A COVARDIA DOS ATAQUES A LAU E JUCÉLIA É FRUTO DO MEDO QUE SEUS ADVERSÁRIOS POLÍTICOS SENTEM DELES

Nos Banners forjados por seus adversários, Lau e Jucélia servem de ataque a toda hora por adversários políticos, isto sem que eles ainda tenham definidos se serão ou não, candidatos

Alguém pode imaginar o estrago que Jucélia poderá fazer aos seus adversários quando ela declarar que vai disputar a eleição de Valença? Tenho visto os ataques que o pessoal tenta fazer ao seu esposo Lau, sem ao menos ela dizer que é candidata, já pensou quando ela entrar em campo mesmo, e disser: sou pré-candidata?

Essa coisa de bater em Lau para atingir Jucélia já vem de muito tempo, desde quando Jucélia assumiu o governo de Valença. Na verdade, criaram um certo ódio do moço, lá no início de seu governo, porque ele funcionava como testa de ferro dela. Os malandros da política tentaram sentar na cadeira de Jucélia e ele não deixou, tentaram fazer esquemas e ele fiscalizava bloqueando tudo.

Lau virou político desde cedo, teve uma escola dentro de casa, seu pai, o ex-vereador Lelo que sempre fez trabalhos sociais, ajudava pessoas antes mesmo de ser vereador. Com isso: Lelo virou uma espécie de Irmã Dulce no Distrito de Serra Grande, ajudava as pessoas de todos os lugares, principalmente seus conterrâneos.

Contam histórias de que, ele colocava os filhos para dormirem no sofá para ceder lugar a algum doente que se hospedava em sua casa. Era praxe, isso.

Hoje, Lau tem um trabalho do mesmo tamanho ou até maior que o do seu pai, que por sua vez já deveria ter passado o bastão, mas insiste em ajudar as pessoas. Na verdade toda sua família faz esse trabalho social, Jucélia também continua ajudando, abrindo as barreiras que existem dentro da burocracia da saúde para que todos sejam assistidos.

Tenho exemplos de muita gente que essa família já ajudou, acho uma ingratidão quando fazem esses tipos de difamação, uma mesquinhez, coisa de gente sem o que fazer, de quem quer defender suas mordomias. O melhor de tudo é que tem muita gente que falou tanto de Lau e Jucélia e depois, num momento difícil, correram para eles. Alguns ficaram com tanta vergonha que choraram quando viram o desempenho deles em ajudar. Melhor: sem mágoas, sem perseguição, com carinho e dedicação.

Portanto, não adianta falar que Lau é “isto ou aquilo”, quem conhece eles (lau e esposa)  sabe que tudo não passa de inveja, de mal caratísmo, de perseguição velada, quem fala deles não dá as caras. Quase todos os amigos de Ricardo Moura foram assistidos por Lau, alguns chegaram a morrer em seu colo.

O deputado (Raimundo Costa) quando convocou ele para fazer parte de seu grupo, fez porque sabia que ele tem mais a somar, os outros se matam roendo as unhas com isso.

Perguntei a ele se sabia que estavam distribuindo uns banners de difamação com seu nome, e ele respondeu: “Pelegrini, creio que só depois das eleições vou ter tempo de ver esse negócio, pois minha corrida é diária, durmo pouco, quase não tenho tempo de ver redes sociais, amanhã (que é hoje, domingo (03)) mesmo estarei levando dois pacientes para fazer duas cirurgias dos olhos que custam mais de R$ 20 mil reais, são coisas que a gente consegue com amizade, então eu preciso cuidar do povo primeiro, depois desses capadócios (risos)”.

Viva Lau! Viva Jucélia! Viva Lelo! Que, enquanto uns se colocam como canalhas para falar deles, eles trabalham em benefício da saúde do povo, são procurados a todo o momento, por gente de Valença e toda a Bahia.

4 Respostas para A COVARDIA DOS ATAQUES A LAU E JUCÉLIA É FRUTO DO MEDO QUE SEUS ADVERSÁRIOS POLÍTICOS SENTEM DELES

  1. Edson F. novembro 3, 2019 às 9:50 pm #

    Pelé, pq vc não concorda com a nomeação do filho do Bolsonaro pra embaixada do EUA?

    A ( ) O cabra é ruim de inglês.
    B ( ) Não é diplomata de carreira para a principal embaixada do Brasil no exterior.
    C ( ) O povo que o elegeu confiou nele para o representar como deputado e não para largar o mandato.
    D ( ) NEPOTISMO.

  2. pelegrini novembro 4, 2019 às 11:13 am #

    Edson, eu não concordo ou discordo disso, eu só acho ele um animal, por mim ele vira embaixador, presidente, santo, deus, o que quiserem que ele seja. Agora, se dependesse de mim ele iria morar em Dubai, com tudo pago pelo governo brasileiro, só pra ele não pisar o pé no Brasil.

  3. Edson F novembro 4, 2019 às 3:06 pm #

    Pelé, eu acho imoral o nepotismo.

    No caso o casal da postagem acima: nomear marido pra secretário é nepotismo.

    Se o marido da ex prefeita pode ser secretário o filho do Bolsonaro tb pode ser embaixador.

    O mérito é ser ‘amigo do rei’. Aí é mole.

    Tá na Constituição :

    Art. 37. A administração pública direta e indireta de qualquer dos Poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios obedecerá aos princípios de legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência..

    O nepotismo fere o princípio da impessoalidade como dito acima.

    “por mim ele vira embaixador, presidente, santo, deus, o que quiserem que ele seja. ”

    Até governador da BA? Vai que ele se apaixona pelo Morro de SP e resolve fixar residência na BA…

    Agora num país que o presidente não respeita o Art 37 da Carta Magna querendo nomear o filho, vale tudo mesmo.

  4. Anderson Luz novembro 5, 2019 às 9:34 am #

    Valença tem que dar oportunidade a pessoas novas, Lucélia teve já a oportunidade dela. #juceliaeRicardonuncamais

Deixe uma resposta