pobreza. A gestão pública na região ñ consegui enfrentar a miséria. ven.to/i7M

Manoel Durrel

@manoelsajManoel Durrel

@kadu_lisboa nem os milhoes arrecadados com a taxa de turismo dão jeito em cairu…

Comentários { 1 }

OS MANOS

os manos

Comentários { 0 }

Éh, Ricardo tem me decepcionado como político e como pessoa

Por: Viviane Medeiros, a irmã de Valéria

Éh, Ricardo não quer saber mais deste blog que o ajudou em muitos momentos (e torço pela reconciliação de Pelé com Moura);

Éh, Ricardo não freia os devaneios postados por sua irmã Sandra em um blog que ele disse não querer mais saber;

Éh, Ricardo tem despertado em mim longos momentos de reflexão sobre sua personalidade;

Éh, este talvez seja meu primeiro e último post (quem geralmente comenta é minha irmã Valéria Medeiros);

Éh, Ricardo tem me decepcionado como político e como pessoa (não pq prestigiou as ações do RV, longe disso!), mas por se achar a “última bolacha do pacote”;

Éh, Ricardo, acabo de rever os meus conceitos e acho que vc não É O CARA e nem será um divisor de águas na política de Valença;

Éh, Ricardo, se isso lhe interessar, de mim vc só terá os cordias cumprimentos, EMBORA NÃO TENHA MAIS O MEU VOTO. O 15… virou lenda!!!
Boa Sorte!!! Você precisará…

Comentários { 13 }

“SEM CERTIDÃO DE NASCIMENTO, NÃO SOU NINGUEM!”

O texto que Ruiter Franco aprovou

Por: Eva

É lamentável ver pessoas sem “identidade própria” brigarem para que o nome de seus ancestrais apareçam para servirem de referencia por aquilo que eles não são.
Todos me conhecem pelo que sou e faço, não pelo que meus pais foram ou são; quem utiliza desses artifícios e memórias, não possuem identidade propria e se agarram nos feitos de outrem (mesmo que pai ou mãe) para serem lembrados pelo que não são (se é que são lembrado ou conhecidos), não trazendo a memória do povo nenhuma virtude ou ação digna de referencia.
Vale lembrar que em famílias de bem pode haver desvios de conduta; é o caso do finado “Babilônia”, que mesmo tendo pais honrados, pessoas de bem e evangelicos, optou pelo mundo do crime, só por exemplo.
Cuidado com os que utilizam sobrenome para se identificarem; Se não teem nome próprio não merecem crédito.

Comentários { 3 }

ADEUS KARLINHA

                                   Karlinha e sua irmã Karenclip_image001Recebemos a pouco uma triste notícia, acabou de falecer Karla Taiza Conceição da silva, a Karlinha, nossa vizinha.

Karlinha era amiga dos meus filhos, Daniel e Mariana, filha de Sinha, irmã de Karen e Jéssica, neta de dona Nete, nossa vizinha de muitos anos. Viveu aqui na rua Duque de Caxias toda a sua infância e adolescência, depois mudou-se para Aracaju, onde fazia faculdade. Karlinha foi acometida de uma inesperada doença que a levou a morte.

Agora, fica a saudade e as boas lembranças dessa garota bonita, inteligente, filha dedicada que o destino tirou de nós prematuramente.

Adeus Karlinha, que Deus esteja do seu lado, ajudando todos nós a superar essa dor.

O seu sepultamento será amanhã em Aracaju, na Colina da Saudade, às 13 hs.

Comentários { 8 }