Deputados avaliam segurança do transporte marítimo e CPI não está descartada

Na primeira reunião do grupo de trabalho instalado pela Comissão de Infraestrutura, Desenvolvimento Econômico e Turismo da Assembleia Legislativa, presidida pelo deputado estadual, Hildécio Meireles (PMDB), para avaliar a qualidade e segurança do transporte marítimo, após naufrágio que vitimou 19 pessoas durante a travessia Mar Grande-Salvador, no dia 24 de agosto, dentre outras pautas, a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) foi clamor de maioria dos integrantes presentes aos deputados.

Conforme faz questão de frisar o deputado Hildécio Meireles, o assunto entrará na pauta caso não haja avanço nas discussões do grupo, que já definiu convidar para o próximo encontro o Ibama, para obter informações sobre o pedido de licença ambiental para dragagem do canal da saída de Mar Grande; o Ministério Público Estadual, para falar sobre as ações impetradas, referente as linhas marítimas e o Tribunal de Justiça do Estado para informar sobre o andamento das diversas ações que tramitam nas Varas da Fazenda  Pública, questionando a má prestação do serviço e que até então não tem sentença.

“Afinal, estamos falando de uma tragédia que vitimou 19 pessoas, 19 famílias e que precisa ter respostas, bem como prevenção para que outras não ocorram. A primeira reunião contou com representantes do Poder Executivo Estadual, através da Agerba, do Poder Legislativo Estadual, através dos deputados Hildécio Meireles, Fabíola Mansur e Pablo Barroso, pelo Poder Legislativo Municipal, através do vereador de Itaparica, Antonio Paulo Souza Santos e o edil de Vera Cruz, Jorge Rasta, além de representantes da sociedade civil. A próxima está marcada para o dia 11.

Sem comentários.

Deixe uma resposta