INSEGURANÇA EM VALENÇA

Já me pediram pra falar sobre esse tema diversas vezes, quero aproveitar e pedir a Kadu, ou quem participou de um seminário de segurança aqui em Valença pra explanar sobre o que aconteceu por lá. Mas antes eu quero falar o que acho de tudo isso.

Ligo o rádio aqui em casa sempre na Rio Una Fm, até já perguntei ao meu amigo Ciro Pimentel (radialista) se não existe outro assunto pra se comentar no rádio, e ele me respondeu: que exitem muitos outros, mas com o alto índice de criminalidade que vem ocorrendo em Valença fica inviavel comentar outros assuntos, até porque se deixarmos de lado o problema da segurança pode piorar.

É verdade, tá demais este problema aqui em Valença, ontem mesmo conversei com Elias Lago um amigo nosso que trabalha no ramo de farinha de trigo, e ele me disse que a três dias atrás dois jovens na faixa de 16 a 18 anos invadiram o depósito na esperança de assaltar, como não encontraram o que queriam deram um tiro num funcionário.

Todos os dias no rádio a gente ouve uma infinidade de atos de violência, são mulheres, idosos, casas comerciais, todos sendo vítimas dos bandidos, e a polícia sem poder dar jeito. Soube através do jornal “A Tarde” que na Bahia o efetivo da polícia seriam de 35.000 homens, e na verdade só dispomos de 17.000. Vergonhosa essa situação, o governador está a par de tudo, sabe das nossas necessidades, mas não toma providências. Cada dia que passa as coisas pioram ainda mais.

Quero depois saber quem tem a maior culpa de tudo isso, será os políticos ou a sociedade? Sim nós, porque não arregaçamos as mangas pra conscientizar esse povo de que os verdadeiros bandidos são aqueles que lesam a nossa consciência, tiram dos necessitados para encherem os bolsos, e quando tiram de nós deixam-nos vulneráveis a praticar certos atos ilícitos, atingindo o nosso maior ponto fraco que é a fome, a educação, a saúde e por fim a dignidade, fazendo nossos irmãos se marginalizarem.

O presidente Lula há alguns tempos atrás (antes de ser eleito presidente) disse que no congresso tinham exatos 330 picaretas, referindo-se só ao congresso nacional, mas esqueceu-se de falar dos outros picaretas, nos governos estaduais, nas prefeituras e outros lugares mais (que me perdoem quem não foi lembrado).

Agora ficamos aqui chamando nossos irmãos de bandidos, e não se lembram que tiraram-lhes os direitos de terem uma vida digna.

Não vou lembrar aqui quantos foram os atos de corrupção cometidos neste país. Só quero lembrar que a proporção que aumentam os roubos aos cofres públicos diminuem o número de policiais e aumentam o numero de bandidos.

Agora eu queria que os bandidos fizessem o seguinte; que esquecessem os velhinhos as mulheres, as pessoas carentes em geral e fossem roubar aos que roubaram eles, que são os donos de mansão (cuidado que tem muita gente boa que tem mansão), ou melhor os políticos em geral.

Só conseguiremos acabar com a marginalidade quando acabarmos com os maus políticos desse país. Enquanto isso a gente vai se defendendo como pode.

Aqui em Valença como a pobreza parece que é maior que em qualquer outro lugar do mundo, fica mais difícil. Ainda tem a vaidade de alguns que preferem construir vilages em ilhas, comprar carrões etc… a fazer alguma coisa por essa camada de pessoas carentes.

Eu sei que sai ladrão entra ladrão e tudo vai ficando do mesmo jeito. Um dia esse dinheiro todo vai sobrar no bolso desses ladrões… Será?

Até a próxima.

4 Respostas para INSEGURANÇA EM VALENÇA

  1. Mandrake novembro 17, 2008 às 7:06 pm #

    As coisas só mudarão de uma forma:NO DIA EM QUE POLÍTICO GANHAR SALÁRIO, OU O POVO GANHAR IGUAL AOS POLÍTICOS…

  2. Zé da CPI novembro 18, 2008 às 12:19 am #

    No dia em que for dado o mesmo tratamento ao que se dá ao pé de chinelo e o bandido branco, abastado e que se acham acima da lei. -Aí sim, será possível evoluirmos. Até lá é fazer isso que estamos fazendo; e-mail pra cá e e-mail pra lá.

  3. Anonymous novembro 18, 2008 às 8:25 am #

    Retirou o comentário grande de Zé da CPI, pq?

  4. Pelegrini novembro 18, 2008 às 8:55 am #

    O comentário de Zé virou post principal ( vide ultimo post).

Deixe uma resposta