EM ÉPOCA DE CRISE, CUIDADOS REDOBRADOS COM O QUE COMEMOS

Meus amigos, este assunto que vou abordar aqui é muito importante para o consumidor brasileiro, porque em épocas de crise precisamos redobrar nossas atenções para as promoções de mercadorias perecíveis que encontramos em supermercados, quitandas, carros de ovos e cestas básicas.

Na semana que antecedeu o Natal, arrisquei em comprar uma cartela de ovos num desses carros que vendem ovos pelas ruas, sou muito fã de ovo, mas pra mim ele tem que ser fresco, tanto que quando vou ao supermercado procuro sempre um que tenha uma data bem longa de vencimento.

Para minha surpresa, e não culpo o carro do ovo, até porque eu não me preocupei em saber a data de validade do produto, os ovos estavam com características de velhos. Claro que joguei tudo fora, e com certeza não comprarei mais ovos em nenhum carro, a não ser que tenha prazo de validade e estejam fresquinhos.

Mas o maior problema não são os carros de ovos, e sim, as promoções dos supermercados. Outro dia deparei com uma promoção incrível na rede de Supermercados Todo Dia, o leite que custava R$ 3,78 estava por R$ 1,2o, uma bagatela. Parei, e como faço sempre, olhei a data de validade. Pasmem! O leite venceria no dia seguinte, o supermercado não estava errado em vender um produto que venceria no dia seguinte, mas deveria estar alertando ao cliente desse detalhe.

Imagina se eu chego e não observo a data, e compro dez, quinze, ou vinte caixas sem precisar usar essa quantidade nesse dia? Então o que acontece é a chamada ganância do comércio, que não usam suas criatividades para não perderem seus produtos e querem enfiar goela abaixo do pobre consumidor a falta de competência deles.

Os riscos são grandes e precisamos ficar atentos nessa época de crise, porque ninguém quer perder, e daí vem as chamadas comidas baratas em restaurantes, que todo mundo fica com a pulga na orelha quando vê um prato mais barato que o normal. Vi outro dia um morador de rua carregando um monte de mercadoria perecível num carrinho de supermercado, me chamou a atenção e perguntei o que era aquilo e ele me disse que era frango, carne de sertão, mortadela e outros coisas com prazo de validade vencido. Perguntei pra onde ia, e ele me respondeu que era pra um homem que cria porcos. Bom, não tive coragem de acompanhar, até porque tenho medo das surpresas, mas é muito complicado quando a gente vê promoções de comida em restaurantes que não recebem subsídio de ninguém.

Postei esse alerta porque acabo de receber a notícia que um velho amigo de Salvador, veio a falecer ontem, por conta de uma infecção intestinal, e as únicas coisas que ele comeu e bebeu foi nas barraquinhas de festas na virada do Ano Novo em Salvador.

Que Deus te acolha meu caro Rufino! Infelizmente você serviu de exemplo para uma grande maioria que não se preocupa onde comer ou o que comem.

Uma resposta para EM ÉPOCA DE CRISE, CUIDADOS REDOBRADOS COM O QUE COMEMOS

  1. plinio.cardoso filho Janeiro 4, 2018 às 3:18 pm #

    Do jeito que se encontra a Mãe Natureza e diante dos nossos merecimentos vamos ter que comer daqui mais alguns dias é qualquer coisa que encontra diante disso recomendo aos seus amigos leitores que vá procurando desenvolver a cultura do jejum pelo menos um dia no mês ou no ano para já ir acostumando o organismo entender que não tem o de comer.

Deixe uma resposta