SINDICATOS FAZEM MOÇÃO DE REPÚDIO A RUI COSTA

Governador Rui Costa pode sofrer as mesmas consequências que o governador Jaques Wagner sofreu na eleição municipal de 2011 quando os professores fizeram greve e o PT acabou perdendo as eleições daquele ano

O governador Rui costa, interferindo na autonomia da Universidade e na tentativa de precarizar e destruir as Universidades do Estado da Bahia ( UNEB- UEFS- UESBA e UESC) realizou corte de 50% dos recursos para a manutenção das universidades. Desta forma, as universidades estão sem condições de realizar suas atividades de extensão e pesquisas, além de correr o risco de não ter recursos para pagar nem as contas de água, telefone e energia. A UNEB é um instituição que tem desenvolvido projetos que tem beneficiado a todos os 15 municípios da Costa do dendê, além de alunos que vêm de outros municípios. Além do mais, o governador Rui costa tem desrespeitado a lei, pagando aos servidores salários menores que o salário-mínimo e não cumprindo o estabelecido no Plano de Careira dos servidores públicos destas instituições. São milhares de jovens que têm sido alunos da UNEB e das demais universidades públicas baianas. Desta forma, os filhos de pessoas humildes terão que matricular seus filhos em faculdades particulares e se não tiverem condições terão que ficar sem estudar. E o Sr. Rui Costa ainda está cortando o ponto dos professores e técnicos que realizarem qualquer manifestação!!! Acabou a democracia e voltou a ditadura!!! Bolsonaro é fichinha perto de Rui Costa, pois, Rui Costa já começou a demonstrar seu lado sombrio e perseguidor.

Veja a Moção de Repúdio que os sindicatos fizeram para ele.

moção de repúdio Rui Costa

3 Respostas para SINDICATOS FAZEM MOÇÃO DE REPÚDIO A RUI COSTA

  1. EDMUNDO FILHO agosto 23, 2018 às 3:38 pm #

    Paralisação de professores da Uneb e Uefs não acarretará em desconto salarial, informa Governo

    Os reitores da Uneb e Uefs apresentaram o plano de compensação de frequência pelos dias não trabalhados na instituição, com reposição integral da carga horária não cumprida, e os descontos nos vencimentos dos servidores (técnicos e professores da Uneb e técnicos da Uefs) não serão praticados. Os créditos salariais vão ocorrer na folha do mês de agosto, cujo pagamento será efetuado no próximo dia 31.

    A decisão, tomada anteriormente pela Secretaria da Administração do Estado (Saeb), de efetuar os descontos seguiu entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF), na linha de que a administração pública deve proceder ao desconto dos dias de paralisação decorrentes do exercício do direito de greve pelos servidores públicos.

    A Saeb entende que a pauta da categoria é inexequível para este momento, haja vista o período eleitoral e as restrições impostas pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

    É importante destacar que, embora impossibilitado de aplicar reajustes gerais, o Governo do Estado vem conseguindo, de modo planejado e com foco na responsabilidade fiscal, manter uma política de pessoal voltada para a valorização das carreiras, com ganhos salariais vinculados aos processos de promoções e progressões, e promovendo ajustes salariais em setores específicos, a exemplo da educação e da segurança pública.

  2. eu agosto 25, 2018 às 8:49 am #

    Justificativa de gente baba ovo essa aí.. As Universidades Estaduais vem sendo sucateadas desde que o PT assumiu o Governo. Isso é fato!

  3. André santana agosto 26, 2018 às 7:08 pm #

    Infelizmente a mentira vence a verdade . O desconto foi feito e de 8 dias parado. Teve professor que descontaram R $ 2.778.00 reais isto mesmo . Eles publicaram uma folhá especial de crédito devolvendo. MAS FOI FEITO SIM , algo que demosta se eleito o que fará com as universidades estaduais? Essa resposta a UNEB já tem será reestruturação. Dos 27 Departamentos ficará 12 , os outros vão virar núcleo só aula , 1 vigilância, 1 pessoal de limpeza , uma biblioteca, dos 1700 funcionáriose ou maus ficará 700 , terceiriza, vende carros e equipamentos. Vai reduzir de 500 milhões por ano para 200 . De 27 mil alunos chegará a 15 . Só isso . Agora podem defender o governador. ..

Deixe uma resposta