Menos armas, mais humanização

Por *Vinicius Calmon

Nessa semana, o presidente fascista assinou o decreto que flexibiliza a posse de arma. Findado em mentiras sem fugir da sua característica, Bolsonaro faz a jogada para facilitar a posse, mas mantém o porte restrito a setores da sociedade.

A ilusão de falsa segurança, é uma das estratégias do fascismo para criar estabilidade e avançar suas pautas bombas. Mas nós somos de uma geração que sonha, e que almeja continuar viva. A cada 19 horas temos um corpo tombado, no país que mais mata LGBTS no mundo. O feminicídio que cresce de forma intensa a níveis alarmantes é assustador, mas para setores da sociedade que elegeu Bolsonaro, a única forma de combater a violência é armando as pessoas para que combatam fogo-a-fogo.

O jogo de abrir capital e causar impulso em ações de empresas do setor bélico funciona como a nomeação do juiz Moro para o Super Ministério, um gesto de gratidão em apoio a um setor importante para o financiamento da campanha bolsonarista.

Afinal de contas, os mais de R$150mi que bancou o caixa 2 do whatsapp17 não foram rastreados e acabaram esquecidos.

A política da bala é prejudicial, e já nos mata diariamente, no morro, nas pistas, nas esquinas e nos cômodos das casas.

Não precisamos de uma política violenta que vise extremamente a abertura de capital e a resolução de vida dos seus parceiros de esquemas. Não que esperássemos decência e respeito vindos do governo Bolsonaro, a nossa palavra de ordem sempre foi e será a resistência.

Nossa geração tem o papel de combater e deter o avanço do fascismo, de forma com que pautemos e façamos a construção de políticas que aglutinem, e não nos dividam nas trincheiras. Tão importante quanto não soltar a mão de ninguém, é não ir ao abraço de quem constrói facada por facada nossa varredura.

*Vinícius Calmon faz parte do Diretório Municipal JPT de Salvador.

6 Respostas para Menos armas, mais humanização

  1. Edson F janeiro 16, 2019 às 3:53 pm #

    Engraçado. O Brasil teve um presidente (GV) legitimamente FASCISTA e adorado pelo povo. Era sargento do exército e filho de pai general do mesmo exército brasileiro que o atual presidente pertenceu. Perseguia os comunistas (que o PT sempre se alia – PC do B) e teve uma ditadura que matou mais que a de 1964.Um golpista que derrubou pela força um presidente eleito pelo povo no exercício do mandato (Washington Luiz) e um presidente que foi eleito para suceder este. Como curiosidade, vale lembrar que Getúlio Vargas impediu que o presidente eleito (Júlio Prestes) assumisse o mandato para o qual foi eleito pela vontade soberana do povo e assim impediu um vice presidente filho de Valença BA (Vital Soares) de assumir a presidência caso ocorresse algo com o Julio prestes. Sim, Valença poderia ter tido um dos presidentes da República mas foi impedida por um ditador fascista. É o cara mais homenageado no Brasil e tem até uma estátua dele na Vila Operária aqui em Valença. Então o povo adora um fascismo desde que este o beneficie. O povo aqui não tem ideologia, dá pé na bunda do Collor de extrema direita e pé na bunda da Dilma que foi de extrema esquerda. Só gostaria de saber por que o atual presidente é fascista. Donde tiraram esse conceito pra classificar ele. (Longe de mim defendê-lo, não me representa) E mais: aos que defendem o desarme da população, se defendam de bandidos com flores.

  2. Wanderson janeiro 16, 2019 às 5:49 pm #

    Parabéns pelo comentário, Edson. A política brasileira funciona na base do toma lá, dá cá.

  3. Wanderson janeiro 16, 2019 às 5:55 pm #

    Excelente comentário, Edson

  4. dri janeiro 16, 2019 às 9:52 pm #

    Excelente comentário Edson, PARABÉNS!
    Esses petistas não vão se confirmar nunca, pra eles acabou…!!

  5. Edson F janeiro 17, 2019 às 10:23 am #

    Wanderson, o que me entristece é que perdemos a oportunidade de ter um presidente do Brasil filho de Valença. Quantos vices assumiram? Vital Soares poderia ter sido um orgulho da terra. Nilo Peçanha foi vice e assumiu, não era filho da elite e dá nome a cidade próxima daqui. Dá uma olhada no site da presidência que fala rapidamente sobre esse vice de Valença. Talvez desconhecido de muitos esse fato.

    http://www.biblioteca.presidencia.gov.br/presidencia/ex-presidentes/julio-prestes/vice-presidente

    O fascistão GV não deixou ele assumir.

    Vergonha mesmo é o PC do B e o PDT apoiarem Rodrigo Maia.

    https://g1.globo.com/politica/noticia/2019/01/15/pcdob-prefere-apoiar-rodrigo-maia-mas-discutira-tema-com-psb-e-pdt-diz-presidente-do-partido.ghtml

    Triste né? Agora estão com os ‘golpistas’. Como vc falou, é o toma lá da cá.

    Logo logo o PT se alia ao governo também, questão de tempo aderir.

  6. BOLSONARO PRESIDENTE janeiro 29, 2019 às 8:23 am #

    Vinícius Calmon sofreu uma bela lavagem cerebral… Parece um papagaio…. E tem otário que se deixa enganar por essa ladainha… Gay enrustido é muito amargo…

Deixe uma resposta