[adrotate banner="25"]
[adrotate banner="26"]

MEU MUNDO CAIU

Nada melhor para retratar a realidade do nosso patrimônio histórico que a letra da música de Maysa, onde ela se decepciona com o amor que a traiu, e assim, nós comparamos o desprezo desse amor com o egoísmo dos empresários.

Dessa forma foi acontecendo, derrubaram um casarão, depois outro, depois outro e daqui a uns dias creio que não teremos nem mesmo aquele prédio tão lindo que hoje funciona a Câmara de Vereadores.

Que tristeza, ninguém se preocupava com nada, apagaram nossa memória por tão pouco, em troca de novos prédios, com arquitetura duvidosa, que esconde a beleza dos nossos antepassados.

Agora ninguém pode mais contar sobre a história dessa terra, queimaram tudo, rasgaram tudo, derrubaram tudo. Em troca, do chamado “progresso”.

Adeus velhos casarões, somente minha memória lembrará de ti, que daqui a uns dias também não existirá mais.

MEU MUNDO CAIU

(Maysa)

Meu mundo caiu
E me fez ficar assim
Você conseguiu
E agora diz que tem pena de mim

Não sei se me explico bem
Eu nada pedi
Nem a você nem a ninguém
Não fui eu que caí

Sei que você me entendeu
Sei também que não vai se importar
Se meu mundo caiu
Eu que aprenda a levantar

7 Respostas para MEU MUNDO CAIU

  1. verdade abril 15, 2018 às 5:39 pm #

    O proprietário teria que ficar esperando que as gestões públicas implantassem a legislação de tombamento, por quanto tempo?? Ele iria esperar mais uns 50 anos e olhe lá.
    Essa legislação foi implantada em Cachoeira, por exemplo, desde a década de 70.
    O dono está no direito de utilizar a área como quiser.
    Nossa população não está nem aí pra patrimônio histórico, infelizmente. As prioridades são outras: saúde, educação, segurança, saneamento…..

  2. plinio.cardoso filho abril 16, 2018 às 10:46 am #

    Pergunto cadê o IFAM que é um responsável por todos patrimônio dos Estados e Municípios pelo que vejo esses prédios velhos de Valença pertence a essa instituição mas como aqui em Valença todo mundo é dono do patrimônio seja do federal estadual e municipal ai aparece não sei quem que tem mais dinheiro roubado do erário público como dono filho de não sei quem que é dono também onde arrumou o dinheiro para comprar não sabemos mas é filho desses ladrões que afundaram a nossa prefeitura deixando os bairros sem as devidas atenções e por ai vai estamos de olho para onde vai esses terreno desses prédios velhos que nos pertence também afinal de contas somos filhos dessas terras principalmente em Valença-Bahia.

  3. Florêncio martins abril 16, 2018 às 2:58 pm #

    Notícia triste , foto triste . Falta pouco para o final que terra de políticos descomprometidos
    Com o patrimônio .

    Concordo com o comentário acima.

  4. BOLSONARO PRESIDENTE abril 17, 2018 às 4:10 pm #

    Quem deveria dar o exemplo bota pra baixo também! Tio Ramiro não demoliu um casario em Cajaíba? Quem autorizou derrubar o Mercado Municipal? A Igreja Batista já tinha derrubado uns 30 anos atrás…. E agora? A culpa é de quem derrubou e PRINCIPALMENTE de TODAS as gestões municipais que nunca deram a mínima pelo ÚNICO tesouro de Valença que era o Casario Histórico!!!! Agora que não falta quase nada já terminem de vez! A cidade parece uma favela carioca mesmo!!!! Derrubem a Câmara de Vereadores, o Fórum e uma meia-dúzia (que é o pouco que restou)!! Não esqueçam de derrubar a Matriz e o Amparo…
    Não existe Lei que proíba derrubar o que era um complexo de casarões geminados de 300 anos????
    Resumindo: Valença é uma MERDA e sempre será…. Cidade civilizada preserva Patrimônio Histórico…

  5. pelegrini abril 17, 2018 às 8:51 pm #

    Bolsonaro Presidente, seu negócio é discordar de mim, porque vc apoia esse verme do Bozonaro e tudo que eu apoio vc diz que não está certo, portanto, vou apoiar agora a limpeza dos vasos sanitários, e com certeza você vai dicordar de mim, e achará que a merda é melhor enfeite para os vasos… rsrsrsrsrs!

  6. Salomão abril 17, 2018 às 9:11 pm #

    Amigo Plinio ,apenas retificando: o Orgão chama-se Iphan(instituto do patrimonio historico e artistico nacional).Alias,tenho amigos que trabalha lá,e como dizem ,nunca foi uma entidade muito prestigiada(não gera divisas para a federação),embora com funções importantissimas ,no que tange a preservação do patrimonio material e imaterial brasileiro.
    Os predios antigos,como qualquer outra propriedade,possuem donos.Assim,a camara municipal pertence a municipalidade;o predio do antigo forum ,ao Tribunal de Justiça;as Igrejas do Amparo e a Matriz,a Igreja Católica;o predio que caiu,salvo engano,ao Senhor Hilton.O Iphan é responsável pela regulamentação do uso de tais imóveis ,mas não detem a sua propriedade.
    O problema é de educação mesmo.Outro dia vi um camarada defendendo a derrubada de casarios antigos,para que desse lugar a casas mais bonitas.Falta-nos sensibilidade artistica e apreciação pela historia e memoria do nosso povo.Outro qualquer ,pode ter a propriedade de uma casa antiga e deixar que a ação do tempo a destrua e assim possa derrubá-la ,evocando problemas para a segurança das pessoas e bens de terceiros,etc…Graças a Deus que as Piramides de Ghizé ,o Taj mahal,e as muralhas da china não foram construidas em nossas terras……

  7. TUDO NOVO E NADA VELHO abril 19, 2018 às 8:45 pm #

    Quem gosta de coisa velha é mulambo, vamos modernizar a nossa cidade, os proprietários não cuidam de suas propriedades, vamos derrubar tudo e construirmos lojas e prédios para o desenvolvimento da nossa cidade.

Deixe uma resposta