CARLOS AZEVEDO DISSE QUE AINDA NÃO TEM NOME PRA SUCESSOR

O prefeito Carlos Azevedo do município de Nilo Peçanha, sempre que vem a Valença nos visita, e estou sempre perguntando a ele quem será seu sucessor, a resposta é sempre a mesma: “ainda não temos”.

É verdade que Carlos fez uma gestão impecável no município, os comentários são os melhores sobre sua administração. “Por mim, ele ficava aí. Nilo Peçanha sempre teve os coronéis que mandavam e faziam suas políticas assistencialistas, dando migalhas ao povo para se manter no poder. Nesses oito anos de Carlos o povo mudou sua forma de cobrar, queremos trabalho e fontes de emprego, chega dessa coisa de botar uma panela de feijão em cima da mesa para fazer do povo escravos da barriga”, disse o marinheiro Ednaldo.

Quando Ednaldo fala sobre essa panela de feijão, eu sei a que ele quer se referir. Nos anos de 1990, frequentei muito a casa de Galdino, ex-prefeito de Nilo Peçanha, e era praxe chegar em sua rersidência e ver uma panela de feijão em cima de uma mesa enorme, e muita gente comendo.

Galdino andava com dinheiro trocado no bolso, cansei de ver pessoas esperarem ele por horas, para conseguir o dinheiro da conta de luz ou água.

Carlos Azevedo tem outra postura, deu uma vida nova a Nilo Peçanha, aquelas pessoas que eram humilhadas na porta da prefeitura ou na casa do ex-prefeito, acabou. O povo quer vida digna.

Vamos esperar a indicação de Carlos, que provavelmente será o candidato mais forte, já que a oposição recuou diante dos bons serviços que ele presta em Nilo.

Sem comentários.

Deixe uma resposta