PREFEITO RICARDO MOURA TENTA APRESSAR A VINDA DA ESCOLA MILITAR

Prefeito Ricardo Moura com o tenente-coronel Carlos César Albuquerque

O prefeito Ricardo Moura parece que quer mesmo implantar uma escola com disciplina militar de ensino fundamental aqui em Valença. Na última quinta-feira (02) ele teve uma reunião com o Tenente-Coronel Carlos César Albuquerque, que é assistente do comandante geral e coordenador do Programa, para a entrega da documentação para implantação desse ensino militar.

O ensino utiliza militares da reserva para dentro desse pro0grama, que atuarão como tutores disciplinares dos alunos. Os alunos irão receber instruções militares, noções de civismo e direitos humanos, além de aulas de cidadania, requisitos de hierarquia e disciplina.

Precisamos também que o prefeito se interesse pela nossa faculdade de medicina, que já está autorizada a instalar no município.

Uma resposta para PREFEITO RICARDO MOURA TENTA APRESSAR A VINDA DA ESCOLA MILITAR

  1. Pipoqueiro maio 6, 2019 às 5:17 pm #

    O cara não entende de administração pública que dirá de escolas militares, mas o que o povo precisa saber.
    Por que o psl insiste na ideia?!
    O argumento é o desempenho dos alunos militares em relação aos alunos do ensino médio.

    1° Enquanto o Estado gasta anualmente, em média, R$ 19 mil por aluno da escola militar, empenha três vezes menos no aluno na escola pública civil – apenas R$ 6 mil/ano. Ou seja, educação mais barata menos investimento. Aonde a prefeitura vai tirar o dinheiro?!?
    Pq até onde sabemos estamos a ponto de não receber salários…

    2° os alunos da escolas militares são filtrados?! Como assim É necessário passar por uma espécie de mini vestibular pra passar então os alunos que vai pra ali tem já um base mais forte.

    3 ° não dá pra comparar, estaríamos comparando laranja com manga…explicando…

    a qualidade da educação oferecida pelas escolas militares é decorrente de um conjunto de fatores, na maioria das vezes ausentes nas escolas públicas. Estrutura fisica, da uma passadinha em qq escola Municipal (salvo alguns ) e veja a bagaça, não sabe nem que é laboratório. No conhecimento tem apenas um colégio com laboratório de informática que os alunos não usam.

    4° Os municípios têm autonomia para definir seus currículos, a partir de seus Planos de Educação. Como isso seria tratado, no novo modelo? Sob quem ficaria a responsabilidade pela definição e implementação curricular?Alo Aplb???!

    5° Finalmente, que a ideia de militarização das escolas passa a mensagem de um modelo disciplinar ideológico, que remete à rigidez hierárquica e à restrição de liberdades. Um modelo contraditório com as metodologias educacionais mais modernas em debate no mundo, que recomendam a participação, colaboração e envolvimento das escolas com os territórios onde estão inseridas. ” Alo, conhecem Paulo Freire, pois deveriam usar o método dele.

    A verdade é que o prefeito que aprovar planos de carreiras impagáveis e temos professores ganhando 5000 mil conto ( se nao acredita, dê uma olhada no tcm) em uma realidade como a de Valença!!Mas temos uma educação de 5000 mil conto nas salas de aulas???!… Tem aluno analfabeto funcional!!!
    …Alô Aplb, parem de colocar nas suas pautas apenas o salário do professor , cadê a Educação, mais livros, mais incentivos para os Alunos…

    O que Valença tem é um prefeito DEMAGOGO querendo a Reeleição!!!! SE LIGUEM NO ELEFANTE BRANCO!!!

    E sabe o que a sociedade valeciana está fazendo!NADA!!!

    Parabéns por pautar no seu blog, é um dos poucos que ainda esta fazendo.

Deixe uma resposta