ENTREVISTA: EDMUNDO DÓCIO JÚNIOR FALA DE SUAS PROPOSTAS PARA IGRAPIÚNA

Edmundo Dócio Júnior, é igrapiunensse de 32 anos, filho de Maria Girlene e José Edmundo Dócio. Graduando em ciências contábeis, que sempre viveu as margens da politica do município de Igrapiúna, mas que nunca exerceu cargo público. Sempre participou indiretamente dos bastidores de campanhas eleitorais, até que em 2014 resolveu assumir o protagonismo e apoiar um candidato próprio a deputado federal nas eleições daquele mesmo ano. Deputado esse que, teve a segunda melhor votação da cidade e que assumiu um compromisso com ele de juntos trabalhar por uma Igrapiúna mais forte, esse projeto já abrangeria uma pré-candidatura a prefeito de Igrapiúna em 2016, mas esse projeto foi interrompido por que teve problemas de saúde e se afastou para tratamento no final de 2015 até outubro de 2019, onde retorna de vez para sua amada cidade para pleitear novamente o cargo de chefe do Executivo.

BLOG DO PELEGRINI:   Que razões levaram você a colocar seu nome à disposição para disputar a prefeitura de igrapiúna e você pretende se lançar através de qual partido?

EDMUNDO DÓCIO: Sempre fui uma pessoa leve de fácil dialogo principalmente mantendo minhas amizades independentes de posicionamentos políticos da partes deles com isso foi trabalhado minha imagem no sentindo de que meus amigos e conterrâneos conseguissem ver em mim uma pessoa que os representasse, por sempre olhar como pessoa pública e não partidária e ao longo dos anos foi criado um sonho e esse sonho foi amadurecendo com a necessidade de Renovar as políticas da minha cidade e do meu Pais. Pretendo me lançar candidato a prefeito, pelo  partido PSDB (Partido Social Democrático Brasileiro)

BP: Como você vê a atual conjuntura política de igrapiúna diante das várias especulações de possíveis pré-candidatos?

ED: Igrapiúna vive um momento muito delicado, onde as pessoas sentem falta de um Lider e representante que inspire confiança, além de que esse líder trabalhe para construir o município e não o seu próprio futuro. Por isso tudo varias pessoas se alto declararam pré-candidato sem avaliar nenhum tipo risco que isso pode ocorrer no futuro. Chamo de risco pelo fato de que, se um desses candidatos que não tem preparo intelectual e emocional vier a vencer a disputa, e não consiga fazer uma boa administração para tirar a cidade do fundo do poço, onde ela se encontra,  vai ser o momento mais delicado onde o nosso povo Igrapiunense irá passar.

BP: Como você recebe a informação de que o ex-prefeito Chico Roma está pré-candidato a prefeito, assim, se lançando contra o seu próprio grupo político que é a situação?

ED: essa informação pra mim ainda não tem sentido, o que eu vejo hoje é que o atual prefeito com todo seu desgaste politico entrou em um acordo para que o senhor Francisco lançasse a candidatura dele como candidato a oposição (fake),  para tirar um pouco o foco de tudo que ele já vinha tentando lançar e não deu certo. Ex: vice Jacson Régis, Secretária Lorena e vereador Nerinho. Todos fracassaram em suas tentativas. Para mim o Senhor Francisco está fechando o cerco como candidato de oposição, pegando todos aqueles insatisfeitos com o governo e que no final se aliará com o atual gestor, porque o Próprio Filho dele me disse que eles já tentaram uma conversa com o Leandro e o mesmo recuou, mas que esse é o objetivo, Juntar. E mesmo que não junte, Leandro e Francisco, o formato de gestão é o mesmo, com as mesmas peças que hoje se encontra.

BP: Seu pai Edmundo Dócio, foi prefeito de Igrapiúna, tem um legado importante e é conhecido em todas as comunidades da cidade. Você terá total apoio do seu pai nesse processo de campanha e como ele vê seu nome nesse preparativo de campanha?

ED: sem duvida nenhuma Edmundo hoje é o maior cabo eleitoral da cidade, e ele não só apoia minha opinião como é o sonho dele me ver candidato. Eu acho até que quando ele me deu o mesmo nome dele, ele já estava pensando nisso (risos). Nós dois vamos caminhar juntos, porém o meu formato de politica é novo e inovador para minha cidade. E meu foco vai ser em um secretariado com as mesmas vontades que eu tenho, de fazer diferente.

BP: Você já tem um plano de governo estruturado para Igrapiúna ou será algo aberto onde a sociedade civil poderá opinar e ajudar na construção e como será essa construção já que o período de campanha foi reduzido?

ED; O plano de governo ainda não está totalmente estruturado, mas está em construção, analisando todas as idéias inovadoras de lugares que vem dando certo e transformando para um modelo que caiba em nossa cidade. A sociedade pode e deve participar dessa construção, assim tenho certeza que vamos transformar esse modelo participativo uma referência em nossa região.

BP: Na sua visão qual o principal problema da cidade hoje?

ED; Minha opinião é que Igrapiúna sofre principalmente com a falta de economia para os pequenos comércios. Isso tudo se inicia quando o próprio salario do servidor publico está defasado e termina quando a cidade não cria nenhuma forma de lazer e diversão para que o comércio gire!

 BP: O que você acha da administração do atual prefeito?

ED; Esse governo criou muita expectativa de quem votou nele e não conseguiu cumprir quase nada de suas promessas de campanha, até o presente ano a atual gestão não assinou nenhuma obra pública com recursos próprios que tenha seu nome. O governo de oito anos foi baseado em reinaugurações e reformas do Governo de Edmundo Dócio.

BP:  O que o leva a acreditar que poderá vencer as eleições de 2020?

ED; Eu acredito na mudança e que o jovem igrapiunesse vê em mim uma chance da nossa cidade voltar a sorrir novamente.

BP: Se eleito for qual ou quais bandeiras pretende levantar em prol de Igrapiúna?

ED: Minha bandeira será focada em mostrar nossa cidade para a Bahia, mostrar nosso potencial turístico e movimentar o comércio local. A partir daí poderemos sonhar em desenvolver nosso município.

BP:  Como todos sabem o TCM – Tribunal de Contas dos Municípios divulgou relatório que detalham alguns problemas financeiros que vão sem dúvidas impactar nos próximos quatro anos. Com isso, um dos problemas é a dívida ativa municipal que somada fica em r$12.648.167,08. qual a sua proposta para enfrentar esse problema que só cresce?

ED: Esse sem dúvida é um problema muito preocupante, hoje eu já converso com algumas pessoas da área jurídica para que me mantenha informado sobre esse assunto, e vou me informando de como devo agir para sanar esse problema caso seja eleito em 2020.

BP: Qual a principal visão que o futuro prefeito de igrapiúna deve ter para enfrentar os desafios da administração pública que são vários?

ED: A administração pública tem que ser tratada como administração privada. Onde você tem Receitas, despesas e o lucro. Nossa maior fonte de receita hoje é o FPM e FUNDEB e as despesas é os salários e gastos fixos, temos que equilibrar isso para que o “lucro sobre e o município consiga fazer mais para quem mais precisa”.

BP: Que mensagem você passa para os municípes de igrapiúna?

ED: Eu acredito na renovação para transformação das coisas, digo de causa própria de que temos que ter a fé que nossos objetivos seram alcançados.

Sem comentários.

Deixe uma resposta