Archive | janeiro, 2007

VALENÇA, o melhor lugar do mundo

Hoje me perguntaram porque eu coloquei a frase (Valença o melhor lugar do mundo), na tampa traseira do carro da nossa sorveteria. Eu respondi que era o que eu achava, e portanto fiz questão de manifestar essa declaração. Porém não foi o que acharam, disseram que aquilo era um frase com sentido de gozação, porque acham que os nossos governantes tratam a cidade com descaso. Eu concordo com quem acha isso, mas não teria sentido fazer esse jogo de frase para que os nossos governantes se toquem e entendam que eu não estou falando sério e sim fazendo uma gozação. Afinal, poucos poderiam entender que isso seria uma gozação, e se fosse, depois eles poderiam ficar decepcionados comigo.
Não meu amigo, não é uma gozação não, é a pura verdade, e eu tenho fortes motivos para achar Valença o melhor lugar do mundo; aqui eu conheci a mulher que tornou-se minha esposa, Marivan, e me deu dois filhos maravilhosos Daniel e Mariana , fiz grandes amigos, tornei-me comerciante e sempre fui prestigiado por todos, não tenho inimigos, se por acaso aparecer algum que se diga meu inimigo, esta na hora da gente acabar com isso, e torne-se meu amigo, porque além de achar Valença o melhor lugar do mundo, aqui também tem o melhor povo do mundo.
Eu amo todos vocês.

Um forte abraço.

Comentários { 9 }

Estão depredando o nosso Guaibim

Olá meus amigos, depois de alguns dias sem editar uma linha sequer. Sou obrigado a retornar para denunciar o que estão fazendo com o nosso Guaibim.

Ontem por volta das l5h, nas proximidades da nossa sorveteria, quem passou por ali ficou estarrecido com a altura do som de dois carros, desses potentes. Fico pasmo com aquela poluição sonora e o de ontem eu nunca vi algo igual. Nem mesmo aqueles trios elétricos de Salvador tinham um som tão alto.

Meus amigos, o que eu fico impressionado é com o que eles ouvem, músicas de péssima qualidade, e o pior é que nós temos que engolir aquilo também.

Muito bem, depois de algum tempo desse espetáculo de mau gosto apareceu a polícia e mandou os arrocheiros abaixarem o som. Juro que quando abaixaram o maldito som, eu até achei legalzinha aquela música, talvez por causa dos meus tímpanos que estavam mais confortáveis naquele instante.

Não demorou muito tempo, cerca de 5 minutos depois da polícia pedir para abaixar o som e eles, os arrocheiros, voltaram a aumentar o som. Resultado: fechei a nossa sorveteria e me afastei do local, pois ali não entrava ninguém e nós que trabalhávamos ali não iríamos suportar.

Os jovens que ouviam (e faziam com que metade do Guaibim também ouvisse) o som, desafiou a polícia por mais uma hora. E quando eles resolveram desligar o som, nós voltamos.

É uma pena tudo isso acontecer, afinal, praia é sinônimo de descanso, e o Guaibim está sendo depredado por esses turistas exibicionistas, mal educados, inescrupulosos e de mau gosto. Se as autoridades deixarem a vontade esse tipo de coisa, infelizmente vamos ter que mudar de praia. Como não vejo outra opção em ter que mudar de praia, então vamos agir. E aqui vai meu primeiro desempenho: Senhor Prefeito, se não queres fazer obras no Guaibim (que está um caos) pelo menos acione uma comissão para para resolver esse problema da poluição sonora. Por que senão nossos turistas de Brasília, Goiânia, Tocantins, do Oeste baiano, etc. vão embora e não voltam mais, a não ser que o senhor não esteja nem ai pra o Guaibim, afinal esse povo não te deu votos, aliás o senhor está no poder sem ao menos ter sido eleito. Coisas da Bahia.

Eu volto pra falar de sorvete com calda de chocolate quente.

Um abraço!

Comentários { 3 }