VEREADOR ENQUADRA ESPOSO DE VEREADORA EM SESSÃO DA CÂMARA

O mandato pertence a sua esposa, e não ao cidadão comum, Gama. Frisou o vereador Jurandir

Na semana passada o vereador Jurandir Almeida demonstrou indignação quanto a interferência do esposo da vereadora Rosa em seu mandato e nas sessões da Câmara. Jurandir disse que não concorda quando o esposo da vereadora se manifesta nas sessões da Câmara.

“Eu sou contra quando o senhor se manifesta, quem tem que se manifestar aqui é a vereadora. Eu vi o senhor pedindo combustível lá na garagem (garagem da prefeitura de Valença) pra seu trator, se o trator é seu o senhor que tem que manter, o senhor que tem que bancar. É por isso que eu estou dizendo que, quem tem que se manifestar aqui é a vereadora e não o cidadão comum, Gama. Então eu sou contra quando o senhor se manifesta… Quem tem que falar sobre o mandato é a vereadora que foi eleita pelo povo… A partir de hoje, toda vez que o senhor se manifestar eu vou cobrar isso, porque, quem tem o mandato de vereadora e foi eleita pelo povo foi sua esposa e não o senhor… Então eu acho que o senhor extrapola um pouquinho quando grita no plenário desta Casa, e o senhor não tem esse direito de estar assumindo compromisso nenhum, porque o senhor é um cidadão comum, como outro qualquer… Então, toda vez que o senhor contestar eu vou contra”, enquadrava o edil.

Sem comentários.

Deixe uma resposta